Menu
2019-05-19T15:57:50-03:00
Estadão Conteúdo
Negociações

Samuel Moreira quer apresentar relatório sobre reforma da Previdência em 15 dias

Rodrigo Maia sinalizou ao governo que vai encampar a proposta final do relator

19 de maio de 2019
15:57
Samuel Moreira, relator da reforma da Previdência na Comissão Especial da Câmara
Samuel Moreira, relator da reforma da Previdência na Comissão Especial da Câmara - Imagem: Luis Macedo/Agência Câmara

O relatório final da reforma da Previdência deve ser apresentado em 15 dias. A previsão foi dada pelo relator da proposta, Samuel Moreira (PSDB-SP), ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o secretário da Previdência, Rogério Marinho, em encontro na manhã deste domingo (19).

Os três se reuniram por cerca de duas horas na residência oficial da Presidência da Câmara. O objetivo inicial era tratar dos ajustes no texto que vai alterar as regras da aposentadoria no País, mas também serviu para que Maia sinalizasse ao governo que vai encampar a proposta final do relator.

O Planalto teme que o Centrão apresente um projeto em separado do substitutivo que está sendo elaborado por Moreira. O governo aceita perder as mudanças propostas para o benefício de prestação continuada (BPC) e para a aposentadoria rural, mas quer preservar a essência da proposta.

No dia 1º de maio, durante evento das centrais sindicais em São Paulo, o presidente do Solidariedade, Paulo da Força, afirmou que o Centrão não ia aprovar uma reforma que "reelegesse" o presidente Jair Bolsonaro.

Por telefone, Moreira afirmou que pediu o encontro com Maia e Marinho para discutir a "funcionalidade" do relatório. A ideia de Moreira é apresentar o texto logo após encerramento das audiências públicas que estão sendo realizadas pela comissão especial que analisa a matéria. "De fato, o relator tem que esperar as audiências para encerrar o texto", disse Marinho ao "Estado".

Na sexta-feira, dia 17, o presidente da Comissão Especial que analisa a reforma na Câmara, deputado Marcelo Ramos (PR-AM), afirmou que um grupo de deputados decidiu que o projeto de reforma da Previdência terá a marca do Parlamento, e não a do Executivo. Assim, a ideia é apresentar um texto alternativo ao enviado pelo governo, de forma a garantir que o projeto tenha o DNA da Câmara, sem mudar os prazos de tramitação, no entanto.

Nova Reunião

Na segunda-feira, 20, está prevista outra reunião do relator da proposta com a equipe econômica do governo, mas, desta vez, no Ministério da Economia, com a presença do ministro Paulo Guedes e de todos os secretários da pasta.

A reunião está marcada para as 14 horas. Participam das discussões o secretário executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys, o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, o secretário adjunto de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, o secretário de Previdência, Leonardo Rolim, e os assessores Daniella Marques, Marcelo Siqueira, Bruno Travassos e Vitor Saback, além do assessor especial de Guedes, Guilherme Afif Domingos.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Relatório trimestral da inflação

RTI: BC volta a indicar outro ajuste de 0,75 ponto porcentual da Selic em agosto

O Comitê ressalta que essa avaliação também dependerá da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e de como esses fatores afetam as projeções de inflação

Procura-se

Donos de exchange da África do Sul ‘desaparecem’ com US$ 3,6 bilhões em bitcoins após suposto ataque hacker

A maneira como as moedas foram embaralhadas torna quase impossível que as autoridades rastreiem para onde foram os bitcoins

Para ficar de olho

Oportunidade: Banco do Brasil abre concurso com mais de 2 mil vagas; veja como participar

Para participar da seleção os candidatos devem ter ensino médio completo e idade mínima de 18 anos. O salário inicial é de R$ 3.022,37

Energia elétrica

IPCA pode ir a 6,5% na bandeira vermelha

A bandeira vermelha 2, que tem custo adicional de R$ 6,243, iria a R$ 7,571 caso adotada a proposta da consulta pública

Esquenta dos Mercados

Relatório da inflação, leitura do PIB dos EUA e queda de ministro devem guiar a bolsa hoje

Assim como uma noite no deserto, o investidor deve ficar atento aos sinais para atravessar um momento de dificuldade

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies