Menu
2019-10-21T15:05:56-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Negócios da educação

Yduqs ganha nova cara e cresce em quantidade e qualidade com compra da dona do Ibmec

Aquisição de R$ 1,92 bilhões é a maior da história da antiga Estácio Participações, que passa a contar com um total de 680 mil alunos, e coloca as ações da Yduqs entre as maiores altas do Ibovespa. Saiba o que os analistas disseram sobre o negócio

21 de outubro de 2019
15:00 - atualizado às 15:05
Unidade do Ibmec em Belo Horizonte
Unidade do Ibmec em Belo Horizonte - Imagem: Divulgação

A Estácio Participações decidiu adotar recentemente o novo (e horrível) nome de Yduqs. Mas a verdadeira transformação para a companhia veio hoje, com o anúncio da compra das operações do grupo norte-americano Adtalem no país, por R$ 1,92 bilhão. Trata-se da maior aquisição da história da empresa, que passa a contar com um total de 680 mil alunos.

Com o negócio, a Yduqs cresce em quantidade e em qualidade. Além das dez instituições de ensino superior do grupo, a empresa vai assumir a escola de negócios Ibmec, a rede Damásio Educacional, bastante conhecida de quem cursa direito, e a SJT Med, de cursos preparatórios na área de medicina.

As ações da Yduqs (YDUQ3) reagiram bem ao anúncio e estão entre as maiores altas do Ibovespa, principal índice da bolsa. Por volta das 14h30, os papéis eram negociados em alta de 3,18%, cotadas a R$ 39,55. Leia também nossa cobertura completa de mercados.

Cursos premium

A Yduqs pretende reorganizar as marcas após a aquisição, que ainda precisa passar pelo Cade, o órgão de defesa da concorrência. A ideia é incluir o Ibmec e os cursos de medicina em uma nova unidade que vai reunir os cursos "premium" da companhia. Essa nova área será comandada por Thiago Sayão, atual presidente da Adtalem Brasil.

O negócio também amplia a presença da Yduqs nas regiões Norte e Nordeste, onde se concentra a maior parte dos alunos das faculdades do grupo, reunidas na bandeira Wyden.

Em setembro, a companhia já havia fechado a compra da Unitoledo, que atua no interior de São Paulo, por R$102,5 milhões.

O que dizem os analistas

Em relatório a clientes, o BTG Pactual informou que planeja revisar as projeções para as ações da Yduqs após o negócio.

"Nossa recomendação era neutra diante da falta de catalisadores de curto prazo, mas movimentos de fusões e aquisições transformacionais naturalmente acrescentam um potencial de alta a esse cenário", escreveu o analista Samuel Alves.

Embora considere a aquisição positiva, ele ponderou que a Yduqs pagou um múltiplo mais alto na comparação com outros negócios realizados recentemente no setor de educação.

Outro fator que pode limitar a alta das ações é alta recente, segundo o analista do BTG. No mês, os papéis registram valorização de quase 10%. Nos últimos 12 meses, a Yduqs dobrou de valor na bolsa.

A empresa pretende pagar aquisição com recursos próprios e financiamento. Nas contas do BTG, a dívida líquida da companhia deve ficar ao redor de R$ 2 bilhões, ou menos de 1,5 vez o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), o que deixa espaço para potenciais novas aquisições.

O Bradesco BBI também tem uma visão positiva do negócio. Em relatório, o analista Victor Tapia destaca fatores como o aumento da participação da Yduqs no mercado de ensino a distância e cursos de medicina.

Diante das sinergias esperadas da combinação dos negócios, o analista considerou o preço pago muito atrativo. "Reafirmamos a Yduqs como nossa favorita no setor educação (ao lado de Ser Educacional)", escreveu.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Crypto News

O dólar pode ser destronado como reserva de valor pelo bitcoin?

O dólar é a pior moeda para reserva mundial, exceto por todas as outras. Nem o bitcoin nem nenhuma cripto está preparada para servir como reserva internacional. E nem precisa

Mau começo

Ibovespa abre o mês com o pé esquerdo e cai 2,81%, acompanhando o pessimismo externo

O Ibovespa passou a sessão desta quarta-feira no campo negativo, mas ao menos conseguiu sustentar o nível dos 70 mil pontos. Ações de empresas ligadas ao setor de viagens — como companhias aéreas e de turismo — voltaram a reportar perdas expressivas hoje

Menos exportações e importações

Balança comercial tem superávit de US$ 4,713 bilhões em março

Com queda nas exportações e nas importações, a balança comercial brasileira registrou saldo positivo de US$ 4,713 bilhões em março. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 1º, pela Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério da Economia

Sobe sem parar

Quebrando recordes: dólar fecha em alta e chega a R$ 5,26, nova máxima nominal de encerramento

O dólar à vista renovou mais uma vez os recordes de fechamento, pressionado pela cautela vista no exterior em relação aos impactos do coronavírus nos EUA

Visão global de carteira

Em carta, gestora de fortunas TAG se mostra construtiva para ações e NTN-B, mas nem tanto para multimercados

Na sua carta do mês de março, TAG Investimentos demonstra visão positiva para a renda variável, sobretudo ações domésticas, bem como para NTN-B de longo prazo; mas se mostra muito mais cautelosa em relação a fundos multimercados e de crédito privado local

Resiliência

Fundos de ações resistem ao choque e captam R$ 7,65 bilhões entre 1º e 27 de março

Fundos de investimento registraram resgates líquidos de R$ 19,6 bilhões entre os dias 1º e 27 de março, período que compreende o agravamento da tensão dos mercados em meio à pandemia do coronavírus

Fuga

Saída de dólar supera entrada em US$ 10,791 bilhões no ano até dia 27 de março, diz BC

Fluxo cambial do ano até 27 de março ficou negativo em US$ 10,791 bilhões, diz BC; em igual período de 2019, resultado era positivo em US$ 4,444 bilhões

Medidas sociais

PEC do orçamento de guerra é assinada por Rodrigo Maia e outros sete deputados

PEC que cria o Orçamento de Guerra já tramita na Câmara. Ela é assinada pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e outros sete deputados

Sem dividendos

Autoridade bancária europeia pede que bancos não paguem dividendos

Autoridade diz que apoia medidas tomadas até agora para garantir que os bancos tenham uma base de capital robusta e deem o apoio necessário à economia

UM DOS TRADERS MAIS EXPERIENTES DO BRASIL

Por que decidi voltar a investir na Bolsa aos 80 anos e após 25 anos fora do mercado

Após um quarto de século, volto para a Bolsa. Como não tenho necessidade imediata de dinheiro, simplesmente tenho certeza de que vou ganhar.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements