2019-03-30T17:46:12-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Desdobramento

Dona da Riachuelo quer ampliar acesso do pequeno investidor às ações

Cada acionista receberá oito ações para cada uma que possui da Guararapes, dona da Riachuelo. Mas o valor de cada papel cairá na mesma proporção, o que deve contribuir para aumentar as negociações na bolsa

30 de março de 2019
17:46
Fachada de loja da Riachuelo no shopping Frei Caneca, em São Paulo - Imagem: Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo

A Guararapes Confecções, dona da rede de lojas Riachuelo, quer facilitar o acesso dos pequenos investidores às suas ações (GUAR3). A empresa fará um desdobramento dos papéis de 1 para 8.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Para entender como funciona o desdobramento, pense em um bolo que passou a ser dividido em um número maior de pedaços. Após a operação, cada acionista da Riachuelo receberá oito ações para cada uma que possui. Mas o valor de cada papel cairá na mesma proporção.

Com a redução do valor, a tendência é que haja um aumento na liquidez das ações da dona da Riachuelo na bolsa. Além da varejista, a Guararapes controla a financeira Midway e fábricas em Natal e em Fortaleza.

Os papéis da Guararapes encerraram a sexta-feira cotados a R$ 144,00. Como a negociação na B3 ocorre em lotes de 100 ações, um investidor precisa de pelo menos R$ 14.400 para virar sócio da Riachuelo.

Após o desdobramento, a cotação da ação deve cair para R$ 18, o que diminui o lote-padrão de negociação para R$ 1.800. Com mais papéis em circulação, a tendência é que o número de negócios na bolsa aumente.

Só ordinárias

O desdobramento é mais um passo da dona da Riachuelo rumo à conquista de uma maior governança corporativa. No ano passado, a empresa decidiu converter todas as suas ações em ordinárias (com direito a voto), igualando os direitos de todos os acionistas.

A operação de desdobramento ainda depende da aprovação da assembleia de acionistas, marcada para o dia 30 de abril.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

ACIONISTAS FELIZES

‘Sextou’ com dividendos: Raia Drogasil (RADL3) e MRS Logística (MRSA3B) anunciam R$ 201 milhões em proventos

Ambas as companhias detalharam o valor por ação, a data de corte para receber os proventos e quando o dinheiro deverá cair na conta dos acionistas

FECHAMENTO DA SEMANA

Em semana de alta volatilidade, Ibovespa pega carona com PEC dos precatórios e sobe 2,78%; dólar também avança, mas juros passam por alívio

Variante ômicron, PEC dos precatórios e o futuro da política monetária americana dominaram a semana do Ibovespa

Evergrande vende parte de suas ações de empresa de tecnologia e obtém US$ 145 mi

O grupo chinês da Evergrande levantou cerca de US$ 145 milhões nos últimos dias com a venda de parte de suas ações em uma produtora de filmes e empresa de mídia na internet, a HengTen Networks. Assim, a gigante imobiliária vendeu cerca de 5,7% das ações da HengTen Networks e junta mais dinheiro à medida […]

Aperto monetário

Copom deve elevar Selic para 9,25% ao ano na próxima semana, aposta JP Morgan

Para o banco, a queda de 0,1% do PIB do terceiro trimestre e o avanço da PEC dos precatórios no Congresso fizeram com que as estimativas convergissem para a manutenção do ritmo de alta de 1,5 ponto

Intervenção estatal

Sob risco de novo calote, governo chinês envia ‘socorro administrativo’ para Evergrande

O movimento ocorre após a gigante imobiliária alertar que corria o risco de não cumprir mais uma grande obrigação financeira