Menu
2019-11-27T14:59:30-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Sobe e desce

Magazine Luiza, Linx e Vale: os destaques da bolsa nesta quarta-feira

Uma parceria firmada entre Magazine Luiza e Linx foi bem recebida pelos mercados e faz as ações das duas empresas subirem; já os papéis da Vale caem, na esteira do noticiário corporativo

27 de novembro de 2019
14:59
Lu do Magazine Luiza
Imagem: Facebook / Magazine Luiza

Os mercados financeiros do Brasil seguem pressionados pela recente onda de escalada no dólar à vista. No entanto, o o noticiário corporativo tem um papel importante no pregão desta quarta-feira (27): as ações do Magazine Luiza, da Linx e da Vale reagem às novidades referentes às companhias, aparecendo entre os destaques da bolsa.

Os papéis ON do Magazine Luiza (MGLU3) operavam em alta de 2,16% por volta das 14h30, despontando entre os ativos de melhor desempenho do índice. O mercado reage positivamente à parceria firmada entre a empresa e a Linx, de modo a integrar alguns sistemas das companhias.

Pelos termos do acordo, ao sistema Linx OMS será conectado ao marketplace do Magalu, incluindo a Netshoes. Assim, os usuários da primeira plataforma poderão publicar seus catálogos de produtos no canal do Magazine Luiza, acelerando suas vendas.

Além disso, os vendedores que usam ambos os sistemas poderão usar seus próprios pontos físicos como opção de entrega ou retirada de produtos vendidos pelo sistema do Magazine Luiza. O otimismo em relação ao acordo não se restringe às ações do Magalu: fora do Ibovespa, os papéis ON da Linx (LINX3) avançam 4,65%.

Cautela com a Vale

Apesar da nova alta do dólar, que já aparece na casa dos R$ 4,26, as ações ON da Vale (VALE3) operam em queda de 1,70%. O mercado deixa de lado os potenciais ganhos que o câmbio mais alto pode trazer às exportações da companhia, focando-se nas pesadas baixas contábeis anunciadas pela mineradora.

A Vale terá que reconhecer um impairment de cerca de US$ 3,2 bilhões, referente à reavaliação de ativos dos segmentos de metais básicos e carvão — o que deve impactar negativamente o balanço da empresa já no quarto trimestre deste ano.

O noticiário relativo à Vale traz cautela aos demais papéis do setor de mineração e siderurgia, impedindo uma nova rodada de ganhos associada à alta do dólar. As ações ON da CSN (CSNA3), por exemplo, caem 1,79%, enquanto os ativos PNA da Usiminas (USIM5) recuam 1,53%; já Gerdau PN (GGBR4) consegue sustentar alta de 0,52%.

Top 5

Confira abaixo os papéis de melhor desempenho do Ibovespa nesta tarde:

  • Yduqs ON (YDUQ3): +3,71%
  • Klabin units (KLBN11): +2,84%
  • Weg ON (WEGE3): +2,72%
  • Magazine Luiza ON (MGLU3): +2,16%
  • Via Varejo ON (VVAR3): +2,01%

Veja também os papéis que lideram a ponta negativa do índice:

  • MRV ON (MRVE3): -4,20%
  • Cyrela ON (CYRE3): -3,92%
  • Ecorodovias ON (ECOR3): -2,47%
  • Ultrapar ON (UGPA3): -2,19%
  • BR Malls ON (BRLM3): -2,10%
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Substituto do Bolsa Família

Renda Brasil terá R$ 51,7 bilhões e vai pagar benefício médio de R$ 232, prevê governo

Hoje, o Bolsa Família inclui 13,2 milhões de famílias, o que alcança 41 milhões de pessoas a um custo de cerca de R$ 32 bilhões ao ano

Mais lidas Seu Dinheiro

MAIS LIDAS: Os 10 anos bem vividos da Tesla na bolsa

Nos dez anos que separam a abertura de capital da Tesla na Nasdaq e o último dia 29 de junho, as ações da companhia subiram vertiginosos 4.125%, enquanto o principal índice da bolsa americana de tecnologia teve alta de “apenas” 345%. E a companhia do bilionário Elon Musk pôde comemorar o aniversário de uma década […]

Avião-problema

Fabricante de aviões trilha novo caminho: Boeing aposta no MAX

Mesmo começando a ficar otimista com relação ao futuro do Max, acredito que comprar ações da Boeing continua sendo mau negócio

ranking

Os títulos públicos mais rentáveis do 1º semestre; indicações do Seu Dinheiro estiveram entre eles

Em março, levantamos a bola para uma oportunidade aberta no Tesouro Direto com a alta dos juros no mês, e alguns dos títulos indicados ficaram entre os mais rentáveis do semestre. Confira a lista completa dos melhores e piores títulos públicos do ano até agora

Recuperação mais lenta

Ipea diz que efeitos da pandemia tendem a persistir sobre mercado de trabalho

“É provável que a taxa de desemprego continue alta, mas não por uma piora do mercado de trabalho, e sim pela melhora da percepção das pessoas sobre o ambiente para procurar emprego”, diz diretor da instituição

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements