Menu
2019-07-09T11:33:16-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Reformas

Maia acredita que aprova texto-base da Previdência ainda hoje

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, reúne líderes para acertar procedimentos de votação. Ideia é votar os dois turnos até o fim da semana

9 de julho de 2019
11:33
Rodrigo Maia
Presidente da Câmara,. Rodrigo Maia (DEM-RJ) - Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Se dizendo otimista, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, acredita que consegue aprovar o texto-base da reforma da Previdência ainda nesta terça-feira e parte para a análise dos destaques, que são tentativas de mudar o texto, amanhã.

Ainda na avaliação de Maia, é possível que o segundo turno da proposta seja votado até sexta-feira. Na segunda etapa de votação só é permitida a apresentação dos chamados destaques supressivos, que retiram trechos já aprovados do texto.

A proposta precisa de ao menos 308 em dois turnos de votação e na conta dos governistas, a reforma tem de 320 a 340 votos. Maia e os líderes partidários tentam fechar os procedimentos para o texto ser votado. A ideia é que os partidos favoráveis à reforma não apresentem destaques. A oposição já disse que vai obstruir e apresentar propostas de modificação do texto.

“Segundo turno é mais rápido que o primeiro, só pode ter destaque supressivo. Superado o primeiro turno, o segundo turno é mais simples. Se a gente conseguir o número de parlamentares para votar e começar a votação do principal hoje à noite e na madrugada e seguir com os destaques amanhã, a gente passa a ter a quinta e a sexta para votar o segundo turno. Como sou sempre otimista, acho que a gente vote antes de sábado”, avaliou o presidente.

Destaques e quórum

Segundo nos informa a “Agência Estado”, a bancada do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro não vai apresentar destaques. Essa era uma dúvida que permeava o processo de votação em função da insistência de alguns membros do partido em fazer modificações no texto que atendessem a demandas de policiais.

Outros líderes partidários foram claros ao dizer que se o governo insistisse em tal estratégia, todos partidos se sentiriam liberados a também proporem novas modificações ao texto.

Maia também reafirmou a intenção de dar início à votação da proposta com o quórum elevado de parlamentares de, aproximadamente 490 deputados, para não correr o risco de o texto ser rejeitado. Ele avalia que até às 15 horas terá noção de quantos parlamentares estarão presentes.

“Cada hora é decisiva, vou saber até 15 horas quantos deputados eu tenho em Brasília. Isso tudo é decisivo, aparece um problema, resolve, aparece outro. Então, cada momento tem que ir cuidado, com muita atenção, para não desorganizar a votação”, afirmou.

Depois de passar pelo crivo dos deputados, o texto da reforma vai ao Senado Federal. A primeira parada é a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Caso os senadores façam modificações no texto vindo da Câmara, o projeto tem de voltar a ser apreciado pelos deputados.

* Com Estadão Conteúdo e Agência Câmara Notícias

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

executivo de carreira

Vice-presidente do BB, Walter Malieni, morre aos 50 anos

Executivo de carreira do BB, com mais de 35 anos de casa, Malieni completaria 51 anos em novembro

números da covid

Covid-19: Brasil tem 2,96 milhões de casos e 99,5 mil mortes

Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.079 óbitos, segundo o balanço diário do Ministério da Saúde divulgado hoje (7)

Reserva de R$ 1,3 bi para gastos

Iguatemi vai recomprar até 1,3 milhão de ações

Quantidade representa 1,5% dos papéis em circulação da companhia. Ações acumulam queda de mais de 30% no acumulado de 2020

seu dinheiro na sua noite

Uma conversa sobre investimentos para o meu pai

O primeiro salário que recebi na vida foi em julho de 1994, mês inaugural do Plano Real. Foi com esse dinheiro que saí pelas lojas do bairro do Gonzaga, em Santos, em busca de um presente para dar no Dia dos Pais. Desde então, esse sempre foi um problema para mim, porque meu pai não […]

Preferência

Oi fecha acordo de exclusividade com Vivo, Claro e Tim para venda de operação móvel, diz jornal

Após fim da exclusividade da Highline, que desistiu de fazer nova oferta, teles brasileiras passam à frente, com oferta de R$ 16,5 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements