Menu
2019-10-16T10:59:05-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Jornalista formado pela Universidade de Federal do Paraná (UFPR). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros veículos.
vai tentar a volta por cima

Com dívidas somando R$ 3,1 bilhões, Renova pede recuperação judicial

Plano de recuperação judicial será apresentado em assembleia de credores, ainda a ser convocada

16 de outubro de 2019
7:49 - atualizado às 10:59
energia-eolica
Energia eólica - Imagem: Shutterstock

A Renova Energia entrou com pedido de recuperação judicial na noite desta terça-feira (16). O endividamento do grupo soma cerca de R$ 3,1 bilhões - R$ 11,7 milhões no âmbito trabalhista. O plano de recuperação será apresentado em assembleia de credores, ainda a ser convocada.

A empresa chegou a uma situação crítica por conta de diversas frentes de atuação, que deixaram de sair como planejado. Uma delas é o projeto "Alto Sertão", uma das iniciativas mais importantes do grupo, que envolve a geração de energia elétrica renovável de matrizes eólicas no interior do Estado da Bahia.

Paralisado desde 2016, o Alto do Sertão teve grande parte de seus recursos consumidos por juros e amortizações das dívidas, diz a Renova, que chegou a finalizar 85% do projeto. A empresa recebeu diversos aportes e adiantamentos dos contratos por acionistas.

A companhia assumiu contratos com base na expectativa de geração de seus futuros complexos eólicos. Com as obras não concluídas, a empresa teve de recorrer ao mercado "spot". Em outras palavras, ela comprou o produto de outros fornecedores para então revendê-lo aos clientes e conseguir cumprir contrato.

"Tal necessidade de compra de energia no mercado spot tem contribuído definitivamente para o endividamento do Grupo Renova, ressaltando-se que, apenas no ano de 2018, a despesa com tal compra de energia somou R$ 815 milhões de reais", diz a Renova

Soma-se a esse impasse o preço de venda da energia elétrica renovável de matriz-eólica, que atingiu o menor patamar no Brasil, em 2018. O produto é hoje o principal ativo produzido pelo grupo.

"Trata-se, aliás, de tendência mundial, capitaneada também por México, Índia, Marrocos, Estados Unidos da América e Canadá, e que representa um desafio adicional para todos os players do mercado de energia renovável ".

Outra dificuldade enfrentada pela Renova diz respeito a tentativas frustradas de venda de seus ativos relevantes, na busca por redimensionar suas operações e obter caixa que permita a reestruturação de seu capital. Recentemente, a AES Tietê, que se mostrava interessado na aquisição do projeto AS III, formalizou ao mercado a sua desistência da negociação.

Com isso, aliado à incapacidade do grupo de suportar os custos e as condições da prorrogação do vencimento do contrato de financiamento do empréstimo de curto prazo com o Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) para o "Projeto Alto Sertão III – Fase A", o grupo Renova ficou sem grandes alternativas.

Devo não nego...

Do total do endividamento da Renova, R$ 834 milhões correspondem a débitos intercompany (entre subsidiárias do grupo), e R$ 980 milhões a débitos com seus atuais acionistas.

O endividamento extraconcursal do Renova é de cerca de R$ 614 milhões, dos quais R$ 434 milhões com seus atuais acionistas e R$ 35 milhões no âmbito fiscal.

Das várias empresas relacionadas, ficaram de fora do pedido da recuperação judicial dois projetos, por serem considerados operacionais e financeiramente equacionados: Brasil PCH e Enerbrás.

O Brasil PCH tem 13 pequenas centrais com contratos firmados de longo prazo, e garantia de receitas e de rentabilidade, sendo que em 2019 já distribuiu R$ 86 milhões de dividendos ao Grupo Renova.

Já a subsidiária Energética Serra da Prata (ESPRA) tem três PCHs em operação, e gera em média R$ 20 milhões em dividendos por ano.

As ações ordinárias da Renova neste ano acumulam baixa de cerca de 24%. Ontem, os ativos fecharam o dia cotados R$ 5,61. Acompanhe nossa cobertura de mercados.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

crise de saúde

Brasil tem 28.834 mortes por covid-19

Foram incluídas nas estatísticas 33.274 novas pessoas infectadas com o novo coronavírus, somando 498.440 casos confirmados

conflito entre poderes

‘Tudo aponta para uma crise’, diz Bolsonaro sobre decisões do STF e e TSE

Decisões recentes de Cortes miram a família, aliados e a sua campanha presidencial em 2018

dados da anp

403 estão contaminados pelo coronavírus em unidades de produção de petróleo

ANP reiterou o registro de uma morte de funcionário de uma embarcação de apoio à produção que desembarcou no dia 24 de abril

crise política

PF quer ouvir Bolsonaro no inquérito sobre interferências na corporação

Como presidente, Bolsonaro pode optar pelo depoimento por escrito

situação crítica

Acordo fixa prazo de 20 dias para análise de pedidos de auxílio de R$ 600

Em redes sociais, usuários chegam a relatar espera superior a 40 dias para receber uma resposta da solicitação

conflito entre poderes

Maia diz que Bolsonaro ‘desorganiza e gera insegurança’

Na última quinta-feira, 28, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), se reuniu com Bolsonaro para pedir a pacificação entre os Poderes. Maia decidiu não acompanhar o colega na visita

sem reabertura agora

Prefeitura de São Paulo prorroga quarentena até 15 de junho

De acordo com Covas, não haverá nenhum tipo de mudança na autorização de funcionamento dos setores que atualmente estão proibidos de abrir à população.

diante da crise

Abrindo a economia agora, vamos ter de fechar de novo, diz ex-presidente do BC

Affonso Celso Pastore disse que vê como prematura a reabertura antes do início do achatamento da curva de mortes pela Covid-19; estados anunciaram nos últimos dias a flexibilização

histórico

SpaceX, do bilionário Elon Musk, lança astronautas da Nasa pela primeira vez; veja vídeo

Neste sábado, às 16h22 (pelo horário de Brasília), foguete da empresa decolou, marcando mais um avanço do setor privado sobre a exploração espacial

efeito coronavírus

Latam tem prejuízo de US$ 2,1 bilhões no primeiro trimestre

Segundo explica a companhia em suas demonstrações financeiras, o principal fator responsável pelo resultado final foi um ajuste contábil (impairment) de US$ 1,729 bilhão

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements