Menu
2019-12-18T19:07:06-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Mais uma para a lista

NotreDame Intermédica compra operadora de saúde Ecole por R$ 49 milhões

A empresa paulista Ecole hoje conta com cerca de 45 mil beneficiários. Por volta das 13h, os papéis ON da NotreDame subiam 1,7%, cotados a R$ 64,06

18 de dezembro de 2019
12:57 - atualizado às 19:07
plano de saúde notre dame intermédica
Imagem: Shutterstock

A operadora de saúde NotreDame Intermédica (GNDI3) divulgou nesta quarta-feira (18) a assinatura de um acordo de intenção de compra da Ecole Serviços Médicos, sua quinta aquisição no ano. A transação deve movimentar cerca de R$ 49 milhões e ainda está sujeita a ajustes.

Após a conclusão da operação, a NotreDame Intermédica passará a deter 100% das cotas da empresa paulista. Hoje, a Ecole é uma operadora de saúde com aproximadamente 45 mil beneficiários no estado de São Paulo. Em 2018, seu faturamento líquido foi de R$ 68 milhões, com sinistralidade caixa de 76,8%.

Após o anúncio da compra, as ações ordinárias (ON) da NotreDame Intermédica apresentaram um movimento de alta. Os papéis fecharam em alta de 3,70%, cotados a R$ 65,33.

O valor total do acordo ainda está sujeito a ajuste frente ao endividamento líquido da companhia. O pagamento do valor será realizado em partes. A primeira delas será quitada na data do fechamento. O saldo restante será destinado a contingências, para pagamento em seis anos, se apurado saldo em favor dos vendedores.

A cifra de R$ 49 milhões corresponde a 4,1x o Ebitda estimado para 2020, após feitas as sinergias dos negócios. A NotreDame Intermédica planeja associar os setores operacionais, administrativos e o operacional ambulatorial e hospitalar em São Paulo.

Segundo a companhia, a aquisição está diretamente ligada ao interesse em continuar expandindo a operação da NotreDame em São Paulo, além de reforçar seu "compromisso com a criação de valor para seus acionistas, clientes e sociedade".

Somando cada vez mais

A NotreDame Intermédica está se tornando figurinha carimbada quando o assunto é aquisições.

Recentemente, a companhia anunciou a compra do grupo Clinepam, dono de uma carteira de 333 mil clientes, um dos maiores grupos da área de saúde da região Sul do país. O negócio foi fechado por R$ 2,6 bilhões.

Na época do anúncio, a NotreDame Intermédica declarou que a aquisição iria fortalecer a rede própria da operadora e impulsionar a presença da marca nos Estados do Paraná e Santa Catarina.

Além da Clinipam, só em 2019 a companhia também adquiriu o hospital Amiu, no Rio de Janeiro, a operadora de planos odontológicos Belo Dente, de Minas Gerais e o Grupo Ghelfond, em São Paulo.

Para engordar o caixa e levantar recursos para novos investimentos, a operadora realizou recentemente uma oferta subsequente de ações. Na oferta, que levantou R$ 5 bilhões, os papéis da NotreDame Intermédica saíram por R$ 57.

Além de pagar a aquisição do grupo Cliniplam, o recurso extra também será utilizado para liquidar debêntures.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Sem concentração?

Vivo, TIM e Claro defendem compra da Oi

As empresas encaminharam ao Cade respostas às críticas que sofrem de outros agentes do setor de telecomunicações causadas pela transação entre elas

Fenômeno da internet

O ataque dos memes: Conheça 5 ações de empresas “quebradas” que mexem com Wall Street

O caso mais famoso foi o da GameStop, mas outras empresas que não contam com fundamentos sólidos vêm passando por movimentos de valorização estimulados por fóruns de internet

seu dinheiro na sua noite

No mundo corporativo, quem não diversifica, se trumbica

De uns tempos para cá, uma antiga fala de Warren Buffett tem pipocado nas minhas redes. Nela, o megainvestidor diz que “diversificação não faz sentido para quem sabe o que está fazendo” — e ele, naturalmente, se coloca como um sábio. Longe de mim querer contrariar o oráculo do mercado financeiro, mas é preciso tomar […]

nos ares

Boeing realiza 1º voo do maior avião da família 737 MAX e inicia fase de testes

Empresa vem trabalhando para superar acidentes aéreos envolvendo a família de aviões 737 MAX. No Brasil, a Gol tem um pedido firme do 737-10

pix questionado

Procon-SP notifica bancos por brechas exploradas por ladrões de celulares

São requisitados esclarecimentos sobre dispositivos de segurança, bloqueio, exclusão de dados de forma remota e rastreamento de operações financeiras disponibilizados aos clientes vítimas de furto ou roubo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies