Menu
2020-05-15T12:24:36-03:00
Estadão Conteúdo
EFEITO QUARENTENA

29% dos consumidores fazem mais compras online durante a pandemia, diz Boa Vista

A pesquisa ainda revela que 78% dos consumidores tiveram impacto na renda mensal por conta do isolamento social adotado durante a pandemia.

15 de maio de 2020
12:24
ecommerce
Imagem: Shutterstock

Pesquisa feita pela Boa Vista com 600 entrevistados de todo o Brasil aponta para um maior uso das plataformas digitais de vendas durante a pandemia do novo coronavírus. Segundo o levantamento, 29% dos consumidores consultados passaram a fazer mais compras online após o vírus ter se alastrado no Brasil, obrigando autoridades da saúde a recomendarem medidas de restrição à circulação de pessoas.

De acordo com a Boa Vista, o estudo possui grau de confiança de 95% e margem de erro de 4 pontos porcentuais.

Quanto ao meio de pagamento utilizado nas compras digitais, 71% dos entrevistados afirmaram usar cartão de crédito, índice muito superior às outras opções apontadas pelos consumidores, como débito em conta (13%), boleto (12%) e transferência bancária (4%).

Estoque

A sondagem também mostra que apenas 14% dos consumidores passaram a estocar produtos de supermercado, como alimentos e itens de higiene e limpeza, após o início da pandemia.

Impacto na renda

A pesquisa ainda revela que 78% dos consumidores tiveram impacto na renda mensal por conta do isolamento social adotado durante a pandemia. A Boa Vista também revelou que 41% dos entrevistados no levantamento fazem algum trabalho extra para complementar a renda familiar no período.

Mesmo com este cenário de dificuldades financeiras, 75% consideram adequadas as medidas restritivas impostas por Estados e municípios em combate à circulação do vírus.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

seu dinheiro na sua noite

Fidelidade em baixa com a pandemia

Não, não estou falando da fidelidade entre casais. Até porque, por mais que a convivência excessiva em família na quarentena tenha abalado alguns casamentos, o momento não anda muito propício às puladas de cerca. Estou falando do setor de fidelidade, que abarca as empresas de programas de pontos e milhagem, sobretudo aqueles ligados às companhias […]

Empresa ligada à Vale

Justiça aprova pedido de Recuperação Judicial da Samarco

RJ não terá impacto nas atividades operacionais da mineradora, nem nas ações de reparação e compensação pela tragédia de Mariana

FECHAMENTO

Ibovespa ignora tensão em Brasília e NY no vermelho e avança 1%; dólar também sobe

Enquanto as blue chips garantiram o bom desempenho do Ibovespa, o dólar avançou 0,84%, pressionado pelo noticiário em Brasília

Exaltou integração

Presidente do Banco Central não enxerga competição entre bancos e fintechs

Segundo Campos Neto, a integração entre as mídias sociais e o sistema financeiro é maior inovação que existe no momento

Menos pontos e milhas

Setor de empresas de fidelidade encolhe quase 30% em 2020

O segmento de fidelidade movimentou R$ 5,3 bilhões em 2020, segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies