Menu
2019-12-29T16:26:37-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
IPO

Abertura de capital da XP foi a nona na lista das maiores do mundo em 2019

No topo da lista das mais grandiosas está o IPO da petroleira Saudi Aramco, que levantou US$ 25,6 bilhões

29 de dezembro de 2019
16:21 - atualizado às 16:26
Guilherme Benchimol, fundador da XP Investimentos
Guilherme Benchimol, fundador da XP Investimentos, durante o evento de lançamento das ações na Nasdaq -

Apesar de todo o "bafafá" envolvendo os fundos que poderiam se posicionar ou não na abertura de capital da XP em Nova York, o IPO foi bastante grandioso. A prova disso está nos números.

Ao levantar US$ 2,3 bilhões e estrear na bolsa norte-americana Nasdaq valendo US$ 14,9 bilhões, a abertura de capital do grupo foi considerada a nona maior do mundo neste ano. As informações são da rede norte-americana CNBC e foram levantadas pela FactSet.

Os dados levaram em conta um universo de 250 empresas - novas, velhas, domésticas e multinacionais - que viraram empresas abertas em 2019.

A animação com a estreia da corretora foi tanta que os papéis da XP registraram forte avanço de 25% no primeiro dia de negociação, com uma demanda que superou em 14 vezes o volume ofertado.

Mesmo assim, a abertura de capital da companhia ficou bem atrás das três maiores do mundo.

No topo da lista das mais grandiosas está o IPO da petroleira Saudi Aramco, que levantou US$ 25,6 bilhões. Na sequência, estão o da gigante do varejo on-line Alibaba que captou US$12,9 bilhões ao abrir capital em Hong Kong e em terceiro ficou o IPO da Uber, que movimentou US$ 8,1 bilhões.

Maiores valorizações desde o IPO

Além de estar entre as dez maiores aberturas de capital do mundo neste ano, as ações da XP (XP) são a quarta com maior valorização desde o IPO, com alta de 11,7%. Os números levam em consideração o fechamento da última sexta-feira (27).

Na frente dela estão o IPO da Avantor, empresa que fabrica produtos e serviços focados em tecnologia avançada e ciências da vida, com expansão de 30,1%, seguido pela TeamViewer, uma desenvolvedora alemã de softwares, com alta de 29,1%.

Na sequência, há ainda os papéis da gigante do varejo on-line, Alibaba, que acumulam alta de 13,4% desde a abertura de capital em mais uma bolsa de valores.

E em último lugar no ranking de maiores valorizações estão os papéis da Saudi Aramco. Apesar de ter sido o maior IPO de todos os tempos, as ações da petroleira acumulam leve alta de 0,4% desde então.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Sem guidance

Cosan e Comgás suspendem projeções de 2020 por coronavírus

Empresas poderão retomar projeções tão logo haja clareza acerca dos possíveis impactos em seus resultados, segundo documentos

Promessa feita

Trump promete pacote de US$ 250 bilhões para manter empregos

“Vamos oferecer muito dinheiro para as pequenas empresas do nosso país”, afirmou Trump; ele ponderou que ainda é preciso saber se a verba será suficiente

Magalu anuncia medidas

Magazine Luiza corta salários de executivos em até 80% e poderá suspender contratos

Companhia também disse que iniciou movimento de renegociação de contratos com fornecedores diretos e indiretos, para reduzir custos e ampliar prazos de pagamentos

Seu Dinheiro na sua noite

La bolsa de papel

O roteiro dramático da bolsa nesses tempos de crise do coronavírus muitas vezes me lembra o da série espanhola La Casa de Papel. Para quem não conhece, trata-se da história de um grupo de ladrões que invade a Casa da Moeda para produzir e roubar o próprio dinheiro. A quarta temporada, aliás, acaba de estrear […]

Atualização do covid-19

Brasil registra 667 mortes por coronavírus e 13,7 mil casos

O número representa um aumento de 20% em relação a ontem

Flexibilização de regras

B3 suspende prazo para Oi e outras ‘penny stocks’ ajustarem cotação

Devido ao estado de calamidade pública decretado por conta do coronavírus, a bolsa anunciou uma série de suspensões e prorrogações de prazos para que empresas listadas façam ajustes de forma a se readequar às regras do mercado

Pisando fundo

Mini-rali: Ibovespa desacelera na reta final, mas fecha em alta e acumula 10% de ganhos em dois dias

O Ibovespa ganhou terreno pelo segundo dia consecutivo, amparado pela menor percepção de risco político e pelos dados econômicos domésticos mais animadores — fatores que compensaram o viés mais cauteloso visto no exterior

Precisa ser mais rápido

Luiza Trajano diz que medidas foram adequadas, mas precisam chegar na ponta

Medidas adotadas pelo governo para combater o coronavírus foram adequadas, disse a presidente do Conselho do Magazine Luiza, a empresária Luiza Trajano

Ajuda de emergência

Caixa já tem 10 milhões de cadastros finalizados, diz presidente

Presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães atualizou na tarde desta terça-feira, 7, as informações sobre a procura por trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores individuais (MEIs) ao cadastro para o recebimento do auxílio emergencial

Mais crédito

BCE anuncia medidas que flexibilizam garantias necessárias para empréstimos

Banco Central Europeu (BCE) anunciou nesta terça-feira, 7, um pacote de medidas que flexibiliza garantias necessárias para empréstimos, com o objetivo de ampliar a tomada de crédito em meio à crise trazida pelo novo coronavírus

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements