Menu
2019-12-30T20:15:24-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
NOVO MERCADO

Acionistas do GPA, dona do Pão de Açúcar, aprovam migração para Novo Mercado e conversão de ações PN em ON

Ao converter para ações ordinárias, a empresa acaba com
a diferenciação entre os acionistas e permite que todos tenham direito ao voto

30 de dezembro de 2019
20:15
Sede do Grupo Pão de Açúcar
Imagem: Divulgação

O GPA, dona do Pão de Açúcar (PCAR4) aprovou hoje (30) em assembleia geral extraordinária (AGE) a migração para o Novo Mercado - segmento com maiores exigências em torno da governança corporativa e que permite que as companhias tenham apenas ações ordinárias e que garantem direito ao voto.

Por conta disso, a assembleia de acionistas também autorizou a conversão de ações preferenciais (PN) em ordinárias (ON) na proporção de uma ação ordinária para cada uma ação preferencial. Isso acaba com a diferenciação entre os acionistas, algo que ocorre entre as empresas que também têm papeis preferenciais (PN) e que não dão direito a voto em assembleia.

Outra exigência do Novo Mercado é o "tag along". Na prática, significa que, caso a empresa seja vendida, os minoritários devem receber pelas suas ações o mesmo valor pago ao acionista controlador.

Em fato relevante, o grupo informou que 99,94% dos detentores de ações ON e 53,72% dos titulares de ações PN votaram a favor da conversão.

Os detentores de ações preferenciais terão direito de recesso, e caso optem pelo reembolso, o valor a ser pago será de R$ 41,54 por ação. O prazo para essa opção é de 30 dias da publicação da ata da assembleia especial dos titulares de ações PN, que está prevista para a próxima sexta-feira (3).

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

As ações das novas petroleiras valem a pena?

Nos recentes movimentos de rotação de carteiras nos mercados, temos nos deparado com a dicotomia Velha Economia (empresas de segmentos tradicionais) e Nova Economia (empresas ligadas à tecnologia e novas formas de consumo). Dentro do que se convencionou chamar de Velha Economia, temos visto o destaque das empresas de commodities, justamente o forte do Brasil. […]

Problemas no paraíso

Cesp, Engie, AES Brasil e mais: seca reduz brilho de ações do setor de geração hídrica

Com menos água, as empresas geram menos em hidrelétricas, mas não ficam livres de cumprir os contratos de fornecimento de energia

Jabuti do bem?

MP da Eletrobras: contratação de térmicas a gás pode diminuir conta de luz, diz estudo da Abegás

A medida vem sendo criticada pela maioria das elétricas, que alegam que ela vai na contramão da modernização e competitividade do setor

Viagem bilionária

Bilhete dourado: comprador misterioso gasta R$ 1,4 bilhão para ir ao espaço com Jeff Bezos

O turista espacial superou cerca de sete mil ofertas em um leilão beneficente realizado para definir o tripulante da espaçonave New Shepard

Fechamento dos mercados

Vacinação no Brasil volta a fazer preço, e Ibovespa sobe 0,59%, deixando para trás cautela com ‘Super Quarta’; dólar recua mais de 1%

Mercado deve operar em compasso de espera até a próxima quarta-feira, quando os BCs do Brasil e dos Estados Unidos divulgarão as suas decisões de política monetária

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies