Menu
2019-04-04T13:56:11-03:00
Estadão Conteúdo
Repercussão após a fala do presidente

Mourão diz que discurso de Bolsonaro em Davos foi “geral” e que detalhes das reformas só virão no Congresso

Presidente em exercício deixou claro que o detalhamento das propostas deverá ser feito com os parlamentares

22 de janeiro de 2019
18:03 - atualizado às 13:56
hamilton-mourao
Para Mourão, a fala do presidente em Davos foi "excelente e maravilhosa" - Imagem: Shutterstock

Ao comentar o discurso do presidente Jair Bolsonaro no Fórum Econômico Mundial, em Davos, o presidente em exercício, Hamilton Mourão, afirmou nesta terça-feira, 22, que a fala está de acordo com o que o governo está pensando e que o detalhamento das propostas deverá ser feito com o Congresso.

Em seu discurso, Bolsonaro defendeu a realização de reformas, entre elas a da Previdência, mas não entrou em detalhes sobre as propostas. "Detalhamento, isso é no particular. Lá o cara fala do geral. O detalhamento é quando você vai discutir com o Congresso, aí tem que ser detalhado", afirmou Mourão ao chegar para despachar em seu eu gabinete, no Palácio do Planalto.

O presidente em exercício afirmou ainda que, quando Bolsonaro defendeu a preservação do meio ambiente, ele se referia ao Acordo de Paris. A permanência do Brasil no acordo é motivo de dúvida frente a declarações anteriores do presidente e de outros integrantes no governo. "Às vezes alguns ruídos acontecem, mas a gente não pode fugir da questão ambiental e do clima. O presidente tem plena consciência disso aí, ele deixou claro isso no discurso dele."

Para o vice-presidente, que está no exercício do cargo durante a primeira viagem internacional de Jair Bolsonaro, a fala do presidente em Davos foi "excelente e maravilhosa, de acordo com tudo aquilo estamos pensando e buscando para o nosso País". Os objetivos do governo, de acordo com Mourão, "é que todo brasileiro tenha escola, tenha acesso à saúde, ande na rua com segurança e tenha emprego e renda."

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Apertem os cintos

Segredos da bolsa: Termina mais um trimestre que valeu por um ano

Semana traz agenda intensa de indicadores tanto no Brasil quanto nos EUA; cautela e volatilidade tendem a seguir em cena

EUA X China

Trump X TikTok: empresa chinesa tenta impedir proibição de downloads

Decisão judicial pode barrar restrição, que passaria a valer a partir de meia-noite deste domingo nos Estados Unidos.

A 38 dias da eleição

Trump anuncia nomeação de Barrett para a Suprema Corte

Nomeação ainda precisa ser confirmada pelo Senado, que hoje tem maioria Republicana.

Últimos ajustes

Guedes se reúne com líder do governo na Câmara para discutir Reforma Tributária

Segundo o deputado Ricardo Barros, na segunda-feira a proposta já estará fechada para uma rodada de discussão com os líderes da base governista no Congresso.

Em 2020

Pandemia tira R$ 12 bilhões em investimentos

Investimentos públicos em infraestrutura deverão ser 10% menores em relação ao estimado antes da pandemia de covid-19.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements