Menu
2019-10-22T20:54:30-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Tá quase acabando

Senado aprova reforma da Previdência por 60 votos a 19

Votado o texto principal, senadores avaliaram dois dos quatro destaques apresentados. Votação será retomada na quarta-feira

22 de outubro de 2019
19:23 - atualizado às 20:54
Plenário do Senado com o presidente Davi Alcolumbre
Senado vota segundo turno da reforma da Previdência - Imagem: Jefferson Rudy/Agência Senado

O plenário do Senado concluiu a votação em segundo turno do texto principal da reforma da Previdência. O texto teve 60 votos favoráveis e 19 contrários. O mínimo necessário era de 49 votos. O resultado ficou acima dos 56 votos do primeiro turno de votação.

A reforma, no entanto, vai se arrastar por mais um dia. Ficaram faltando dois destaques, tentativas de modificação do texto. Um destaque do PT sobre aposentadoria especial por periculosidade ou de acordo com a categoria profissional gerou grande debate no plenário.

Atendendo sugestão do senador Eduardo Braga (MDB-AM), que levantou dúvidas sobre o tema, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, optou por cancelar a votação.

A fala de Braga foi um tipo de alerta sobre o risco de o texto ser modificado. Além de um impacto de mais de R$ 23 bilhões, uma derrota do governo no tema abriria a possibilidade de retorno do texto à Câmara dos Deputados. São necessários 49 votos para que o texto não seja alterado. Os dois primeiros destaques caíram com 57 votos.

Votação

Antes de proclamar o resultado da votação do texto principal, Alcolumbre agradeceu a presença do ministro da Economia, Paulo Guedes, que chegou ao plenário ao fim da votação.

Alcolumbre também destacou a busca por entendimentos e consensos, que a população espera do Senado, independentemente de orientação partidária. “O Brasil, hoje, com essa votação mostra a grandeza do Parlamento, maturidade política e responsabilidade”, disse.

"Quero dizer ao governo que o Congresso cumpre com sua responsabilidade. O parlamento entrega a maior reforma da previdência da história do país", afirmou Alcolumbre.

Superada essa etapa se encerra o trâmite legislativo da reforma, que chegou ao Congresso em fevereiro, e centrou o debate político e econômico nacional durante boa parte do ano. O texto final (até o momento) prevê uma economia de cerca de R$ 800 bilhões ao longo de dez anos. Resultado que pode ser comemorado, mesmo com as desidratações que a reforma sofreu ao longo da tramitação.

Logo após o resultado da votação, Guedes expressou felicidade pelo resultado e disse que sempre teve confiança no Congresso. O ministro também defendeu que o ideal é que Estados e municípios também entrem na reforma (assunto que está sendo discutido na chamada PEC paralela). Na semana que vem devem ser apresentadas outras propostas de reforma, com o pacto federativo que também inclui uma reforma administrativa.

O secretário de Fazenda, Waldery Rodrigues, em breve conversa com "Seu Dinheiro", disse que esse é "um momento histórico", pois a Previdência é a principal despesa primária da União e como colocou o governo, desde o início, essa era a principal reforma a ser seguida para fins de ajuste das contas públicas.

"Dia histórico. Passo forte para a consolidação fiscal. Mas não se encerra aí. Temos de buscar outros pontos para trazer o equilíbrio fiscal", disse Rodrigues.

Sobre as próximas reformas - tributária, pacto federativo e administrativa - o secretário disse que o ritmo de andamento será ditado em discussão do Executivo com o Congresso.

Como escrevemos mais cedo, uma forma ver o tema é como um compromisso do país com a sustentabilidade das contas públicas. Essa reforma aliada à emenda do teto de gastos, que limitou o crescimento do gasto público, “compram tempo” para o país fazer um ajuste fiscal gradual, sem avançar sobre “direitos adquiridos”, nem elevar ainda mais a carga tributária.

Ao longo da orientação de bancadas, uma ponderação feita por boa parte dos senadores foi de que a reforma não era a solução, mas era algo necessário.

Pela manhã, o texto já tinha sido rapidamente aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do senado, trazendo apenas modificações na redação do texto.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Banco estatal

Bolsonaro afirma que Caixa era ‘verdadeira arca de Noé, cada diretoria tinha um partido’

Comentário do presidente foi feito durante o lançamento da nova linha de crédito imobiliário com taxa fixa do banco

Climão em Brasília

Pelo Twitter sobre guerra com o Congresso, Bolsonaro afirma que democracia nunca esteve tão forte

Postagem foi lacônica e aparece na sequência de uma série de desentendimentos entre o governo e o Congresso

Aos trabalhos

STF inicia julgamento sobre lei que dá base ao programa de ferrovias

Pauta é importante para a prorrogação antecipada da concessão da Malha Paulista

Lugar de gente feliz?

Ações do GPA despencam 7% após balanço mostrar fraqueza no setor de multivarejo

A divisão de multivarejo do GPA — encabeçada pelas redes Pão de Açúcar, Extra e Compre Bem — reportou queda na receita e piora nas margens, gerando uma onda de pessimismo em relação às ações da empresa

Mais crédito

Caixa vai disponibilizar R$ 10 bilhões para crédito imobiliário com taxa fixa

Linha entra em vigor a partir desta sexta-feira, 21, com taxas a partir de 8%

Caiu mal

Hambúrguer indigesto? Ações do Burger King despencam 7% após empresa entregar resultados medianos

Resultados operacionais da rede de fast food preocupam os investidores; analistas do BTG, no entanto, enxergam resultado dentro do esperado

Benditas reformas

Não haveria juros baixos e inflação se não fossem as reformas, diz BC

“Precisamos continuar programa de reformas”, disse Roberto Campos Neto, que também afirmou que o crédito imobiliário é chave para o crescimento do Brasil

Baixe aqui

Programa para preencher a declaração de IR 2020 já está disponível para download; saiba como baixar

Programa Gerador da Declaração já está disponível no site da Receita. Também é possível declarar o imposto de renda por app ou on-line, via certificado digital.

discordância em minas gerais

Partido Novo critica governador de MG por reajuste a bombeiros e PMs

Aumento salarial de várias categorias deverá ter impacto de mais de R$ 20 bilhões para os cofres do governo mineiro

em relatório

Impacto do coronavírus em receita de aéreas na Ásia pode ser de US$ 28 bilhões, diz associação

Para empresas fora da região, a entidade estima um impacto nas receitas de aproximadamente US$ 1,5 bilhão

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements