Menu
2019-12-10T20:21:39-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Oferta de ações

XP vende ação acima da faixa indicativa no IPO e estreia na Nasdaq valendo R$ 62 bilhões

Preço por ação da XP na oferta realizada na bolsa americana foi definido em US$ 27, acima do teto da faixa estipulada, que variava de US$ 22 a US$ 25, segundo a Broadcast/Estadão

10 de dezembro de 2019
20:19 - atualizado às 20:21
XP Investimentos Dólar
Imagem: Montagem / Andrei Morais

A ação da XP Investimentos saiu a US$ 27 na oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), segundo publicou a Broadcast/Estadão. O preço ficou acima da faixa estipulada, que variava de US$ 22 a US$ 25.

Com o resultado, a XP Inc. estreia na bolsa norte-americana Nasdaq valendo US$ 14,9 bilhões (quase R$ 62 bilhões, no câmbio de hoje). As ações estreiam amanhã no pregão da Nasdaq, com o código "XP".

Assim como ocorreu com outras empresas brasileiras que abriram capital nas bolsas americanas, a empresa terá dois tipos de ação. Os papéis classe A, que serão negociados na Nasdaq, darão direito a um voto cada, enquanto que os da classe B, que ficarão de posse dos atuais controladores, terão dez votos cada.

Após a oferta, Guilherme Benchimol, fundador da XP, e os demais executivos continuarão dando as cartas na empresa, com uma participação de até 54,79% do capital com direito a voto.

De janeiro a setembro deste ano, a companhia registrou lucro líquido de R$ 699 milhões, alta de 99% em relação ao mesmo período de 2018. O número de clientes ativos mais que dobrou em 12 meses e atingiu 1,5 milhão no fim do terceiro trimestre.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Pesquisa da FGV

Presente mais caro: inflação do Dia das Mães é a maior dos últimos quatro anos

Levantamento da FGV mostra que a inflação no Dia das Mães é a maior desde 2017; eletrodomésticos e passagens aéreas tiveram maiores saltos

Expansão

SPX Capital assume operações do Carlyle no país

As operações do Carlyle no Brasil serão absrovidas pela SPX Capital. Com isso, a gestora de Rogério Xavier se expande em private equity

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies