A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-07-13T21:44:50-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Após um ano

Demorou, mas saiu: Petrobras (PETR4) embolsa R$ 2 bilhões com venda da Gaspetro — relembre as barreiras no acordo com a Compass

O pagamento ocorre pouco mais de duas semanas após o sinal verde do Cade, que demorou quase um ano para aprovar a transação com a subsidiária da Cosan (CSAN3)

11 de julho de 2022
18:40 - atualizado às 21:44
Refinaria Duque de Caxias (Reduc), da Petrobras (PETR4)
A Gaspetro é uma holding com participação societária em 19 companhias distribuidoras de gás natural. - Imagem: Agência Petrobras

Faltando poucos dias para o aniversário de um ano da assinatura do contrato de venda da Petrobras Gás S.A. (Gaspetro), a Petrobras (PETR4) concluiu nesta segunda-feira (11) o negócio com a Compass. Com isso, a petroleira enfim embolsou os R$ 2,09 bilhões acertados com a subsidiária da Cosan (CSAN3) pela participação de 51% na empresa.

A finalização ocorre pouco mais de duas semanas após o sinal verde do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). E foi o órgão responsável pela livre concorrência no Brasil quem atrasou o pagamento da estatal ao levar quase um ano para aprovar a transação.

A estatal destaca, em comunicado, que a operação está alinhada com o Termo de Compromisso de Cessação (TCC) assinado com o Cade em 2019. O acordo visa promover a concorrência no setor de gás natural no Brasil, "bem como a
estratégia de gestão do portfólio e a melhoria de alocação do capital da companhia".

Vale lembrar que a Gaspetro é uma holding com participação societária em 19 companhias distribuidoras de gás natural, localizadas em todas as regiões do Brasil.

Suas redes de distribuição somam aproximadamente 10 mil quilômetros, atendendo a mais de 500 mil clientes, com volume distribuído de cerca de 29 milhões metros cúbicos por dia.

Venda da Gaspetro pela Petrobras (PETR4) foi repleta de reviravoltas

Além da demora na análise do Cade, a venda da divisão de gás da Petrobras teve outras reviravoltas. A estatal chegou a cogitar a possibilidade de abrir o capital da Gaspetro na bolsa para desfazer-se de sua participação, mas em maio de 2020 optou por formar concorrência.

O acordo com a Compass foi fechado em 29 de julho do ano passado. E foi por pouco que a subsidiária da Cosan não ficou de fora.

Em novembro de 2020, a Petrobras chegou a desqualificar a Compass do certame. Na interpretação da estatal, a participação da Compass violaria o já mencionado TCC com o Cade, firmado para regular o processo de desinvestimentos dos ativos de gás da estatal.

Algumas semanas depois da desqualificação, entretanto, o Cade analisou o caso e indicou que a participação da subsidiária da Cosan não caracterizaria violação ao TCC.

O acordo com a Compass

O acordo entre as empresas foi firmado em julho de 2021. A Compass comprometeu-se a pagar R$ 2,03 bilhões por toda a participação da Petrobras (PETR4) na Gaspetro.

A Petrobras detém 51% da empresa, que possui participação em diversas distribuidoras de gás. Os 49% restantes foram vendidos japonesa Mitsui em 2015.

A Compass foi criada pela Cosan em 2020 para atuar no segmento de gás e energia. Ela controla a Comgás, maior distribuidora de gás do país com mais de 19 mil quilômetros de rede instalada e 2,1 milhões de clientes em 94 municípios do Estado de São Paulo.

Veja também — RECESSÃO é INEVITÁVEL nos EUA? I S&P de mal a pior I Hora de investir em AÇÕES DO EXTERIOR ou BDRs?

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) sobe, mas perde o protagonismo para o ethereum (ETH); entenda

12 de agosto de 2022 - 20:29

Além de aproveitar a inflação dos EUA mais branda, o que ajudou as criptomoedas em geral, o ETH se beneficiou dos progressos na direção do The Merge

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Magalu (MGLU3) dispara, BC amigo das criptomoedas e outros destaques do dia

12 de agosto de 2022 - 19:07

O mercado financeiro começou a semana olhando aterrorizado para os céus. Já era esperado que os dias fossem marcados pelo avistamento de dragões no ar, mas não se sabia ao certo o tamanho da encrenca que precisaria ser enfrentada.  Com traumas dos episódios recentes, quando a cada mês a ameaça se mostrava maior e mais […]

FECHAMENTO DO DI

Alívio com inflação leva Ibovespa a subir 6% na semana; Magazine Luiza (MGLU3), Hapvida (HAPV3) e Via (VIIA3) disparam após balanço

12 de agosto de 2022 - 18:41

Os indicadores melhores do que o esperado deram um respiro para o Ibovespa nesta semana; dólar caiu quase 2%

SEMANA EM CRIPTO

Ethereum (ETH) rouba a cena e dispara 14%, mas bitcoin (BTC) encerra semana acima dos US$ 24 mil; saiba o que esperar das criptomoedas

12 de agosto de 2022 - 17:56

O otimismo com a atualização do éter, as sanções ao Tornado Cash e o real digital são alguns dos destaque da semana

FEBRABAN TECH 2022

Setor financeiro melhora planos para o metaverso e já fala em criptomoedas como ‘espinha dorsal’ do processo — mas isso vai levar algum tempo; entenda

12 de agosto de 2022 - 17:40

O Febraban Tech 2022 foi realizado entre os dias 9 e 11 de agosto, em São Paulo; confira alguns destaques

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies