Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-09T15:13:59-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Oferta de ações

JSL pode embolsar até R$ 926 milhões no IPO da Vamos com venda de ações e dividendos

A abertura de capital da Vamos, empresa de locação de caminhões e máquinas do grupo logístico, pode movimentar até R$ 1,276 bilhão, mas 73% desse dinheiro pode parar no bolso do controlador

9 de abril de 2019
14:48 - atualizado às 15:13
Caminhão da JSL
Participação da JSL na companhia pode ser reduzida para até 50,01% após a ofertaImagem: Divulgação

A locadora de caminhões e máquinas Vamos, do Grupo JSL, pretende usar uma parte dos recursos captados de investidores via oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na B3 para pagar dividendos aos próprios acionistas.

A abertura de capital da Vamos na B3 pode movimentar até R$ 1,276 bilhão. A estimativa considera o preço máximo por ação definido na faixa indicativa, que varia de R$ 17 a R$ 21, e a venda de todos os lotes previstos na operação.

Mas desse total só R$ 350 milhões devem efetivamente ficar no caixa da empresa. Os outros R$ 926 milhões, ou 73% dos recursos, podem parar no bolso da JSL.

O grupo de logística pode conseguir até R$ 714,3 milhões com a venda de parte de suas ações na oferta. Após o IPO, a participação da JSL, que hoje é de quase 100%, pode ser reduzida para até 50,01%, o suficiente para se manter no controle.

A Vamos também pretende captar R$ 562 milhões com a emissão de novas ações. Só que uma parte desse dinheiro também vai parar no bolso da JSL. Isso porque a empresa pretende destinar R$ 211,4 milhões captados dos novos sócios para pagar dividendos que já foram declarados aos acionistas.

Em crescimento

Apesar dos pontos nebulosos, a Vamos tem pelo menos uma característica que costuma atrair investidores na bolsa: está em crescimento.

A empresa que nasceu como uma "costela" da JSL encerrou o ano passado com uma frota de 10.862 unidades, sendo 8.755 caminhões ou similares e 2.107 máquinas e equipamentos. A Vamos conta ainda com uma rede de 40 lojas, formada por 14 concessionárias de caminhões e ônibus da marca VW/MAN, 15 concessionárias de máquinas e equipamentos agrícolas da marca VALTRA e 11 lojas de seminovos.

A receita líquida da companhia atingiu R$ 983,3 milhões em 2018, um aumento de 46% em relação ao ano anterior. Na mesma base de comparação, o lucro líquido da companhia cresceu 26%, para R$ 116,3 milhões.

Resta saber por que o controlador está vendendo parte relevante de suas ações no IPO se o negócio é tão bom e tem potencial de alta.

Cronograma

Pelo menos 10% das ações no IPO da Vamos devem ser vendidas a investidores no varejo, que possuem de R$ 3 mil a R$ 1 milhão. Se você se interessou, o período de reserva vai de 16 a 26 de abril e a definição do preço da ação está prevista para o dia 29.

Caso a ação saia no teto da faixa indicativa, a empresa pode chegar à bolsa valendo R$ 2,6 bilhões.

As ações da Vamos serão negociadas na B3 com o código "VAMO3". O Bradesco BBI é o coordenador-líder do IPO. Outras sete instituições atuam na operação: BTG Pactual, Santander, BofA Merrill Lynch, XP Investimentos, BB Investimentos, Caixa e Credit Suisse.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Ao Vivo

Apple apresenta novos modelos de MacBook Pro e Airpods; acompanhe o lançamento

Apresentado pelo CEO da companhia, Tim Cook, este é o segundo evento da empresa para lançamento de produtos neste ano

Benefício perto do fim

Sem substituto para o Bolsa Família, Bolsonaro afirma que definição sobre extensão do auxílio emergencial sai nesta semana

O presidente não revelou quantas serão as novas parcelas do benefício, mas afirmou que o valor já foi decidido pelo governo no último sábado

Movimentando o mercado

Fleury (FLRY3) compra Laboratório Marcelo Magalhães; saiba mais sobre aquisição, a segunda maior na história do grupo

O grupo pagará R$ 384,5 milhões pela empresa, que, com 64 anos de história, é referência em medicina diagnóstica no estado de Pernambuco

DIA DE ESTREIA

Getnet (GETT11) ganha vida própria e estreia na B3 com o pé direito; ações ordinárias e preferenciais disparam mais de 100%

As units (GETT11), papéis com maior liquidez, subiam cerca de 59,45%, cotadas a R$ 7,51. Como parte da cisão de SANB11, integrante do Ibovespa, as ações já integram o principal índice da bolsa brasileira

Venda de ativos

A Oi (OIBR3 e OIBR4) está mais perto da virada com um sinal verde do Cade

As ações da Oi (OIBR3 e OIBR4) sobem nesta manhã, reagindo ao sinal verde dado pelo Cade para a venda de parte da V.tal/InfraCo ao BTG

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies