Menu
2019-01-27T12:04:53-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
HISTÓRICO

Ações da Vale subiram 257% desde rompimento de barragem da Samarco em Mariana

Ontem a Vale, que tem 50% de participação na Samarco, teve seu nome envolvido novamente em outro rompimento de barragem

26 de janeiro de 2019
16:03 - atualizado às 12:04

Os papéis da Vale na Bolsa brasileira avançaram mais de 257% desde o rompimento da barragem da Samarco em Mariana, Minas Gerais.

Em 5 de novembro de 2015, dia do rompimento, os papéis da empresa fecharam em R$ 15,71. No último fechamento, na quinta-feira, 24, as cotações atingiram R$ 56,15.

Ontem a Vale, que tem 50% de participação na Samarco, teve seu nome envolvido novamente em outro rompimento de barragem, desta vez uma própria, em Brumadinho, também em Minas Gerais.

Na época do desastre de Mariana, o noticiário envolvendo os impactos da tragédia fez os papéis da Vale recuar por diversos pregões seguidos.

O menor nível foi no início de fevereiro, quando fechou abaixo de R$ 8, queda de mais de 51% na comparação com os R$ 16,45 do dia anterior ao rompimento.

O rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG) completou três anos em 5 de novembro do ano passado. Com a tragédia, cerca de 39 milhões de metros cúbicos de rejeitos foram liberados.

No total, 19 pessoas morreram, comunidades foram destruídas e os dejetos atingiram a bacia do Rio Doce, que deságua no Espírito Santo. Até hoje, somente no Espírito Santo, 1,8 mil pescadores estavam sem auxílio da Fundação Renova, criada para executar a reparação dos danos.

A Renova, recentemente, disse que os processos são analisados e os pescadores são “convocadas para atendimento, na medida em que as políticas de indenização para cada grupo de atingidos forem sendo definidas".

Leia também

Novos quedas

O mercado deve reagir de forma bastante negativa na abertura do pregão de segunda-feira. A sinalização baixista já foi vista nas negociações das American Depositary Receipt (ADR) da mineradora ontem, que desvalorizaram 8,08% na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE, na sigla em inglês), para US$ 13,66.

Ao longo do dia, conforme o desastre ganhava proporção, o papel chegou a marcar queda de 11%. Com 157 milhões de negócios, a Vale foi a empresa mais negociada na sexta-feira em Nova York, enquanto, no mercado doméstico, a B3 ficou fechada devido ao feriado do aniversário da cidade de São Paulo.

O rompimento da barragem da Vale em Brumadinho deixou, até agora, nove mortos, além de cerca de 300 pessoas desaparecidas. A empresa diz que ainda investiga as causas do rompimento.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Musk em crise?

Ações da Tesla despencam após escassez global de chips e fechamento de fábrica

A equipe de linha de produção do Modelo 3 foi informada de que sua linha ficaria inativa do dia 22 de fevereiro a 7 de março.

PEGOU MAL

Balanço do quarto trimestre da Ultrapar não agrada e ações caem 8%

Embora o lucro tenha vindo acima da expectativa do mercado, a margem do Ebitda foi pressionada por um desempenho mais fraco de uma das principais subsidiárias da companhia, o Ipiranga.

Multimercados

Fundo Kinea Atlas reabre para captação; saiba onde investir

Criado em janeiro de 2017, o Atlas é um dos fundos multimercados de melhor desempenho da categoria, com um retorno de acumulado de 57,02%, contra 27,69% do CDI no mesmo período

estimativas

Governo espera R$ 25 bilhões com venda da Eletrobras

Valor é maior que inicialmente esperado porque MP inclui renovação antecipada da hidrelétrica de Tucuruí

Imposto de renda 2021

Receita Federal altera regras para declaração de Imposto de Renda de Bitcoin e criptoativos

A Receita criou uma categoria separada para esse tipo de investimento, que devem ser declarados nos campos próprios

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies