A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-07-12T16:54:39-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
EM NOME DA LIVRE CONCORRÊNCIA

Vivo (VIVT3) e TIM (TIMS3) lançam oferta de venda de antenas da Oi (OIBR3)

A venda de metade das estações de rádio-base (ERBs) faz parte do acordo de aquisição da Oi, aprovada pelo Cade em abril; TIM e Vivo têm até setembro para se desfazer das antenas

12 de julho de 2022
16:49 - atualizado às 16:54
Montagem mostrando fachadas de lojas da Tim (TIMS3) e Vivo (VIVT3)
Imagem: Montagem Andrei Moraes

Para cumprir todos os passos da aquisição da Oi (OIBR3), a TIM (TIMS3) e a Telefônica, dona da Vivo (VIVT3), lançaram ofertas públicas para venda das antenas recebidas na compra da telefonia móvel. 

Para evitar a concentração de ativos nas mãos de apenas três operadoras  — Claro, TIM e Vivo, que adquiriram juntas a Oi, em abril —, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) determinou que a TIM e a Vivo se desfaçam de metade das estações rádio-base (ERBs) — que são equipamentos colocados em postes, torres e prédios para ativar sinal de telefonia e internet. 

Já a Claro deve se desfazer de 40% das ERBs adquiridas em até 12 meses. Contudo, a operadora ainda não comunicou o Cade sobre o início das ofertas públicas. 

Sendo assim, a Vivo colocou à venda 1.346 antenas pelo valor de R$ 50,5 milhões e a TIM, 3.610 por R$ 368,8 milhões. As operações devem ser concluídas até meados de setembro, ou seja, seis meses após a aquisição.  

Por fim, a Oi era dona de 14,6 mil ERBs. 

TIM e Vivo: ofertas públicas de antenas da Oi (OIBR3)

A quase 5 mil estações rádio-base ofertadas pela TIM e pela Vivo estão aptas para operar as tecnologias 2G, 3G e 4G, nas faixas de 900 MHz, 1.800 MHz e 2.100 MHz. 

As antenas em poder da TIM estão sendo ofertadas entre R$ 26 mil e R$ 332 mil cada, a depender da localidade. Já as da Telefônica, o valor de venda é entre R$ 3 mil e R$ 83 mil. 

Vale ressaltar que as duas operadoras têm até meados de setembro para ofertarem as ERBs, de acordo com a restrição do Cade no ato da compra. 

A aquisição trouxe para a Vivo 12,5 milhões de assinantes da Oi, 43 MHz de espectro e 2.700 torres com migração completa de clientes prevista para ser concluída no primeiro trimestre de 2023. 

A TIM, por sua vez, abocanhou a maior fatia da Oi. A operadora conseguiu adicionar mais de 7 mil antenas ao seu portfólio, além de adicionar 40% da base de clientes da Oi Móvel. 

Ao todo, a compra da Oi pela Claro, Vivo e TIM foi fechada por R$ 15,9 bilhões. 

Ações da operadoras hoje

No pregão de hoje, os papéis das operadoras TIM e Vivo seguem em queda, por volta das 16h30 (horário de Brasília).

Os papéis TIMS3 caem 1,41%, cotados a R$ 13,26. Já as ações VIVT3 tem uma queda menor, de 0,38%, negociados a R$ 47,69.

Por outro lado, os papéis OIBR3 seguem em alta de 2,00%, negociados a R$ 0,50

Veja também — Oi (OIBR3) já era? Ação pode subir 'apenas' 11%, diz UBS

*Com informações de Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

BALANÇO

Inter (INBR31) reverte prejuízo em lucro de R$ 15,5 milhões no segundo trimestre; confira os números

15 de agosto de 2022 - 21:01

No semestre encerrado em 30 de junho de 2022, o Inter superou a marca de 20 milhões de clientes, que equivale a 22% de crescimento no período

BALANÇO DA HOLDING

Lucro líquido da Itaúsa (ITSA4) recua 12,5% no segundo trimestre, mas holding anuncia JCP adicional; confira os destaques do balanço

15 de agosto de 2022 - 19:52

A Itaúsa (ITSA4) esperou até o último dia da temporada de balanços para revelar os números do segundo trimestre. E a paciência dos investidores não foi recompensanda: a companhia lucrou R$ 3 bilhões, uma queda de 12,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) sobre o […]

BALANÇO

Resultado da Méliuz (CASH3) piora e empresa de cashback registra prejuízo líquido de R$ 28,2 milhões no segundo trimestre

15 de agosto de 2022 - 19:07

Os papéis da Méliuz amargam perdas de 87% no ano, mas entraram no mês de agosto em tom mais positivo, com ganho mensal de 7%

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Magazine Luiza (MGLU3) dá a volta por cima, XP vai às compras e futuro do ethereum; confira os destaques do dia

15 de agosto de 2022 - 18:52

Há pouco mais de dois meses, quando conversei com diversos analistas e gestores de mercado sobre as expectativas para o segundo semestre, poucos foram aqueles que apostaram nos setores de grande exposição à economia doméstica como boas alternativas para a segunda metade do ano.  Não que empresas ex-queridinhas como Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e […]

ACIONISTAS FELIZES

Dividendos: Itaúsa (ITSA4) pagará JCP adicional e data de corte é nesta semana; veja como receber

15 de agosto de 2022 - 18:47

Vale lembrar que, após a data de corte, as ações serão negociadas “ex-direitos” e passarão por um ajuste na cotação referente aos proventos já alocados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies