Menu
2020-09-15T16:40:13-03:00
Ricardo Gozzi
mercado agora

Volátil, Ibovespa tenta manter-se em alta acompanhando otimismo externo com dados da China

Comentários de Bolsonaro sobre o Renda Brasil limitam ganhos no Ibovespa e pesam sobre o mercado de câmbio

15 de setembro de 2020
10:15 - atualizado às 16:40
Selo Mercados AGORA Ibovespa dólar
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O Ibovespa abriu em alta nesta terça-feira repercutindo mais uma vez o otimismo derivado de sinais positivos vindos do exterior, mas passou a apresentar volatilidade depois de o presidente Jair Bolsonaro ter, na prática, sepultado o programa Renda Brasil antes mesmo de lançá-lo.

Em vídeo divulgado pela manhã em suas redes sociais para tratar do assunto, Bolsonaro declarou que "merece cartão vermelho" quem sugerir a possibilidade de congelamento de aposentadorias para financiar o Renda Brasil.

Os comentários de Bolsonaro limitaram o impulso proporcionado aos mercados financeiros internacionais pela melhora nos dados sobre as vendas no varejo e a produção industrial da China em agosto.

Com isso, os mercados europeus de ações fecharam em alta e as bolsas norte-americanas operaram no azul durante a maior parte do dia, cedendo parte dos ganhos na reta final da sessão.

Por volta das 16h40, depois de oscilar entre altas e baixas em meio a intensa volatilidade, o principal índice do mercado brasileiro de ações caía 0,13%, aos 100.146 pontos.

"O mercado não gostou inicialmente da fala do presidente Bolsonaro", observou André Perfeito, economista-chefe da Necton Corretora. "Muitos viram no vídeo um ataque ao ministro Paulo Guedes e isto elevou as tensões nas mesas", prosseguiu ele.

Na avaliação de Perfeito, entretanto, o presidente acerta ao encerrar a discussão sobre o Renda Brasil. "Ao tirar o Renda Brasil da mesa, acredito que abra espaço para a discussão de temas mais urgentes da agenda legisliativa e isto pode ser mais eficiente", avaliou.

Impacto do otimismo externo prevalece sobre o Ibovespa

A renovação do apetite por risco no exterior ocorre depois de duas semanas extremamente turbulentas nas quais investidores passaram a questionar o nível de preços de algumas classes de ativos, principalmente aqueles ligados ao setor de tecnologia.

Essa busca por risco aumentou ontem, lastreada pelo anúncio da retomada dos testes clínicos da vacina produzida pela AstraZeneca visando a conter a pandemia do novo coronavírus.

Além dos comentários de Bolsonaro, o otimismo externo concorre com um pouco de cautela às vésperas das decisões de política monetária dos bancos centrais do Brasil e dos Estados Unidos, mas tem sido suficiente para manter o Ibovespa em leve alta.

Entre os papéis negociados na B3, as ações da Minerva Foods destacam-se desde a abertura, operando em forte alta depois de a companhia ter informado o recebimento de uma proposta em que a subsidiária Athena é avaliada em US$ 1,5 bilhão.

Também chama a atenção a alta dos papéis da Braskem apesar de a petroquímica ter informado que a conta do evento geológico que levou ao afundamento do solo e rachaduras em edificações em Maceió crescerá em R$ 3,3 bilhões, podendo atingir um total de R$ 7,9 bilhões.

Pedro Galdi, analista da Mirae Asset, observou que, apesar das provisões, o cenário para a Braskem está muito positivo. “A demanda está em crescimento, superando inclusive níveis anteriores à crise”, explicou ele. “Quanto ao fato relevante, a interpretação é de que o pior ficou pra trás. Agora é fazer o acerto e bola pra frente.”

Dólar e juro

O mercado de câmbio também repercutiu os dados provenientes da China na abertura do pregão, mas passou a subir em reação aos comentários de Bolsonaro para em seguida oscilar entre altas e baixas, sem firmar uma direção clara.

Por volta das 16h40, a moeda norte-americana subia 0,31%, cotada a R$ 5,2920.

Já os contratos de juros futuros abriram em leve baixa nesta terça-feira, mas também passaram a subir acompanhando o dólar e o noticiário local.

Enquanto isso, os investidores aguardam o resultado da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil (BCB), prevista para depois do encerramento do pregão de amanhã.

Confira as taxas negociadas de alguns dos principais contratos negociados na B3:

  • Janeiro/2022: de 2,810% para 2,870%;
  • Janeiro/2023: de 4,060% para 4,150%;
  • Janeiro/2025: de 5,930% para 6,020%;
  • Janeiro/2027: de 6,920% para 7,020%.
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Direto na conta

Caixa começa a pagar hoje segunda parcela do auxílio emergencial

Nascidos em janeiro receberão nas contas poupança digitais

ESTRADA DO FUTURO

As ações de tecnologia estão caras ou baratas? Saiba como os analistas fazem as contas

Com o tempo, a análise dessas empresas migrou da abordagem de tradicional para um modelo de probabilidades e grandes números

Pandemia

Número de óbitos por covid-19 passa de 434 mil; casos passam de 15,5 milhões

Mais de 2 mil mortes e 67 mil novos casos foram registrados nas últimas 24 horas

Polui menos

Petrobras bate recorde de vendas de diesel S-10

Impacto ambiental do derivado é menor

Acabou a mamata?

Congresso reage a supersalários da cúpula do governo

Medida beneficia diretamente o presidente Jair Bolsonaro e seu vice, Hamilton Mourão

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies