🔴 +35 RECOMENDAÇÕES DE ONDE INVESTIR EM MARÇO – VEJA GRATUITAMENTE

Cotações por TradingView
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
FORTUNA

Luiza Trajano, Luciano Hang, irmãos Batista: os novos bilionários brasileiros, segundo a Forbes

O ranking da revista americana mostra que o Brasil ganhou 18 novos representantes no clube do bilhão. Confira as 20 maiores fortunas do país

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
9 de março de 2019
16:31 - atualizado às 14:25
A empresária Luiza Helena Trajano, presidente do conselho de administração do Magazine Luiza
Luiza Trajano: estreante no ranking de bilionários da ForbesImagem: WERTHER SANTANA/ESTADÃO CONTEÚDO

O Brasil ainda sente os efeitos de uma das maiores recessões de sua história. Mas, ao menos quando o assunto é o número de super ricos, há um indicativo de que o país esteja vendo uma luz no fim do túnel. Desde o ano passado, 18 novos nomes entraram para a lista de bilionários da Forbes por aqui.

Com os novatos na turma, a publicação americana contabilizou 58 ricaços no país com mais de 1 bilhão de dólares no bolso. Juntos, eles possuem nada menos que 179 bilhões de dólares.

Vale ressaltar que, apesar do avanço, o número ainda está abaixo do recorde de 2014, de 65 bilionários.

Da Magalu à Havan

Algumas das novidades na lista são a empresária Luiza Helena Trajano, acionista majoritária da varejista Magazine Luiza. A gigante viu suas ações se multiplicarem nada menos que 183 vezes desde o fim de 2015.

Em sua coluna mais recente para o Seu Dinheiro, o colunista Alexandre Mastrocinque conta se a Magalu tem força para dobrar a meta e surpreender ainda mais seus acionistas.

Curioso é que, se Luiza é amiga pessoal da ex-presidente Dilma, outro nome que acaba de entrar no ranking de bilionários da Forbes é um admirador do atual presidente, Jair Bolsonaro.

Luciano Hang, dono da Havan, construiu um império de mais de 100 lojas de departamento principalmente em pequenas e médias cidades pelo país.

Não está se lembrando do nome? Talvez a imagem de um empreendimento parecido com a Casa Branca, com uma grande réplica da Estátua da Liberdade em sua entrada, refresque sua memória.

Sim, como lembra a Forbes, Hang também é um fã de carteirinha da terra do tio Sam. E, assim como Bolsonaro, o bilionário se notabiliza pela grande audiência de suas transmissões ao vivo nas redes sociais.

A fortuna da JBS

Outros velhos conhecidos dos brasileiros que estrearam na lista são os irmãos Joesley e Wesley Batista, marcados por um escândalo de corrupção envolvendo alguns dos maiores políticos do país. Que investidor de bolsa não se lembra do Joesley Day, em maio de 2017?

Mas parece que o jogo virou para os hermanos. Após surfar na onda do aumento da demanda por carne bovina nos EUA e na China, eles viram sua fabricante de carnes valorizar quase 40% em um ano.

Mais alguns nomes que ganharam destaque da publicação estrangeira foram Samuel Barata, acionista majoritário da Drogarias DPSP, segunda maior do país; e Rubens Menin Teixeira de Souza, proprietário da MRV Engenharia que retornou à lista de bilionários.

Sobre a MRV, vale a pena ler com calma a instigante entrevista do Seu Dinheiro com seu presidente, Eduardo Fischer. Nela, ele defende que o mercado imobiliário no Brasil pode até dobrar de tamanho.

Lemann x Safra

A dança das cadeiras entre os bilionários brasileiros afetou a ponta do ranking da Forbes no país. Com o modelo Ambev em xeque, Jorge Paulo Lemann perdeu o título de homem mais rico para o banqueiro Joseph Safra. Nesta análise imperdível, o Vinícius Pinheiro listou 5 motivos que ajudam a explicar por que isso aconteceu.

Confira, a seguir, que são os 20 maiores bilionários do Brasil e a origem de suas fortunas, segundo a Forbes:

1 – Joseph Safra

Riqueza: US$ 25,2 bilhões

Fonte: Banco Safra

 

2 – Jorge Paulo Lemann

Riqueza: US$ 22,8 bilhões

Fonte: 3G Capital

 

3 – Marcel Herrmann Telles

Riqueza: US$ 9,9 bilhões

Fonte: 3G Capital

 

4 – Eduardo Saverin

Riqueza: US$ 9,7 bilhões

Fonte: Facebook

 

5 – Carlos Alberto Sicupira e família

Riqueza: US$ 8,8 bilhões

Fonte: 3G Capital

 

6 – José João Abdalla Filho

Riqueza: US$ 3,4 bilhões

Fonte: Investimentos diversos

 

7 – Abilio dos Santos Diniz

Riqueza: US$ 3,1 bilhões

Fonte: Comércio

 

8 – Fernando Roberto Moreira Salles

Riqueza: US$ 3,1 bilhões

Fonte: Banco Unibanco e mineração

 

9 – João Moreira Salles

Riqueza: US$ 3,1 bilhões

Fonte: Banco Unibanco e mineração

 

10 – Pedro Moreira Salles

Riqueza: US$ 3,1 bilhões

Fonte: Banco Unibanco e mineração

 

11 – Walther Moreira Salles Júnior

Riqueza: US$ 3,1 bilhões

Fonte: Banco Unibanco e mineração

 

12 – André Esteves

Riqueza: US$ 3 bilhões

Fonte: Banco BTG Pactual

 

13 – Alfredo Egydio Arruda Villela Filho

Riqueza: US$ 2,6 bilhões

Fonte: Banco Itaú

 

14 – Jayme Garfinkel

Riqueza: US$ 2,5 bilhões

Fonte: Porto Seguro

 

15 – João Roberto Marinho

Riqueza: US$ 2,5 bilhões

Fonte: Grupo Globo

 

16 – José Roberto Marinho

Riqueza: US$ 2,5 bilhões

Fonte de riqueza: Grupo Globo

 

17 – Roberto Irineu Marinho

Riqueza: US$ 2,5 bilhões

Fonte: Grupo Globo

 

18 – Ana Lucia de Mattos Barretto Villela

Riqueza: US$ 2,4 bilhões

Fonte: Banco Itaú

 

19 – Walter Faria

Riqueza: US$ 2,3 bilhões

Fonte: Grupo Petrópolis

 

20 – Candido Pinheiro Koren de Lima

Riqueza: US$ 2,3 bilhões

Fonte: Grupo Hapvida

Compartilhe

Engordando os proventos

Caixa Seguridade (CXSE3) pode pagar mais R$ 230 milhões em dividendos após venda de subsidiárias, diz BofA

14 de setembro de 2022 - 13:22

Analistas acreditam que recursos advindos do desinvestimento serão destinados aos acionistas; companhia tem pelo menos mais duas vendas de participações à vista

OPA a preço atrativo

Gradiente (IGBR3) chega a disparar 47%, mas os acionistas têm um dilema: fechar o capital ou crer na vitória contra a Apple?

12 de setembro de 2022 - 13:09

O controlador da IGB/Gradiente (IGBR3) quer fazer uma OPA para fechar o capital da empresa. Entenda o que está em jogo na operação

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Exclusivo Seu Dinheiro

Magalu (MGLU3) cotação: ação está no fundo do poço ou ainda é possível cair mais? 5 pontos definem o futuro da ação

10 de setembro de 2022 - 10:00

Papel já alcançou máxima de R$ 27 há cerca de dois anos, mas hoje é negociado perto dos R$ 4. Hoje, existem apenas 5 fatores que você deve olhar para ver se a ação está em ponto de compra ou venda

NOVO ACIONISTA

Com olhos no mercado de saúde animal, Mitsui paga R$ 344 milhões por fatias do BNDES e Opportunity na Ourofino (OFSA3)

9 de setembro de 2022 - 11:01

Após a conclusão, participação da companhia japonesa na Ourofino (OFSA3) será de 29,4%

Estreia na bolsa

Quer ter um Porsche novinho? Pois então aperte os cintos: a Volkswagen quer fazer o IPO da montadora de carros esportivos

6 de setembro de 2022 - 11:38

Abertura de capital da Porsche deve acontecer entre o fim de setembro e início de outubro; alguns investidores já demonstraram interesse no ativo

Bateu o mercado

BTG Pactual tem a melhor carteira recomendada de ações em agosto e foi a única entre as grandes corretoras a bater o Ibovespa no mês

5 de setembro de 2022 - 15:00

Indicações da corretora do banco tiveram alta de 7,20%, superando o avanço de 6,16% do Ibovespa; todas as demais carteiras do ranking tiveram retorno positivo, porém abaixo do índice

PEQUENAS NOTÁVEIS

Small caps: 3R (RRRP), Locaweb (LWSA3), Vamos (VAMO3) e Burger King (BKBR3) — as opções de investimento do BTG para setembro

1 de setembro de 2022 - 13:50

Banco fez três alterações em sua carteira de small caps em relação ao portfólio de agosto; veja quais são as 10 escolhidas para o mês

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Passando o chapéu: IRB (IRBR3) acerta a venda da própria sede em meio a medidas para se reenquadrar

30 de agosto de 2022 - 11:14

Às vésperas de conhecer o resultado de uma oferta primária por meio da qual pretende levantar R$ 1,2 bilhão, IRB se desfaz de prédio histórico

Exclusivo Seu Dinheiro

Chega de ‘só Petrobras’ (PETR4): fim do monopólio do gás natural beneficia ação que pode subir mais de 50% com a compra de ativos da estatal

30 de agosto de 2022 - 9:00

Conheça a ação que, segundo analista e colunista do Seu Dinheiro, representa uma empresa com histórico de eficiência e futuro promissor; foram 1200% de alta na bolsa em quase 20 anos – e tudo indica que esse é só o começo de um futuro triunfal

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies