Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T14:10:44-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
IPCA

Inflação tem alta de 0,15% em dezembro e fecha ano dentro da meta do governo

Resultado vem dentro do intervalo de estimativas de analistas, que previam desde uma queda de 0,05% a uma alta entre 0,23%, segundo o “Broadcast”

11 de janeiro de 2019
9:21 - atualizado às 14:10
Frutas expostas em supermercado em São Paulo
Frutas expostas em supermercado em São Paulo - Imagem: J.F. Diorio/Estadão Conteúdo

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou dezembro com alta de 0,15% ante um recuo de 0,21% em novembro, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No ano, o índice teve alta de 3,75%, e ficou dentro do teto fixado pelo governo, de 4,5%. Em 2017, o índice fechou em 2,95%. Os números foram divulgados nesta sexta-feira, 11.

O resultado vem dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo "Broadcast", do Estadão, que previam desde uma queda de 0,05% a uma alta entre 0,23% com mediana positiva de 0,12%.

O que puxou a inflação?

Os vilões da vez foram os produtos e serviços de habitação, transportes e alimentos. Juntos, eles foram responsáveis por 66% do IPCA no ano.

A energia elétrica também foi destaque, com alta de 8,7%. Veja o percentual de cada item, ainda de acordo com o IBGE:

  • Habitação: 4,72%
  • Artigos de residência: 3,74%
  • Alimentação e bebida: 4,04%
  • Vestuário: 0,61%
  • Transportes: 4,19%
  • Saúde e cuidados pessoais: 3,95%
  • Despesas pessoais: 2,98%
  • Educação: 5,32%
  • Comunicação: -0,09%

*Com Estadão Conteúdo

*Conteúdo em atualização

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Quem quer dinheiro?

Gerdau (GGBR4) anuncia R$ 2,7 bilhões em dividendos e JCP e ainda dá tempo de garantir o dinheiro na conta

O pagamento dos proventos, que também inclui os acionistas da Metalúrgica Gerdau, tomará como base a posição acionária em 5 de novembro

Forte como sempre

Na Weg (WEGE3), a história se repete: o terceiro trimestre superou (mais uma vez) as expectativas

A Weg (WEGE3) mostrou um crescimento de quase 30% na receita líquida; o bom desempenho do mercado doméstico deu força aos resultados

Um pé lá, outro cá

Agora é oficial: Nubank pede registro para IPO duplo nos Estados Unidos e Brasil com oferta de BDRs na B3

O banco digital optou por listar seus papéis em uma bolsa norte-americana, mas, simultaneamente, também fará uma oferta de recibos de ações por aqui

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje: sim, tudo continua ficando mais caro

No Brasil, o IBGE divulga o resultado do desemprego no último trimestre, encerrado em agosto, e o Tesouro Nacional divulga o resultado das contas do governo central de setembro, bem como o Relatório Mensal da Dívida de setembro. O grande destaque do dia, porém, em paralelo à temporada de resultados, é a decisão sobre a Selic, a partir das 18h30

MERCADOS HOJE

Balanços animam negócios mas Ibovespa desacelera alta com a proximidade da decisão do Copom e dólar opera próximo à estabilidade

Além da inflação acima do esperado, o mercado de trabalho brasileiro mostrou uma recuperação mais lenta do que a projetada, o que também pesa sobre o Ibovespa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies