Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-12-16T16:57:30-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
mercados hoje

Ibovespa retoma 118 mil pontos com vencimento de opções, após aprovação da LDO e Fed

Ontem, índice passou a subir no acumulado de 2020 pela primeira vez em 10 meses; dólar sobe e juros médios e longos disparam

16 de dezembro de 2020
10:44 - atualizado às 16:57
Selo Mercados Touro e Urso
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O Ibovespa tinha uma sessão de marasmo nesta quarta-feira (16), alternando leves altas e baixas. Mas o principal índice da bolsa passou a sustentar alta firme no período da tarde, após a aprovação do texto-base da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2021 pela Câmara dos Deputados.

Por volta das 16h45, o principal índice acionário da B3 operava em alta de 1,6%, aos 118.040 pontos, impulsionado por Ambev, bancos, Petrobras e Vale. Com isso, o Ibovespa retoma um patamar alcançado pela última vez em 27 de janeiro.

Ontem, o índice passou a acumular ganhos em 2020 pela primeira vez desde 19 de fevereiro, antes da chegada do coronavírus à Itália e do reconhecimento de pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os papéis de bancos, inclusive, recuavam nesta quarta, constituindo importante pressão de baixa, mas viraram a partir das 14h50, depois do vencimento de opções sobre o índice.

Os papéis da Eletrobras, no entanto, continuam em queda, após o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, dizer que o modelo de venda da empresa está "sob suspeição", o que explicaria a demora em sua privatização.

Em vista da declaração de Maia, a Associação de Empregados da Eletrobras pede uma instalação de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito para avaliar o caso.

As ações do setor de proteínas, como JBS ON, Minerva ON e Marfrig ON, avançam em meio a notícias de um novo surto de gripe aviária no Japão, e tentam sustentá-lo neste momento.

Nova York dá sinais mistos

Enquanto isso, as bolsas americanas operam com comportamentos mistos, à medida que os investidores digerem a decisão do Fed, que manteve a taxa de juros estável na faixa entre 0% e 0,25%.

A autoridade monetária disse que continuará a comprar títulos do Tesouro americano com o objetivo de apoiar a economia do país, até que haja "progresso substancial" nos objetivos de máximo emprego e estabilidade de preços do comitê. Neste momento, o presidente do Fed, Jerome Powell, fala em entrevista coletiva.

Por lá, o cenário político se desanuviou com perspectiva de que um pacote de estímulos possa enfim sair do papel. Houve desenvolvimentos nas conversas entre democratas e republicanos que chegaram a animar os investidores.

Os líderes do Congresso estavam mais perto de um acordo de cerca de US$ 900 bilhões que deve incluir outra rodada de pagamentos diretos às famílias, disse o Wall Street Journal.

Dólar sobe e juros fecham em alta

O dólar avança mesmo após o andamento da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias, no entanto, já se distanciou das máximas intradiárias. Por volta do mesmo horário, a moeda subia 0,4%, cotada a R$ 5,1102.

O texto-base da LDO foi aprovado por 444 votos a 10 com a previsão de um déficit fiscal primário de R$ 247 bilhões em 2021. Deputados também rejeitaram destaque que previa crédito extra para comprar vacinas.

Falas de Maia sobre os ministro da Economia, Paulo Guedes, e da Saúde, Eduardo Pazuello, também voltaram ao radar e deixam investidores um pouco aflitos sobre as relações entre governo e Congresso.

O deputado, que está de saída da presidência da Casa, disse que Guedes está enfraquecido no cargo e que Pazuello "é um desastre para o País e para o governo".

Apesar do avanço de hoje, no mês o dólar ainda cai 4% e prossegue nos níveis mais baixos vistos desde junho, o que também leva os investidores a realizarem alguns lucros de curto prazo com a moeda brasileira. Frente a outras divisas emergentes, o dólar tem comportamento misto — mais forte em relação ao peso mexicano, mas mais fraco diante da lira turca.

Contra rivais fortes, como euro, libra e iene, o dólar opera estável, conforme indicado pelo Dollar Index (DXY) — índice que, no entanto, está nos menores níveis desde abril de 2018, apontando a fraqueza do dólar.

Enquanto isso, os juros intermediários e longos subiram fortemente, devolvendo os alívios vistos ontem. As taxas futuras ao longo de toda a curva operaram para cima, mesmo após a votação da LDO, refletindo persistentes temores fiscais.

Confira as taxas dos principais vencimentos:

  • Janeiro/2021: de 1,902% para 1,904%
  • Janeiro/2022: de 2,95% para 2,98%
  • Janeiro/2023: de 4,27% para 4,35%
  • Janeiro/2025: de 5,83% para 5,93%
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Ele está de volta?

Setores fazem pressão por volta do horário de verão

Criado com a finalidade de aproveitar o maior período de luz solar durante a época mais quente do ano, o horário de verão foi instituído no Brasil em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas e adotado em caráter permanente a partir de 2008.

MANOBRAS

Juiz põe no banco dos réus ex-gestores do banco Máxima por gestão fraudulenta

O Banco Máxima S.A. informa que seus atuais acionistas assumiram a administração do banco em 2018, após aprovação pelo Banco Central, e que os integrantes da antiga gestão não têm mais qualquer relação com a instituição financeira

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies