Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-07-01T08:35:23-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
esquenta dos mercados

Avanço do coronavírus nos EUA limita animação dos mercados com recuperação da economia

Os Estados Unidos registraram mais de 40 mil novos casos nas últimas 24 horas, reacendendo o medo de que novas medidas de isolamento sejam necessárias para conter a doença. Números da atividade manufatureira dão um termômetro da recuperação da economia tanto no Brasil como no exterior,

1 de julho de 2020
8:18 - atualizado às 8:35
Mercados juros bolsa coronavírus
Imagem: Shutterstock

Sinais de que a economia global segue se expandindo após a queda durante o pico da pandemia de coronavírus agitam o mercado nesta quarta-feira, mas a preocupação com o avanço do número de casos do coronavírus, principalmente nos Estados Unidos, inspira cautela.

Medições do índice de gerente de compras (PMI, na sigla em inglês), que mede o nível da atividade manufatureira, na China, Alemanha, Reino Unido e zona do euro vieram acima das expectativas. Mais tarde serão conhecidos os números para o Brasil (10h) e Estados Unidos (10h45).

A agenda de divulgações do dia ainda reserva outros destaques. No Brasil, o Banco Central divulga o fluxo semanal e a balança comercial de junho. Lá fora, o Federal Reserve divulga a ata da sua última reunião. Ainda nos Estados Unidos, o relatório de emprego do setor primário, considerado a prévia do payroll, é aguardado.

Economia vs coronavírus

O ritmo da recuperação econômica é medida hoje pelas divulgações de índices do setor manufatureiro pelo mundo, mas a animação dos investidores esbarra em uma série de fatores de risco.

Na chinesa, os números seguem animando os especilialistas e dissolvendo parte da cautela que ainda persiste nos mercados, como a causada pela aprovação da lei de segurança nacional para Hong Kong, que agrava a relação chinesa com os Estados Unidos.

Hoje, a IHS Markit/Caixin divulgou qur o índice de gerente de compras (PMI, na sigla em inglês) da China subiu de 50,7 em maio para 51,2 em junho - o maior nível em seis meses -, indicando que o setor manufatureiro segue se expandindo de forma acelerada.

A notícia embalou as bolsas asiáticas, que fecharam majoritariamente em alta, com excessão do Japão e Coreia do Sul.

Na Europa, a economia também dá sinais de avanço, mas o resultado é insuficiente para sustentar as bolsas no campo positivo. O PMI da Alemanha, que subiu para 45,2 em junho, da zona do euro, que passou a 47,4, e do Reino Unido, que avançou de 40,7 em maio para 50,1 em junho, vieram acima das expectativas dos investidores.

O avanço do coronavírus nos Estados Unidos segue inspirando muita cautela, já que pode limitar a retomada da economia. O país registrou 40 mil casos nas últimas 24 horas e alguns estados reestabeleceram medidas de isolamento. Agora, os investidores seguem atentos aos dados de emprego e manufatura, que devem ser divulgados nas próximas horas no país.

Enquanto aguardam os novos números, os índices futuros de Nova York operam no vermelho.

Balanço do semestre

O principal índice da Bolsa brasileira fechou o mês de junho com ganhos acumulados de 8,76%. O Ibovespa fechou a última sessão do semestre em baixa de 0,71%, aos 95.055,82 pontos, acumulando perdas de 17,8% no ano.

Ontem, o dólar subiu 0,25%, a R$ 5,4402, com ganhos acumulados de 35,6% nos últimos seis meses

Agenda

Nesta quarta-feira, temos na agenda de indicadores a divulgação dos números da balança comercial brasileira em junho.

Diversos países divulgam as leituras do índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês): Brasil (10h); Estados Unidos (10h45); países europeus divulgaram os números no começo da manhã.

No exterior, o destaque também para a prévia do payroll americano - o relatório de emprego ADP em junho (9h15) e a ata da última reunião do Federal Reserve (15h), quando o Fed manteve os juros entre 0% e 0,25%. Os analistas irão procurar pistas sobre o futuro dos programas de estímulo.

Fique de olho

  • Hering fará pagamento de juros sobre capital próprio no valor de R$ 35,341 milhões.
  • Conselho da Centauro aprovou a captação de R$ 460 milhões em recursos.
  • Via Varejo anunciou conclusão de alongamento de dívidas
  • Cade revogou medida cautelar contra a parceria entre a Cielo e o Facebook para as transações via WhatsApp
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

em busca de recursos

AES Brasil (AESB3) aprova oferta pública e pode captar até R$ 1,8 bilhão

De acordo com a AES Brasil, o objetivo da oferta é acelerar seu plano de crescimento, com foco na diversificação do portfólio por meio de fontes complementares à hídrica, além de potencializar a criação de valor para os acionistas

o melhor do seu dinheiro

Mercados na semana: mais imposto, indefinição sobre dívidas e desaceleração na China

O Ibovespa acumulou uma perda de 2,5% na semana que termina e o dólar à vista avançou 0,28%, para R$ 5,28.  Foram três os principais fatores que impactaram os mercados: o anúncio de aumento de impostos, a indefinição sobre os precatórios — dívidas do governo com sentença judicial definitiva — e uma possível desaceleração da […]

Podcast Mesa Pra Quatro

De corretor de investimentos a árbitro e comentarista de futebol: conheça a trajetória de Arnaldo Cézar Coelho

O ex-árbitro e ex-comentarista de futebol é o convidado do podcast Mesa Pra Quatro. Ele conta como sua mãe influenciou a investir em imóveis e fala sobre a sua trajetória no mercado financeiro, um lado que poucos conhecem – confira agora

nome limpo na praça

Boa Vista (BOAS3): Itaú BBA inicia cobertura com ‘compra’ e potencial de alta de 27%

Preço-alvo para 2022 foi estabelecido em R$ 15,50, apoiado na tese de crescimento da companhia e do mercado de serviço de informações de crédito

de olho na inovação

Bitcoin é ineficiente como moeda e bom apenas para especulação, diz ‘Papa’ do valuation

Damodaran disse que a importância que tem sido dada ao bitcoin é desproporcional em relação ao seu papel na economia e minimizou a adoção da criptomoeda por El Salvador

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies