Menu
2019-04-04T13:56:11-03:00
Estadão Conteúdo
Repercussão após a fala do presidente

Mourão diz que discurso de Bolsonaro em Davos foi “geral” e que detalhes das reformas só virão no Congresso

Presidente em exercício deixou claro que o detalhamento das propostas deverá ser feito com os parlamentares

22 de janeiro de 2019
18:03 - atualizado às 13:56
hamilton-mourao
Para Mourão, a fala do presidente em Davos foi "excelente e maravilhosa" - Imagem: Shutterstock

Ao comentar o discurso do presidente Jair Bolsonaro no Fórum Econômico Mundial, em Davos, o presidente em exercício, Hamilton Mourão, afirmou nesta terça-feira, 22, que a fala está de acordo com o que o governo está pensando e que o detalhamento das propostas deverá ser feito com o Congresso.

Em seu discurso, Bolsonaro defendeu a realização de reformas, entre elas a da Previdência, mas não entrou em detalhes sobre as propostas. "Detalhamento, isso é no particular. Lá o cara fala do geral. O detalhamento é quando você vai discutir com o Congresso, aí tem que ser detalhado", afirmou Mourão ao chegar para despachar em seu eu gabinete, no Palácio do Planalto.

O presidente em exercício afirmou ainda que, quando Bolsonaro defendeu a preservação do meio ambiente, ele se referia ao Acordo de Paris. A permanência do Brasil no acordo é motivo de dúvida frente a declarações anteriores do presidente e de outros integrantes no governo. "Às vezes alguns ruídos acontecem, mas a gente não pode fugir da questão ambiental e do clima. O presidente tem plena consciência disso aí, ele deixou claro isso no discurso dele."

Para o vice-presidente, que está no exercício do cargo durante a primeira viagem internacional de Jair Bolsonaro, a fala do presidente em Davos foi "excelente e maravilhosa, de acordo com tudo aquilo estamos pensando e buscando para o nosso País". Os objetivos do governo, de acordo com Mourão, "é que todo brasileiro tenha escola, tenha acesso à saúde, ande na rua com segurança e tenha emprego e renda."

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Agora vai?

MP da Eletrobras: relator mantém ‘jabutis’ e condiciona venda à compra de energia

No texto, Nascimento manteve a possibilidade de renovação antecipada da usina de Tucuruí, um dos maiores ativos da Eletronorte, e incluiu também a prorrogação da concessão da Hidrelétrica Mascarenhas de Moraes para Furnas.

Cresce a fila

CBA, da Votorantim, registra pedido de IPO na CVM

A empresa, que afirma ser a única companhia integrada de alumínio do Brasil, pretende financiar seu crescimento orgânico e inorgânico com os recursos levantados na oferta

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O quebra-cabeças do mercado e outros destaques

Recentemente, eu fui presenteado com um quebra-cabeças de duas mil peças. “Ah, isso vai ser moleza; é só montar as bordas e depois ir preenchendo aos poucos”, pensei eu. Nem preciso dizer que eu estava redondamente enganado: a mesa da cozinha está tomada por pequenas partes de uma paisagem bucólica. De vez em quando eu […]

FECHAMENTO

Ibovespa tem mais um dia de ‘mais do mesmo’ e fecha em leve alta, contrariando NY

Setores pesos-pesados seguraram o índice no azul. O movimento garantiu uma leve alta de 0,03%, mais uma vez deixando o índice na trave dos 123 mil pontos

Vem oferta por aí

Rede D’Or confirma a avaliação para a realização de um follow on

O anúncio foi feito após o jornal Valor Econômico revelar que a companhia prepara uma oferta de ações que pode chegar a R$ 5 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies