Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-06-07T14:23:35-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Mais um sim

Os novos pombinhos do pedaço! Veja a reação do mercado ao acordo de fusão da Aliansce e da Sonae

No primeiro dia de pregão após o anúncio, as ações das empresas reagiram de forma distinta durante o dia. Por volta das 13h40, os papéis da Aliansce (ALSC3) estavam com alta de 6,28%, cotados em R$ 22,85. Já os papéis da Sonae (SSBR3) estavam em queda de 3,91%, cotados em R$ 28,73

7 de junho de 2019
14:21 - atualizado às 14:23
Shopping Leblon
Shopping Leblon, da Aliansce - Imagem: Divulgação

Quem é jornalista sabe que uma vez ou outra ao final do dia, a saída do trabalho pode ser postergada por anúncios do mercado. E ontem não poderia ter sido diferente.

Aos quarenta e cinco do segundo tempo, após o fim do pregão, as gigantes e antigas rivais do setor de shoppings, Aliansce e Sonae Sierra, finalmente anunciaram ontem (6) o fechamento de um possível acordo de fusão das companhias.

O anúncio ocorreu cerca de um ano depois que a Aliansce informou o mercado sobre as negociações pela primeira vez. Logo, a união já era mais do que esperada.

Ainda assim, no primeiro dia de pregão após o anúncio, as ações das empresas reagiram de forma distinta durante o dia. Por volta das 13h40, os papéis da Aliansce (ALSC3) estavam com alta de 6,28%, cotados em R$ 22,85. Já os papéis da Sonae (SSBR3) estavam em queda de 3,91%, cotados em R$ 28,73.

Confira agora os relatórios divulgados por analistas sobre o tema:

Credit Suisse

"O anúncio formal do acordo deve trazer maior valor aos acionistas da Aliansce. Por isso, nós reiteramos a companhia como Top Pick no setor de shoppings".

Recomendação: Acima da média do mercado (outperform)

Preço-alvo em doze meses: R$ 26

Destaques: Para os analistas do Credit Suisse, foi o fim de uma novela. Segundo eles, em termos de gestão, a presença de cinco figuras importantes da Aliansce e de três pessoas da Sonae Sierra como acionistas principais da nova empresa pode indicar que estratégia corporativa a ser implementada deve ser a da própria Aliansce.

Na visão dos especialistas, isso pode retardar alguns frutos da nova empresa em termos de atividades de leasing (operações de arrendamento mercantil), mix de locatários e otimização dos aluguéis.

Ainda assim, na visão deles, levando em consideração que o market cap da Aliansce com a combinação das duas companhias será de 67,9%, os acionistas da companhia devem verificar uma alta de cerca de 3,0% no preço das ações.

BTG Pactual

"Melhor do que o esperado a relação de troca de ações entre a Aliansce e a Sonae"

Recomendação: Compra

Preço-alvo em doze meses: R$ 22

Destaques: Segundo os analistas, a expectativa é que as ações da Aliansce tenham uma alta de 4,0%. O percentual foi calculado com base no valor que as ações terminaram o pregão de ontem e pelo fato de os papéis da Aliansce devem ser cancelados e trocados por papéis da Sonae, segundo o que ficou acordado no documento divulgado ontem.

Os analistas também destacaram que a união já estava sendo esperada pelo mercado há muito tempo e que a estrutura de oito nomes, - cinco da Aliansce e três da Sonae -,  mostra que a composição acionária permanece sólida e alinhada com os interesses dos minoritários.

Além disso, a fusão representa o fortalecimento do portfólio da Aliansce e a adição de alguns importantes ativos como o Shopping Parque Dom Pedro em Campinas e o Manauara em Manaus.

Safra

"Nasceu o novo gigante"

Recomendação: Acima da média do mercado (outperform)

Preço-alvo em doze meses: R$ 25,50

Destaques: De acordo com os analistas do banco, a fusão é positiva porque é esperado um aumento no volume médio de negociação das ações. Para eles, a expectativa é que o volume médio diário de negociações saia dos R$ 11 milhões e passe a ser de R$ 32 milhões.

Os analistas também mostraram-se otimistas e disseram que esperam uma alta de 5,0% no preço das ações da Aliansce, com a estimativa de que as sinergias entre as empresas gerem entre R$ 55 milhões e R$ 70 milhões.

Como ponto de atenção, os especialistas destacaram que cada companhia colocou uma estimativa de custos com a transação. Para a Aliansce, os custos devem chegar a R$ R$ 27 milhões, enquanto que para a Sonae os custos podem alcançar a cifra de R$ 32 milhões. Além disso, deve haver um custo adicional de R$ 10 milhões com o pagamento de impostos e outros gastos para que o acordo da nova companhia seja concluído.

Bradesco

"Um feliz casamento"

Recomendação: Acima da média do mercado (outperform)

Preço-alvo em doze meses: R$ 27

Destaques: 

Na avaliação deles, a relação de troca das ações entre as duas empresas pode levar a uma alta de 4,0 % no preço das ações da Aliansce e a uma queda de 8,8% nos papéis da Sonae. Isso com base nos valores de fechamento de ontem. Eles também enfatizaram que o acordo entre as duas é de "ganha-ganha".

Outro ponto de destaque é a questão da governança corporativa. Para eles, foi necessário acordar os interesses de quatro grupos de controladores, mas isso foi feito de uma forma positiva para a nova companhia.

No caso da Aliansce, entre os acionistas que assumirão o bloco de controle estão o fundo de pensão do Canadá CPPIB, com 38,19% das ações da empresa e o empresário Renato Rique, com 11,16%.

Já no caso da Sonae, o bloco de controle terá a presença do grupo português Sonae Sierra e do investidor alemão Alexander Otto.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

unicórnio latino

Plataforma de venda de carros usados Kavak se torna a segunda startup mais valiosa da América Latina

Empresa foi avaliada em US$ 8,7 bilhões, após nova rodada de aportes liderada pelo fundo de venture capital General Catalyst

Oportunidades

Ditadura, crise de 2008 e tragédia do governo Dilma: nada venceu a Bolsa no longo prazo; conheça 7 ações promissoras diante da queda do Ibovespa

É tolice cair no desespero de vender ações na baixa do Ibov, afinal, histórico da Bolsa mostra que nenhuma crise venceu a bolsa no longo prazo; dito isso, o Seu Dinheiro apresenta para você oportunidades que você deve ficar de olho

Estável, mas...

O que mexe com o preço do bitcoin (BTC) hoje: criptomoedas sentem cautela, mas China pode ajudar mercado após caso Evergrande; entenda

A decisão sobre retirada de estímulos da economia pode afetar as criptomoedas, mas o dinheiro pode vir da China, com o caso Evergrande

Destaques da bolsa

Siderúrgicas e mineradoras puxam alta da bolsa e sobem forte após disparada de 16% no minério de ferro; confira

Depois de cair 8% no início da semana, o minério de ferro disparou no porto de Qingdao, na China e mexeu com as ações do setor na bolsa

Economia chinesa

Em meio a alta nos preços de commodities e a disseminação do coronavírus, Conselho de Estado da China diz que vai garantir estabilidade da economia

Gabinete do governo chinês também prometeu fortalecer a coordenação entre as políticas fiscal, financeira e de emprego

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies