Menu
2019-09-06T14:15:30-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Juros

Powell fala em atuar de forma apropriada para sustentar crescimento dos EUA

Presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Jerome Powell, mantém discurso e afasta possibilidade de recessão nos EUA e no mundo

6 de setembro de 2019
14:12 - atualizado às 14:15
Jerome Powell
Presidente do Fed, Jerome Powell - Imagem: Print Banco Central da Suíça

O presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Jerome Powell, manteve a mensagem de que a autoridade monetária vai atuar de forma apropriada para sustentar o crescimento da economia americana.

Powell participa de um debate na Suíça, onde reafirmou que o cenário base do Fed é de crescimento moderado da economia, mercado de trabalho forte e inflação em direção à meta de 2% ao ano.

Por ora, a fala não teve grande impacto nos mercados americanos. O Dow Jones manteve a alta de cerca de 0,30% que apresentava antes da fala do presidente.

Perguntado se espera uma recessão nos EUA, Powell falou que uma recessão não é o cenário mais provável para os EUA e para a economia mundial.

Segundo Powell, as perspectivas são positivas com relação à economia porque o Fed conseguiu reduzir a expectativa com relação ao futuro das taxas de juros. E isso ajudou a construir essas expectativas positivas.

Questionado sobre a guerra comercial, Powell voltou a falar que política comercial não é algo que está no mandato do Fed. O que acontece, segundo ele, é que as questões comerciais estão elevando a incerteza, fazendo algumas empresas adiar investimentos. Assim, o trabalho do Fed é usar suas ferramentas para sustentar a economia.

Nos mercados, a expectativa era de alguma indicação mais forte com relação á possibilidade de corte de juros na reunião do dia 18. Hoje, os dados de emprego saíram um pouco abaixo do previsto, mas a mensagem de Powell sobre mercado de trabalho é que ele segue forte, assim como o consumo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Dinheiro no bolso

Banco do Brasil anuncia pagamento de R$ 333 milhões em JCP do 4T20

Dessa forma serão pagos no dia 30 de dezembro e terão como base a posição acionária do dia 11 de dezembro de 2020

seu dinheiro na sua noite

Maradona e o rali da bolsa

O baixinho Maradona passa por dois marcadores, toca para o companheiro e depois corre para disputar a bola na área. Ele dá um salto e, de alguma forma, consegue subir mais que o goleiro inglês Peter Shilton para empurrar (literalmente) a bola para as redes. O lance do antológico gol de mão do craque argentino […]

fechamento dos mercados

Ibovespa desacelera com queda de Petrobras, mas fecha acima de 110 mil com Itaú e Vale e sobe 4% na semana

Bolsas americanas fecham para cima, renovando máximas históricas, em sessão mais curta; por aqui, ações de Petrobras reduziram alta perto do fim da sessão, eventualmente virando e fechando em queda, tirando índice acionário local da proximidade do pico intradiário

Urgente

Guilherme Boulos é diagnosticado com Covid-19

As agendas de campanha foram todas suspensas, e a coordenação da campanha vai propor à TV Globo que o último debate, previsto para hoje, seja feito de forma virtual.

Novidade no mercado

CMN: corretora de título e valor mobiliários pode prestar serviço de pagamento

Com isso, as SCTVM e SDTVM deverão optar entre a manutenção das atuais contas de registro ou a utilização de contas de pagamento.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies