Menu
2019-09-21T08:14:54-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Para levar no bolso

5 regras que qualquer investidor deve seguir, do iniciante ao profissional

Independentemente da fase em que você está quando o assunto é investimento, algumas regras nunca vão mudar

21 de setembro de 2019
8:14
miniaturas e moedas
Imagem: Shutterstock

O mercado financeiro brasileiro está em franco crescimento, mas os jogadores dessa partida ainda sabem muito pouco do 'be-a-bá' dos investimentos. A falta de educação financeira é de longe um dos maiores riscos que qualquer investidor pode ter, e isso vale tanto para os iniciantes como para os profissionais.

Você já deve ter ouvido falar que aplicações são coisas muito pessoais, e que cada pessoa tem um perfil de investimento. De fato, essa é uma condição essencial e que precisa ser respeitada para que você não se exponha a riscos indesejados.

Mas existem algumas regras de bolso que acabam valendo para qualquer tipo de investidor. São ações que muitos analistas e consultores financeiros consideram a base de qualquer vida financeira. Afinal, ter uma estratégia de investimento eficaz a curto e longo prazo é a chave do sucesso.

Foi pensando nessas regras de bolso comuns que o site Business Insider resolveu listar cinco medidas que qualquer investidor, do iniciante ao profissional, devem seguir para ter sucesso nos investimentos.

1. Tenha mais de uma conta de aposentadoria

Diversificar sempre foi a palavra de ordem para qualquer investidor. E essa regra também vale quando o assunto é aposentadoria. Manter todos os seus investimentos em aposentadoria em um só lugar podem diminuir sua liquidez e no fim do dia você acaba perdendo rendimentos.

Seja aplicando em títulos de longo prazo ou fechando com um plano de previdência privada, a dica é sempre manter essa grana em mais de um lugar. Isso vai trazer mais estabilidade e maior rentabilidade na hora de pendurar as chuteiras.

Quer saber mais sobre investimentos para aposentadoria? Então confira algumas dicas da Julia Wiltgen:

2. Crie um fundo de emergência

Essa é a regra zero para qualquer investidor. O básico 1. Os mais velhos costumam dizer que 'você nunca sabe o dia de amanhã' e essa é uma grande verdade.

Não importa que tipo de investidor você é ou como está composta a sua carteira de aplicações. Você deve fazer e manter uma reserva de emergência.

Se você é iniciante, separe os primeiros meses da sua jornada no mercado para compor sua reserva antes de começar a investir efetivamente. Isso vai trazer mais estabilidade na hora de partir para grandes aventuras.

Já se você é um investidor profissional e ainda não tem um fundo de emergência, não perca mais tempo e faça um já. Você não vai querer se endividar desnecessariamente para pagar uma despesa inesperada, por exemplo.

Quer saber mais sobre isso? Então confira essas sugestões:

3. Deixe seu lado emocional fora do mercado

Você não pode ser emocional com o mercado. Ponto. A frase publicada pela Business Insider mostra muito sobre como realmente funciona o jogo dos investimentos. Ações podem subir, podem cair, podem despencar e também podem disparar. Se você quer tomar mais risco, provavelmente terá que saber lidar com as flutuações do mercado. E acredite, elas não serão poucas.

Sua maior aliada nesse processo de tranquilidade é a estratégia. Confie nela e não se perca no meio do caminho. Isso significa que você não deve vender uma ação imediatamente depois que ela disparar, por exemplo.

Consultores ouvidos pela Business Insider afirmam que uma das razões para os investidores perderem dinheiro é que eles "compram alto e vendem baixo". Segundo eles, o custo de oportunidade de tentar cronometrar o mercado supera em muito o custo de permanecer investindo durante um período de baixa.

4. Você não precisa de muito dinheiro para começar a investir. Basta começar a investir

O primeiro pulo na piscina é sempre o mais gelado e todo mundo sabe disso. Mas isso não é desculpa para deixar de pular, seja por medo de água fria ou por não estar com a sua boia de segurança.

Se você tiver um pouco de dinheiro extra guardado, isso já é o suficiente para começar a investir desde já. Seja no Tesouro Direto ou em um fundo bom e barato, o primeiro salto pode ser a chave que fará você desbravar grandes caminhos. Mas antes de mais nada, não se esqueça de fazer uma jornada de autoconhecimento e entender seu perfil de aplicação: conservador ou arrojado. Isso é essencial para que você conquiste os melhores resultados.

5. Diversifique seu portfólio

Diversidade, diversidade, diversidade. A palavra é bonita, mas ao mesmo tempo vem carregada de desafios. De todas as regras do mercado, diversificar aplicações é de longe a mais importante.

Além de ter diferentes tipos de contas de aposentadoria, é importante diversificar seus outros investimentos. Isso vai te ajudar a não perder dinheiro nos momentos mais tensos do mercado. Isso porque, em geral, quando um ativo se desvaloriza, outro costuma ganhar terreno quando o assunto é rentabilidade. E aqui cabe algumas dicas de segurança, como manter ações de exportadoras na carteira e ter alguma porcentagem de investimentos atrelados ao câmbio.

Confira algumas dicas sobre segurança:

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

termômetro online

Covas cresce em buscas no Google, mas Boulos lidera ranking

Candidato do PSOL foi o mais buscado nacionalmente entre os 34 candidatos de capitais brasileiras concorrendo neste domingo

Eleições 2020

Veja o resultado das eleições no 2º turno nas capitais

Bruno Covas (PSDB) foi reeleito em São Paulo e Eduardo Paes (DEM) derrotou o atual prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) no Rio. O PT não conquistou nenhuma capital

Entrevista

‘Apressar a austeridade não é modo de assegurar crescimento’, diz diretor da OCDE

Aumento de gastos públicos na quarentena e de impostos sobre os mais ricos no pós-pandemia é a recomendação da OCDE para os países

Preocupação social

Crise de 2008 mudou postura na área fiscal do FMI e da OCDE

Nos dois órgãos internacionais, recomendação de austeridade foi substituída por preocupação com possíveis impactos sociais

Sucesso

Vendas on-line na Black Friday batem recorde e somam R$ 4 bilhões

Faturamento do e-commerce teve alta de 25,1% ante a Black Friday do ano passado; promoções estendidas ao longo do mês beneficiaram as vendas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies