Menu
2019-07-20T18:15:33-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Reformas

Bolsonaro libera R$ 1,13 bi em emendas parlamentares em semana de reforma

Liberação de recursos ocorre na semana em que o governo trabalha na conquista de votos para a reforma da Previdência. Presidente diz estar confiante na aprovação na proposta

9 de julho de 2019
12:40 - atualizado às 18:15
O presidente Jair Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro - Imagem: Marcos Corrêa/PR/Flickr/Planalto

O governo de Jair Bolsonaro liberou R$ 1,13 bilhão em emendas parlamentares voltadas para a área da saúde. A decisão está formalizada em 37 portarias editadas na segunda-feira, 8, à noite em duas edições extraordinárias do Diário Oficial da União (DOU) publicadas com data da segunda-feira.

A liberação dos recursos ocorre na semana em que o governo trabalha na conquista de votos de deputados pela aprovação da reforma da Previdência na Câmara. O processo de votação da proposta deverá ser iniciado ainda nesta terça e se estender até o fim da semana.

Levantamento da ONG Contas Abertas, divulgado pelo jornal "O Globo", mostra que, nos primeiros cinco dias de julho, o governo empenhou R$ 2,5 bilhões de emendas parlamentares. A reportagem não detalha se nesse montante está incluído o valor da liberação da saúde.

Além dos valores, as portarias indicam municípios de vários Estados que estão habilitados a receber os recursos das emendas, que, segundo o ato, serão aplicados para "incremento temporário do Limite Financeiro da Assistência de Média e Alta Complexidade (MAC)".

Em comunicado, o Ministério da Saúde disse que a liberação de emendas na semana foi ação "prevista".

Confiando no general

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira, 9, que está confiante de que a proposta que altera as regras de aposentadoria do país será aprovada em dois turnos pela Câmara dos Deputados ainda antes do recesso parlamentar, que começa em 18 de julho. O presidente confiou a aprovação à atuação do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que Bolsonaro chamou de "general".

"Segundo informações de vocês mesmos, o Rodrigo Maia é o nosso general dentro da Câmara agora para aprovar com toda certeza antes do recesso os dois turnos dessa nova Previdência", disse o presidente a jornalistas após sair do Ministério do Meio Ambiente. O encontro não constava na agenda de Bolsonaro nem na do ministro Ricardo Salles.

"Eu sou apaixonado pelo trabalho de Ricardo Salles. É um ministério extremamente importante para o futuro do Brasil. O ministro está recebendo agora a bancada do Amazonas, também tinha interesse em encontrar o pessoal, trocar ideias", disse Bolsonaro, ao ser questionado por jornalistas sobre o encontro surpresa.

Ao lado de Bolsonaro, o ministro voltou a dizer que o governo trabalha na defesa do desenvolvimento do Brasil, "cuidando do meio ambiente, mas respeitando e reconhecendo as necessidades das pessoas". Questionado sobre a continuidade do Fundo Amazônia, Salles afirmou que o governo trabalha para ter "a melhor solução possível para os brasileiros, para o Brasil, para o cuidado com o meio ambiente, para o desenvolvimento".

"Nossa soberania acima de tudo. O Brasil agora tem um presidente e um governo diferente de muitos que nos antecederam e não vamos ceder a pressões externas de ninguém, quem dirá daqueles que não têm nada de exemplo a dar para nós", respondeu Bolsonaro.

*Com Estadão Conteúdo
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Ao vivo

Eletrobras é destaque de alta na B3 com MP da privatização em análise na Câmara; acompanhe a votação

O governo corre contra o tempo para aprovar a proposta, que perderá a validade às 24h da próxima terça-feira

É para quando?

Ainda vai levar “algum tempo” para início da redução de estímulos econômicos, defende dirigente do Fed

James Bullard enfatizou que a retirada começará apenas quando a instituição tiver registrado um avanço “substancial” em direção a suas “métricas”.

Embarque imediato

Depois de incorporação, acionistas da Smiles aprovam saída do Novo Mercado

Além disso, assembleia votou a destituição do conselho de administração e a eleição de novos membros, inclusive do presidente

Procuram-se semicondutores

Falta de chips adia recuperação da indústria automobilística

O setor deve perder a chance de recuperar mercado no segundo semestre, período em que tradicionalmente se vendem mais carros

Mais uma na bolsa

Investindo no banco de investimentos: BR Partners sobe forte na estreia na bolsa

A BR Partners, banco de investimentos independente, concluiu seu IPO e estreou na bolsa nesta segunda — e a recepção do mercado foi boa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies