Menu
2020-02-10T08:09:45-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Esquenta dos mercados

Coronavírus traz nova onda de cautela aos mercados globais

Investidores buscam sinais para entender quais podem ser os impactos da epidemia na economia global

10 de fevereiro de 2020
7:57 - atualizado às 8:09
Coronavírus
Imagem: Shutterstock

O mar parecia calmo e a sensação era de que o pior já tinha passado, mas as últimas notícias em torno da epidemia do coronavírus voltam a influenciar negativamente os mercados globais.

Com inúmeras lojas e fábricas ainda fechadas na China e o número de mortos ultrapassando a marca das 900 pessoas, os investidores mantém a cautela nos negócios. O número já é maior do que o registrado no surto de SARS.

O número de infectados já passa de 40 mil, em mais de 20 países e o impacto da situação na economia ainda está nebuloso.

O governo chinês tem corrido contra o tempo para estancar a sangria causada nos mercados em decorrencia do vírus.

Embora boa parte dos negócios continue fechada, parte deles voltaram a funcionar, o que fez as bolsas chinesas avançarem enquanto o resto das sessões do continente patinaram e fechamram majoritariamente em baixa.

Os investidores buscam sinais e acompanharam atentos a divulgação da inflação oficial do país, que teve forte alta em janeiro. A taxa subiu 5,4%, acima da projeção de 4,96% do mercado.

Pausa nos ganhos

Na sexta-feira, nem mesmo o payroll com dados fortes e animadores fez as bolsas americanas retomarem os ganhos vistos nos dias anteriores.

O Federal Reserve avalia os riscos que o coronavírus pode trazer para a perspectiva econômica. A fala do presidente da instituição, Jerome Powell, no Congresso americano na próxima quarta-feira deve trazer novos alertas do Fed sobre o status da epidemia global.

Com a retomada da cautela, o s índices futuros em Nova York amanhecem no vermelho.

O pessimismo também ronda o velho continente e todas as bolsas europeias abriram em queda nesta segunda-feira.

Cada vez mais alto

Na semana passada, o dólar atingiu patamares nunca antes vistos e terminou a semena cotado a R$ 4,3209. No ano, a moeda já acumula uma alta de 7,7%.

O movimento de alta não foi visto somente no Brasil. Após os dados fortes do payroll, a moeda subiu em escala global. Para alguns analistas, a forte valorização da moeda sege mais os fatores externos do que os domésticos.

Mesmo com a alta expressiva, o Banco Central ainda não identificou anormalidade que justifique uma intervenção no câmbio.

Enquanto o dólar teve uma semana de forte alta, o Ibovespa ficou no zero a zero. Após uma queda de 1,23% na sexta-feira, o índice terminou a semana aos 113.770,29 pontos.

Digerindo os números

A temporada de balanços segue aqui no Brasil e a semana promete ser cheia.

Nesta segunda-feira, é a vez do Itaú Unibanco, BB Seguridade e São Matinho.

A semana ainda reserva os números de outro gigante do setor financeiro, com o Banco do Brasil na quinta-feira. Confira nesta reportagem a prévia completa dos balanços previstos para os próximos dias.

A semana recheada de resultados promete mexer bastante com as ações da bolsa. Confira quais papéis podem se destacar nos próximos dias.

Enquanto por aqui a temporada de balanços começa a engatar semanas movimentadas, as coisas começam a desacelerar no exterior. Nos Estados Unidos, ainda faltam 68 empresas, com destaques para Cisco e Alibaba.

Fique de olho

  • Para contornar os efeitos da greve que se arrasta por mais uma semana, a Petrobras anunciou a contratação emergencial de pessoal para manter a operação.
  • Conselho do BMG aprovou Ricardo Anes Guimarães como presidente. Ele substitui Ana karina Bortoni Dias
  • JBS informou uma troca na instituição responsável por ser escriturador de ações da companhia. O Itaú deixa a operação, que será assumida pelo Bradesco.
  • Após IPO, a Locaweb aprovou o aumento de capital para R$ 629,1 milhões.
  • Rodovias do Tietê informou debenturistas que o controlador da companhia não aplicará mais dinheiro na companhia.
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

uma bolada

Bradesco paga R$ 5 bilhões em juros sobre capital próprio

Valor representa R$ 0,416 por ação ordinária e R$ 0,458 por ação preferencial, após o desconto do Imposto de Renda

seu dinheiro na sua noite

Dólar abaixo de R$ 5, Selic de volta aos 7% e o investimento da Petz em página de gatinhos

Apesar dos avanços na vacinação e do relaxamento nas medidas de distanciamento social, o fato de ainda estarmos convivendo com o coronavírus e uma elevada mortalidade pela covid-19 faz com que 2021 tenha um sabor de 2020 – parte 2. Assim tem sido, pelo menos para mim. Imagino que também seja assim para todas as […]

atenção, acionista

Weg e Lojas Renner anunciam juros sobre capital próprio; confira valores

Empresa de fabricação e comercialização de motores elétricos paga R$ 86,1 milhões; provento da varejista chega a R$ 88 milhões

Alívio no câmbio

Dólar fica abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez em mais de um ano — e o empurrão veio dos BCs

O dólar à vista terminou o dia em R$ 4,96, ficando abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez desde 10 de junho de 2020. O Ibovespa caiu

Constitucionalidade em xeque

Autonomia do Banco Central: STF retoma julgamento no dia 25, mas recesso pode estender votação até agosto

A lei em análise restringe os poderes do governo federal sobre a autoridade máxima da política monetária do País

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies