Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-09-15T08:33:47-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
desmembramento na bolsa

Minerva recebe proposta que avalia Athena em US$ 1,5 bilhão e fala em ‘destravar valor’

Valor corresponde a cerca de R$ 7,9 bilhões; brasileira prevê ser titular de cerca de 75% do capital da empresa, que passaria a ter ações negociadas na Nasdaq

15 de setembro de 2020
8:09 - atualizado às 8:33
Unidade de processamento de carne JBS BRF Marfrig Minerva JBSS3
Imagem: Shutterstock

A Minerva Foods informou nesta segunda-feira (14) que recebeu uma proposta em que avalia a subsidiária Athena em US$ 1,5 bilhão - cerca de R$ 7,9 bilhões. Uma carta de intenções não vinculativa foi assinada com um SPAC.

SPAC é uma empresa de propósito específico, que planeja abrir capital com a intenção de adquirir outra companhia. A Athena é uma exportadora líder nos segmentos de carne bovina in natura e de subprodutos do abate, com operações na Colômbia, Paraguai, Argentina e Uruguai.

A Minerva não revelou a identidade do SPAC, mas disse que essa companhia tem US$ 200 milhões em caixa para financiar aquisições. A empresa também pretende fazer uma oferta privada para obter até US$ 100 milhões.

A brasileira prevê ser titular de cerca de 75% do capital da entidade resultante da operação e deve receber cerca de US$ 200 milhões em dinheiro. A Athena passaria a ter ações negociadas na Nasdaq.

Para a Minerva, uma operação desse tipo poderia fortalecer a estrutura de capital da Athena e ofereceria uma "oportunidade adicional de crescimento". A empresa fala em "destravar valor" para os acionistas e promete uma análise estratégica nas próximas semanas.

'Destravar valor'

A ideia de separar negócios para "destravar" o valor das empresas de um grupo não é nova. Recentemente, a Cogna, por exemplo, listou as ações da subsidiária Vasta — no entanto, o desempenho dos papéis até agora decepcionou o mercado. A baixa da empresa (VSTA) é de quase 20%.

Segundo a Squadra Investimentos, esse tipo de divisão reduz o fluxo de caixa porque cria ineficiências do ponto de vista fiscal e de balanço patrimonial. A avaliação foi feita à luz de IPOs no exterior.

Ainda assim, a gestora lembrou as aberturas de capital dos programas de fidelidade da Gol — o Smiles — e da Latam — o Multiplus. Na análise da casa, a "parte boa" vai à bolsa, mas o conglomerado é obrigado a carregar as despesas.

A Squadra afirmou que entende o racional de algumas das listagens de subsidiárias que vêm sendo apresentadas ao mercado, mas que não concorda com "grandes animações" e percepções de geração de valor decorrentes destes eventos.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

DUPLO DOWNGRADE

UBS rebaixa ação da Vale (VALE3) de compra para venda com queda do minério, apesar de dividendos

Banco suíço considera que distribuição de dividendos pela mineradora brasileira torna-se menos atraente com a cotação do minério de ferro abaixo de US$ 100

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro abre em queda com susto de aumento de imposto e exterior negativo; dólar também recua

A medida pegou os investidores de surpresa e o vencimento de opções em Nova York coloca o exterior sob pressão

O melhor do seu dinheiro

Uma ação para lucrar com a crise hídrica, Bolsonaro eleva IOF, dividendos da Vale e outras notícias do dia

Não é de hoje que o Brasil sofre com risco de apagão e racionamento de energia. Em 2001, o país precisou recorrer a blecautes programados e obrigar famílias e empresas a economizarem energia elétrica sob pena de aumentos pesados na conta de luz. Quem viveu a época lembra bem das trocas de lâmpadas incandescentes por […]

Coluna do jojo

Bolsa hoje: dia de bruxaria nos mercados e um novo IOF para chamar de seu

Novo decreto presidencial aumentou as alíquotas do IOF sobre as operações de crédito para as pessoas físicas e jurídicas de 20 de setembro até 31 de dezembro. Se esta notícia é negativa e pode cair mal na bolsa nacional hoje, temos também a digestão da aprovação da PEC dos Precatórios

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: aumento de IOF pega investidor de surpresa e vencimento de opções no exterior deve movimentar bolsa hoje

O dia deve contar com alta volatilidade nos mercados internacionais, com o quadruple witching e o investidor fica de olho na nova medida do governo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies