Menu
2019-05-23T10:43:50-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Negócio fechado!

Natura fecha compra da Avon via troca de ações e cria gigante global de cosméticos

Combinação dos negócios entre Natura e Avon cria grupo com faturamento anual superior a US$ 10 bilhões e presença em cem países

22 de maio de 2019
17:48 - atualizado às 10:43
avon-natura
Imagem: Shutterstock / Montagem SD

Menos de meia hora depois do fechamento da bolsa, a Natura fez o anúncio que o mercado inteiro aguardava: o acordo para a aquisição da americana Avon, sua grande rival histórica no mercado de cosméticos.

O negócio envolve a troca de ações das companhias. Após o negócio, a brasileira deterá 76% do capital da empresa combinada, batizada de Natura & Co, enquanto os sócios da Avon ficarão com os 24% restantes.

A companhia americana foi avaliada em US$ 3,7 bilhões (R$ 15 bilhões) na transação, incluindo as dívidas. Já os negócios combinados das duas devem valer aproximadamente US$ 11 bilhões (R$ 44,5 bilhões).

A Natura & Co terá ações listadas na B3 e recibos de ações (ADR, na sigla em inglês) negociados na New York Stock Exchange (Nyse).

Juntas, Natura e Avon formarão uma gigante com faturamento anual superior a US$ 10 bilhões (R$ 40,4 bilhões, no câmbio de hoje), mais de 40 mil colaboradores e presença em cem países. A empresa será o quarto maior grupo exclusivo de beleza do setor no mundo.

Com a expectativa do anúncio, as ações da empresa brasileira subiram forte hoje na bolsa e encerraram o dia em alta de 9,43%. Em Nova York, os papéis da Avon dispararam 9%. Confira também nossa cobertura de mercados.

Financiamento

O acordo prevê que cada ação ordinária em circulação da Avon será ao final convertida em 0,3 ação da Natura & Co. Já os acionistas de papéis preferenciais da classe C da empresa americana receberão aproximadamente US$ 530 milhões em dinheiro.

A Natura informou que, para fazer frente a esse pagamento, obteve compromisso de financiamento de até US$ 1,6 bilhão com os bancos Bradesco, Citigroup e Itaú Unibanco.

Meus 15 anos

A aquisição mais importante da história da Natura acontece praticamente na véspera de a companhia completar 15 anos com o capital aberto na bolsa. A empresa estreou na antiga Bovespa no dia 26 de maio de 2004.

A oferta realizada no Novo Mercado é considerada um marco no mercado de capitais brasileiro e abriu caminho para mais de uma centena de ofertas públicas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês) na bolsa brasileira.

Nos últimos anos, a Natura adotou uma estratégia agressiva de crescimento via aquisições. Antes da Avon, a companhia já havia abocanhado a britânica The Body Shop e a a australiana Aesop.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

APRENDENDO COM O PROFESSOR BESSEMBINDER

O clube dos 900%: o que você pode aprender com os maiores casos de geração de riqueza da Bolsa americana

Empresas quebrando são mais frequentes que empresas dominando o mundo em algumas décadas. Mas poucos acertos podem rechear a sua carteira e garantir sua aposentadoria precoce.

Entrevista

‘Desemprego alto e déficit público nos deixam cautelosos’, diz presidente da Whirlpool

CEO da fabricante das marcas Consul e Brastemp diz estar cauteloso para investir em produção e em relação à sustentabilidade da demanda, por conta de desemprego e da situação fiscal

Mercadores da noite

Bolsa, dólar e juros subindo: qual dos três está mentindo?

Quando a Bolsa, o dólar e as taxas de juros estão subindo ao mesmo tempo, um dos três está mentindo – qual deles será e o que fazer?

Infraestrutura

Novo marco legal para ferrovias vai a votação no Senado na próxima semana

Legislação promete organizar regras do setor e permitir novos formatos para a atração de investimentos privados

Telecomunicações

Operadoras cobram transparência do governo na definição da tecnologia 5G

Teles se dizem preocupadas com as “incertezas” relativas ao processo, depois de governo sinalizar banimento da chinesa Huawei

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies