Menu
2019-04-05T10:20:37-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Acordo caro

Oi pagará €25 milhões à Pharol para encerrar ‘drama’ sobre recuperação judicial

Em fato relevante divulgado hoje, a Oi diz que, após negociações, chegou a um consenso com a Bratel, veículo de investimento da Pharol, que encerrará processos envolvendo as empresas em vários países

9 de janeiro de 2019
9:28 - atualizado às 10:20
Loja da Oi
Loja da Oi em São Paulo - Imagem: Werther Santana/Estadão Conteúdo

A Oi anunciou nesta quarta-feira, 9, que chegou a um acordo para encerrar o drama da empresa com uma de suas maiores acionistas, a "Pharol", antiga Portugal Telecom.

Desde que a Justiça aprovou o plano de recuperação judicial da operadora, em 2017, a controladora instaurou processos em diversos países para realinhar o plano aos seus interesses.

A Oi acabou cedendo e pagará 25 milhões de euros à Pharol além de entregar 33,8 milhões de ações que estão em tesouraria, segundo o "Broadcast", do Estadão. Em troca, a portuguesa se comprometeu em garantir apoio ao plano de recuperação judicial.

Em fato relevante divulgado hoje, a Oi diz que, após negociações, chegou a um consenso com a Bratel, veículo de investimento da Pharol, "para encerramento e extinção de todos e quaisquer litígios judicias e extrajudiciais no Brasil, Portugal e e todos os diferentes países onde existam discussões envolvendo sociedades dos dois grupos".

Para acabar de vez com o 'mal-estar' entre as empresas, a Oi ainda se comprometeu a assumir custos com garantias judicias relativas aos processos da Pharol em Portugal.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

“efeito de três pontos”

O [mau] comportamento dos mercados: as semelhanças entre a trajetória do câmbio e de uma bola de basquete

O câmbio vai oscilar ao gosto das notícias – das guerras comerciais à falta de agenda econômica do governo federal. Mas existe um estranho – e ainda pouco compreendido – “efeito de três pontos”.

DRAGÃO COM FOME

Comida pressiona inflação até o fim do ano, dizem analistas

Dólar em alta, oferta escassa por causa da entressafra e o auxílio emergencial estão provocando o aumento dos preços

CCR: Alerj recomenda retomar concessão de rodovia, mas governo é contra

Assembleia quer retomada da rodovia para reduzir tarifas, consideradas altas devido a irregularidades no contrato de concessão

TRETA

Maia e Alcolumbre criticam Salles após atrito com Ramos

Presidente da Câmara diz que ministro do Meio Ambiente resolveu destruir o próprio governo

SE PROTEJA

Títulos de renda fixa atrelados ao IPCA viram opção

Alta da inflação em outubro faz investidores e gestores avaliarem novas formas de proteção de patrimônio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies