Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-03-01T10:33:52-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Siga o dinheiro

Emergentes receberam US$ 26 bilhões em ingressos de portfólio em fevereiro

Levantamento do Instituto Internacional de Finanças (IIF) mostra que a China concentra o recebimento de recursos

1 de março de 2019
10:33
mercados emergentes
Imagem: Shutterstock

Os mercados de ações e dívida de economias emergentes encerraram fevereiro com captação US$ 25,6 bilhões, segundo estimativas preliminares do Instituto Internacional de Finanças (IIF). Apesar de positivo, o resultado é menos da metade dos US$ 60,6 bilhões de janeiro, que marcaram o melhor resultado em um ano.

Para os técnicos do IIF, a percepção com relação às economias emergentes ficou mais positiva recentemente, impulsionada pela mudança de postura do Federal Reserve (Fed), banco central americano, que está sem pressa de seguir com o ajuste de sua política monetária, uma redução nas tensões comerciais entre China e Estados Unidos e menor preocupação com o crescimento mundial.

Dos US$ 25,6 bilhões destinados aos emergentes, US$ 11,8 bilhões ficaram com os mercados de dívida, contra US$ 41,6 bilhões em fevereiro. Nesse segmento, os mercados da Ásia ficaram com US$ 5,3 bilhões no mês passado e os da América Latina com outros US$ 3,5 bilhões.

Já os ingressos para o mercado de ações foram de US$ 13,8 bilhões, com a China concentrando US$ 10,6 bilhões e o restante dos emergentes dividindo US$ 3,2 bilhões.

Os fluxos ainda estão bastante concentrados no mercado chinês, mas o IFF acredita que outros emergentes devem começar a ser contemplados com mais dinheiro, já que a “caça por retornos” está claramente em andamento (“hunt for yield”).

O IIF também tem uma medida ampliada de fluxo estrangeiro, considerando captações bancárias e investimento direto. Os dados referentes ao mês de janeiro mostram ingresso líquido de US$ 20,9 bilhões, primeira leitura positiva depois de cinco meses de saídas.

Nessa medida mais ampla, os demais emergentes são destaque, com captação de US$ 31,7 bilhões, já que a China segue com perda de recursos (US$ 10,8 bilhões). Os países com melhores resultados foram África do Sul, com US$ 16,4 bilhões, e Índia, com US$ 13,3 bilhões. O Brasil aparece com US$ 9,4 bilhões, depois de uma perda de US$ 2,9 bilhões em dezembro. Na mão contrária, Arábia Saudita e Rússia amargam saques de US$ 12,7 bilhões e US$ 8,6 bilhões, respectivamente.

 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Casamento legal

Cade mantém aprovação de compra de fatia da BRF (BRFS3) pela Marfrig (MRFG3)

A conselheira que havia pedido a reabertura da análise da operação mudou de posição e desistiu da reavaliação

SEGURADORA EM APUROS

Vítima de ataque cibernético, Porto Seguro (PSSA3) diz ter restabelecido canais após quase uma semana de instabilidade

Corretores ouvidos pela reportagem disseram que, nos últimos dias, os sistemas da seguradora apresentaram problemas

CRYPTO NEWS

Cotação do bitcoin (BTC) bate recorde histórico — o que fazer com a criptomoeda a partir de agora?

Depois de alguns meses sendo um investimento “ruim”, porque teve 50% de queda, o bitcoin volta a ganhar os holofotes do mercado e as manchetes da mídia especializada

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Auxílio Brasil, recorde do bitcoin, balanço da Tesla e produção da Vale: confira as principais notícias do dia

Com a temporada de balanços americana trazendo resultados animadores, o empurrãozinho em direção a um dia de ganhos poderia ter sido maior, mas não tem como negar que a grande pedra no sapato do investidor brasileiro é o novo programa social pretendido pelo governo federal. O saldo final do pregão de hoje foi positivo, mas […]

Problemas nas refinarias?

Com ameaça de desabastecimento no radar, produção da Petrobras (PETR4) recua 4,1% no 3º trimestre

Antes da divulgação do relatório, a petroleira já havia informado que não teria capacidade para atender, em sua totalidade, os pedidos por fornecimento de combustível em novembro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies