🔴 [TESTE GRÁTIS] 30 DIAS DE ACESSO A SÉRIE RENDA IMOBILIÁRIA – LIBERE AQUI

Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.

Fed vê juros parados até 2023 e continuará compras de títulos do governo para apoiar economia

Autoridade monetária manterá nível atual de compra de ativos para prover estímulos à atividade americana; comunicado traz pretensão do Fed de inflação “moderadamente acima” de 2% para atingir meta média

Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
16 de dezembro de 2020
16:04 - atualizado às 19:22
Federal Reserve
Imagem: Shutterstock

O Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos, o Fed) decidiu manter a taxa básica de juros do país estável na faixa entre 0 ponto e 0,25 ponto, segundo comunicado oficial do Comitê Federal de Mercado Aberto (o FOMC, na sigla em inglês) divulgado nesta quarta-feira (16). A decisão foi unânime.

A autoridade monetária voltou a dizer que está empenhada em usar toda a sua gama de ferramentas para apoiar a economia dos EUA neste "momento desafiador, promovendo assim os objetivos de máximo emprego e estabilidade de preços".

Nesse sentido, o Fed afirmou que, até que esses objetivos tenham "progressos substanciais", continuará a comprar ao menos US$ 80 bilhões de títulos do Tesouro dos Estados Unidos ao mês e, também, pelo menos US$ 40 bilhões de títulos garantidos por hipotecas mensalmente — comprometendo-se, assim, a manter o atual ritmo dessas operações de compra, que ocorrem desde junho.

Segundo Jerome Powell, presidente do Fed, os juros baixos e as compras de títulos "garantirão que a política monetária continuará a fornecer um suporte poderoso para a economia até que a recuperação esteja completa”, disse ele, em entrevista coletiva após a reunião de quarta-feira.

"Essas compras de ativos ajudam a promover o funcionamento suave do mercado e condições financeiras acomodatícias, sustentando assim o fluxo de crédito às famílias e empresas", informou o Fed, no comunicado.

Segundo a autoridade, a economia e o emprego continuam a se recuperar, mas permanecem "bem abaixo" dos níveis pré-pandemia.

Juros parados até 2023

O FOMC ressaltou o objetivo de inflação média de 2% no longo prazo, apontando que, com a taxa persistentemente abaixo dessa meta, possui hoje a pretensão de atingir uma inflação moderadamente acima de 2% por algum tempo para que a sua média seja atingida.

"O comitê espera manter um postura acomodatícia da política monetária até que esses resultados sejam alcançados", disse a autoridade, sinalizando a manutenção da taxa de juros. Dos 17 dirigentes do Fed, 12 veem o juro na faixa atual até 2023.

Além disso, o Fed continua a avaliar que, em um contexto de pandemia do coronavírus, há "riscos consideráveis" para a atividade econômica do país no médio prazo.

"O rumo da economia vai depender significativamente do curso do vírus", informou o Fed.

No mesmo horário do anúncio, o Ibovespa subia mais de 1%, acima dos 117 mil pontos. Ao final do pregão, o índice fechou com alta de 1,5%, a 117.860 pontos.

Compartilhe

BRIGA PELO TRONO GRELHADO

Acionistas da Zamp (BKBR3) recusam-se a ceder a coroa do Burger King ao Mubadala; veja quem rejeitou a nova oferta

21 de setembro de 2022 - 8:01

Detentores de 22,5% do capital da Zamp (BKBR3) já rechaçaram a nova investida do Mubadala, fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana segue sendo o elefante na sala e Ibovespa cai abaixo dos 110 mil pontos; dólar vai a R$ 5,23

15 de setembro de 2022 - 19:12

O Ibovespa acompanhou o mau humor das bolsas internacionais e segue no aguardo dos próximos passos do Fed

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Cautela prevalece e bolsas internacionais acompanham bateria de dados dos EUA hoje; Ibovespa aguarda prévia do PIB

15 de setembro de 2022 - 7:42

As bolsas no exterior tentam emplacar alta, mas os ganhos são limitados pela cautela internacional

FECHAMENTO DO DIA

Wall Street se recupera, mas Ibovespa cai com varejo fraco; dólar vai a R$ 5,17

14 de setembro de 2022 - 18:34

O Ibovespa não conseguiu acompanhar a recuperação das bolsas americanas. Isso porque dados do varejo e um desempenho negativo do setor de mineração e siderurgia pesaram sobre o índice.

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Depois de dia ‘sangrento’, bolsas internacionais ampliam quedas e NY busca reverter prejuízo; Ibovespa acompanha dados do varejo

14 de setembro de 2022 - 7:44

Os futuros de Nova York são os únicos que tentam emplacar o tom positivo após registrarem quedas de até 5% no pregão de ontem

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana derruba Wall Street e Ibovespa cai mais de 2%; dólar vai a R$ 5,18 com pressão sobre o Fed

13 de setembro de 2022 - 19:01

Com o Nasdaq em queda de 5% e demais índices em Wall Street repercutindo negativamente dados de inflação, o Ibovespa não conseguiu sustentar o apetite por risco

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais sobem em dia de inflação dos EUA; Ibovespa deve acompanhar cenário internacional e eleições

13 de setembro de 2022 - 7:37

Com o CPI dos EUA como o grande driver do dia, a direção das bolsas após a divulgação dos dados deve se manter até o encerramento do pregão

DANÇA DAS CADEIRAS

CCR (CCRO3) já tem novos conselheiros e Roberto Setubal está entre eles — conheça a nova configuração da empresa

12 de setembro de 2022 - 19:45

Além do novo conselho de administração, a Andrade Gutierrez informou a conclusão da venda da fatia de 14,86% do capital da CCR para a Itaúsa e a Votorantim

FECHAMENTO DO DIA

Expectativa por inflação mais branda nos Estados Unidos leva Ibovespa aos 113.406 pontos; dólar cai a R$ 5,09

12 de setembro de 2022 - 18:04

O Ibovespa acompanhou a tendência internacional, mas depois de sustentar alta de mais de 1% ao longo de toda a sessão, o índice encerrou a sessão em alta

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies