Menu
2019-11-04T14:10:02-03:00
Estadão Conteúdo
Tô fora!

Dona da Vivo, Telefônica fica de fora de briga no Cade para validar compra da Nextel pela Claro

Telefônica e TIM haviam se manifestado no conselho contra a aprovação da transação por entenderem que provocaria uma concentração excessiva de mercado

4 de novembro de 2019
14:10
Nextel
Imagem: Divulgação Nextel

O presidente da Telefônica Brasil, Christian Gebara, indicou que a companhia saiu definitivamente da briga relacionada ao processo de compra da Nextel pela Claro.

A Telefônica e a TIM haviam se manifestado no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) ao longo deste ano contra a aprovação da transação por entenderem que a junção das empresas provocaria uma concentração excessiva de mercado, uma vez que a Claro ficaria com todos os espectros de radiofrequência da Nextel.

Em setembro, porém, o Cade deu aval à transação. A TIM entrou com recurso, mas a Telefônica não.

Nesta segunda-feira, Gebara disse que o leilão de 5G está próximo e representará a oferta de mais espectros de radiofrequência, fato que poderá reequilibrar o nível de competição no mercado. "Temos um cenário de leilão muito próximo, onde qualquer diferença poderia ser corrigida", pontuou, em teleconferência com jornalistas.

Ele salientou ainda que o cálculo da concentração dos espectros de radiofrequência deve ser feito em relação ao total de clientes e sinalizou que a Telefônica tem apetite pela aquisição desse tipo de ativos no futuro leilão.

Gebara ainda suavizou o discurso contrário à compra da Nextel pela Claro. "O Brasil é um país que precisa de investimentos, e a consolidação do mercado permite isso. A consolidação da Nextel é positiva para o setor, pois dá mais força para investimentos. O resultado é positivo, sim", declarou.

O presidente da Telefônica Brasil disse ainda que o plano trienal de investimentos da companhia continua o mesmo, e não contabiliza possíveis aportes com o leilão de 5G, uma vez que as regras do certamente ainda não foram definidas.

O plano do grupo prevê R$ 26,5 bilhões de investimentos no triênio até 2020, mas pode ter desembolsos um pouco menores devido a ganhos de eficiência apurados no período, explicou Gebara.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

seu dinheiro na sua noite

Em fevereiro não tem Carnaval

Moro num país tropical, que eu já não sei se é abençoado por Deus, mas que é bonito por natureza. Mas no próximo mês de fevereiro, ao contrário do que diz a canção do Jorge Ben, não tem Carnaval. A festa foi cancelada pela pandemia. Mas tem outro evento muito aguardado, pelo menos para os […]

JOINT VENTURE

Wiz cria corretora de seguros com a distribuidora de veículos Caoa

Nova companhia terá direito de comercializar com exclusividade, na rede de distribuição controlada pela Caoa, produtos e serviços de seguridade por 20 anos

rodovias estaduais

BNDES aprova R$ 3 bi para lote PiPa, maior concessão rodoviária do País

Banco de fomento informou que o empréstimo cobrirá 58% do total de investimentos previstos nos sete primeiros anos de concessão

Fechamento

De novo ele! Risco fiscal não dá trégua e Ibovespa tem queda firme; dólar sobe a R$ 5,36

Lá fora, o dia foi misto, com os investidores pesando o entusiasmo com Biden e a cautela com a situação econômica na Europa

na justiça

Última audiência de mediação com a Vale no caso Brumadinho termina sem acordo

Segundo o TJMG, mineradora propôs um valor da ordem de R$ 29 bilhões em indenização por danos materiais e morais, abaixo do pedido pelo governo e instituições

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies