Menu
2019-04-04T13:59:30-03:00
Estadão Conteúdo
Sem data definida

Mourão empurra (ainda) mais o prazo para governo apresentar a reforma da Previdência

Presidente em exercício também negou que o caso envolvendo o senador eleito Flávio Bolsonaro atrapalhe a negociação da reforma no Congresso

21 de janeiro de 2019
19:56 - atualizado às 13:59
hamilton-mourao
Mourão voltou a propor o fim do pagamento integral de pensão por morte de integrantes das Forças Armadas - Imagem: Shutterstock

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, afirmou que a proposta de reforma da Previdência deverá ser apresentada pelo governo só depois das eleições da Câmara e do Senado. Ele ainda negou que o caso envolvendo o senador eleito Flávio Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, atrapalhe a negociação da proposta no Congresso Nacional. "Isso não influi na negociação da reforma, não tem influência."

Nesta segunda-feira, 21, Mourão defendeu um período de transição para aumentar de 30 para 35 anos o tempo mínimo de serviço para que militares se aposentem. Além disso, ele voltou a propor o fim do pagamento integral de pensão por morte de integrantes das Forças Armadas. Ele negou que haja resistência a esses temas. "São assuntos que estão sendo discutidos. Militar não resiste, militar é tranquilo, são os mais fáceis", declarou.

Caso de Flávio

Ao deixar o Palácio do Jaburu no primeiro dia como presidente em exercício, Hamilton Mourão voltou a falar que o caso envolvendo as movimentações financeiras do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, não afeta o governo.

"O governo não. Pode preocupar o presidente como pai em relação ao filho, todos nós nos preocupamos com nossos filhos, que talvez é isso aí, apesar de ele não ter me dito nada a respeito", disse, ao ser questionado se o silêncio do presidente sobre o caso de Flávio Bolsonaro preocuparia.

Além disso, Mourão negou que a polêmica influencie o governo na negociação da reforma da Previdência no Congresso.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Melhor ainda

P&G supera expectativas com lucro no 2º trimestre fiscal de 2021

Em termos ajustados, o ganho por cada papel da empresa ficou em US$ 1,64, superando expectativas de analistas consultados pela FactSet, que previam US$ 1,51.

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quarta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Mercados hoje

Posse de Biden se sobrepõe à tensão local e bolsa abre o dia em alta; dólar recua

Chegou o grande dia! Donald Trump se despede da Casa Branca e Joe Biden assume como novo presidente dos Estados Unidos. A posse de Biden e a possível sinalização de estímulos já nos primeiros momentos do governo deixam os mercados internacionais no azul nesta quarta-feira (20) O Ibovespa, no entanto, pode sucumbir ao peso da […]

Exile on Wall Street

Por que você está lendo isso?

O falso e platônico herói modelista era economista de um grande banco lá pelo final dos anos 1980, começo dos 1990.

Retomada

IPC-Fipe acelera e sobe 0,86% na 2ª quadrissemana de janeiro (+0,79% na primeira)

Por outro lado, dois componentes perderam força ou aprofundaram leituras no território negativo: Alimentação e Despesas Pessoais (de um recuo de 0,39% para uma queda de 0,79%).

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies