Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2019-04-05T14:22:31-03:00
TUDO QUE VAI MEXER NO SEU DINHEIRO HOJE

O posto Ipiranga sumiu do mapa

15 de fevereiro de 2019
10:41 - atualizado às 14:22
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O mercado inteiro estava aguardando ontem a divulgação da proposta para a reforma da Previdência. “Não vamos cravar que vai sair hoje mesmo”, eu disse aqui na redação um pouco mais cedo. Tenho um certo trauma do tempo de quando o Henrique Meirelles era o ministro da Fazenda e o marqueteiro da Previdência. As previsões para aprovar a proposta foram adiadas sucessivamente: agosto… setembro, outubro, novembro, até que ficou para o próximo governo. Estava com receio de que as diferentes frentes que tocam o tema na gestão atual não se acertassem e o anúncio fosse adiado.

No fim, meu temor não se concretizou. Jair Bolsonaro bateu o martelo sobre a proposta um dia após sair do hospital. Os jornalistas estavam todos aguardando um comunicado - entre eles, o Eduardo Campos, repórter especial do Seu Dinheiro em Brasília. Eles queriam Paulo Guedes, mas quem apareceu para contar as novidades foi o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho.

Os repórteres não se contentaram e correram atrás do ministro, que escapou das famosas “portarias” de Brasília e foi para o Rio de Janeiro. O mercado elegeu Paulo Guedes e quer ouvir a proposta da boca dele.

Enquanto isso, várias questões sobre a Previdência permanecem em aberto. A promessa é que os detalhes finais sejam apresentados na próxima quarta-feira, dia 20. Até lá, certamente teremos “vazamentos” e “balões de ensaio”. Tudo isso vai refletir nos seus investimentos e pode transformar a bolsa de valores numa gangorra. Saiba mais no texto do Eduardo Campos.

Ministro da Economista Paulo Guedes. - Imagem: Marcello Casal jr/Agência Brasil

Vai resolver o problema fiscal?

A proposta ainda não foi completamente divulgada, mas já dá para fazer conta sobre o impacto fiscal. Uma estimativa da Broadcast é de que ela gere uma economia de R$ 1,1 trilhão aos cofres públicos. Saiba mais.

Vai passar no Congresso?

Se o governo já se acertou para fechar uma proposta da Previdência, ainda falta combinar com os russos. Ou melhor, com o Congresso Nacional. E o que disseram os presidentes do Senado e da Câmara? Davi Alcolumbre disse que o Senado vai debater o tema e fazer também suas escolhas. Já Rodrigo Maia afirmou que vai conversar com governadores para incluir propostas deles no texto final. Ou seja, muita água ainda vai rolar até mudar a regra da aposentadoria.

Em busca de culpados

Oito funcionários da Vale foram presos hoje cedo em Minas Gerais em meio às investigações sobre o rompimento da barragem de Brumadinho. A operação foi deflagrada pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais. Aqui você fica por dentro do desfecho da operação.

Debêntures na carteira

Os investidores pessoa física foram com tudo para as debêntures emitidas pela maior petroleira brasileira, a Petrobras. Segundo dados divulgados ontem pela empresa, esse tipo de investidor comprou a maior parte dos títulos oferecidos pela estatal ao longo de três emissões. Na primeira série, as pessoas físicas ficaram com cerca de 79% das debêntures ofertadas, sendo que os fundos de investimento compraram uma parcela menor, próxima de 8% do total.

Um brinco… de aço

A Usiminas divulgou seus resultados para o 4º trimestre hoje cedo e não fez feio. A companhia reverteu um prejuízo de R$ 45 milhões e registrou um lucro líquido de R$ 401 milhões no 4º trimestre do ano passado. O valor veio acima da expectativa dos analistas, que estimavam em torno de R$ 72 milhões. Os números estão todos aqui.

A Bula do mercado: uma reforma robusta

A confirmação de que Bolsonaro aceitou a proposta da reforma da Previdência já animou o mercado. Só isso foi suficiente para que o Ibovespa voltasse ao nível dos 98 mil pontos e aproximando o dólar para os R$ 3,70.

Mesmo assim, a crise do governo, desencadeada entre Carlos Bolsonaro e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, continua no radar apesar de ela ser ofuscada com as novidades sobre a Previdência ontem.

Lá fora, o mercado se volta aos EUA, onde o presidente norte-americano, Donald Trump, deve declarar “emergência nacional” hoje. A razão? O muro na fronteira com o México, claro. O mandatário não conseguiu um acordo com os democratas que fosse suficiente para liberar sua verba de US$ 5,7 milhões destinadas à construção do muro.

Ontem, o Ibovespa fechou em alta de 2,25%, aos 98.015 pontos. O dólar recuou 0,89%, aos R$ 3,71. Consulte a Bula do Mercado para saber como devem se comportar bolsa e dólar hoje!

Um combo de cerveja, maconha e dinheiro

Sim, é isso mesmo. As cervejarias se tornaram grandes investidoras da indústria de maconha que está em ascensão no exterior. O Gabriel Casonato, autor da coluna Cannabusiness, explica essa tendência no texto de hoje e como você pode investir junto com elas.

Para quem quiser saber mais sobre o tema, ele vai participar de um happy hour no Seu Dinheiro hoje às 17h30. Você pode acompanhar ao vivo neste link.

Um grande abraço e ótima sexta-feira!

Agenda

Índices 
- FGV divulga IGP-10 de fevereiro, às 8h;
- Banco Central divulga IBC-BR de dezembro de 2018, às 8h30; e depois apresenta o Boletim Regional, às 9h; e em seguida, ele ainda faz oferta de até 10.330 contratos de swap cambial em rolagem, às 11h50;
- Fiesp também divulga Índice de Nível de Emprego em janeiro, às 11h;
- Estados Unidos divulgam números da produção industrial e o índice de sentimento no consumidor;

Balanços 4º trimestre de 2018
- Usiminas

Política
- No Rio, o ministro da Economia, Paulo Guedes, se reúne com o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco;
- Na Europa, há reunião de gabinete da Espanha sobre a possibilidade do primeiro-ministro, Pedro Sánchez, convocar eleições antecipadas;

 

 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Atividade em queda

Indicador da FGV mostra contração da economia em março com agravamento da pandemia

A queda nas expectativas dos consumidores foi um dos destaques negativos entre os componentes do indicador

Benefício com garantia

Paulo Guedes reeditará BEm somente após a aprovação do Orçamento ou da PEC “fura-teto”

“O ministro disse ‘ou um, ou outro, o que sair primeiro a gente faz o BEm'”, afirmou Paulo Solmucci, presidente da Abrasel

PPI

Decreto de Bolsonaro inclui Correios no Programa Nacional de Desestatização

A privatização dos Correios ainda depende da aprovação de um projeto de lei de autoria do Executivo que permite à iniciativa privada prestar serviços

Exile on Wall Street

Bitcoins, IPOs, reestruturações e M&As: coisas para comprar ainda nesta semana

De onde você menos espera é que não vem nada mesmo. É notável a regularidade da incompetência. Ela não surpreende. Está sempre por aí.  Lembro com frequência da famosa frase, já meio clichê, você tem razão, do Kennedy: não pergunte o que seu país pode fazer por você. Pergunte o que você pode fazer por […]

decolagem interrompida

Apertem os cintos: recuperação da Gol será mais turbulenta que o esperado

Companhia reduz projeções para receita no primeiro trimestre, dizendo que retomada dependerá de ritmo da vacinação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies