Menu
2019-12-18T19:07:06-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Mais uma para a lista

NotreDame Intermédica compra operadora de saúde Ecole por R$ 49 milhões

A empresa paulista Ecole hoje conta com cerca de 45 mil beneficiários. Por volta das 13h, os papéis ON da NotreDame subiam 1,7%, cotados a R$ 64,06

18 de dezembro de 2019
12:57 - atualizado às 19:07
plano de saúde notre dame intermédica
Imagem: Shutterstock

A operadora de saúde NotreDame Intermédica (GNDI3) divulgou nesta quarta-feira (18) a assinatura de um acordo de intenção de compra da Ecole Serviços Médicos, sua quinta aquisição no ano. A transação deve movimentar cerca de R$ 49 milhões e ainda está sujeita a ajustes.

Após a conclusão da operação, a NotreDame Intermédica passará a deter 100% das cotas da empresa paulista. Hoje, a Ecole é uma operadora de saúde com aproximadamente 45 mil beneficiários no estado de São Paulo. Em 2018, seu faturamento líquido foi de R$ 68 milhões, com sinistralidade caixa de 76,8%.

Após o anúncio da compra, as ações ordinárias (ON) da NotreDame Intermédica apresentaram um movimento de alta. Os papéis fecharam em alta de 3,70%, cotados a R$ 65,33.

O valor total do acordo ainda está sujeito a ajuste frente ao endividamento líquido da companhia. O pagamento do valor será realizado em partes. A primeira delas será quitada na data do fechamento. O saldo restante será destinado a contingências, para pagamento em seis anos, se apurado saldo em favor dos vendedores.

A cifra de R$ 49 milhões corresponde a 4,1x o Ebitda estimado para 2020, após feitas as sinergias dos negócios. A NotreDame Intermédica planeja associar os setores operacionais, administrativos e o operacional ambulatorial e hospitalar em São Paulo.

Segundo a companhia, a aquisição está diretamente ligada ao interesse em continuar expandindo a operação da NotreDame em São Paulo, além de reforçar seu "compromisso com a criação de valor para seus acionistas, clientes e sociedade".

Somando cada vez mais

A NotreDame Intermédica está se tornando figurinha carimbada quando o assunto é aquisições.

Recentemente, a companhia anunciou a compra do grupo Clinepam, dono de uma carteira de 333 mil clientes, um dos maiores grupos da área de saúde da região Sul do país. O negócio foi fechado por R$ 2,6 bilhões.

Na época do anúncio, a NotreDame Intermédica declarou que a aquisição iria fortalecer a rede própria da operadora e impulsionar a presença da marca nos Estados do Paraná e Santa Catarina.

Além da Clinipam, só em 2019 a companhia também adquiriu o hospital Amiu, no Rio de Janeiro, a operadora de planos odontológicos Belo Dente, de Minas Gerais e o Grupo Ghelfond, em São Paulo.

Para engordar o caixa e levantar recursos para novos investimentos, a operadora realizou recentemente uma oferta subsequente de ações. Na oferta, que levantou R$ 5 bilhões, os papéis da NotreDame Intermédica saíram por R$ 57.

Além de pagar a aquisição do grupo Cliniplam, o recurso extra também será utilizado para liquidar debêntures.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

balanços 3º tri

Hypera Pharma atinge maior receita da história e lucro cresce 29,4% no terceiro trimestre

A Hypera Pharma (HYPE3) anunciou nesta sexta-feira (23) que alcançou a sua maior receita líquida desde que passou a concentrar as suas operações exclusivamente no mercado farmacêutico no terceiro trimestre. De julho a setembro, a companhia registrou uma receita líquida de R$ 1,0885 bilhão, crescimento de 7,9% em comparação com o mesmo período do ano […]

Mudanças no time

BB Seguridade anuncia Marcio Hamilton Ferreira como novo diretor-presidente

Ferreira é graduado em Administração de empresas e desde janeiro ocupava o cargo de Diretor-Presidente da Brasilprev, empresa investida da BB Seguridade.

Multa de US$ 40 milhões

Justiça dos EUA aprova acordo para encerramento de ação coletiva, diz BRF

A empresa pagou a quantia de US$ 40 milhões para encerrar todas as demandas pendentes e que possam vir a ser propostas por pessoas ou entidades

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Um grande passo para a Arezzo

A Arezzo, rede de lojas de calçados femininos presente em boa parte dos shoppings brasileiros, abriu o capital na bolsa em 2011. Se você buscar no Google, provavelmente vai encontrar a matéria que eu escrevi na época sobre o IPO da empresa. Eu inclusive estive na sede da antiga BM&FBovespa (atual B3) na manhã do […]

fechando a conta no azul

Perdeu, mas ganhou: Ibovespa tem correção e cai, mas termina semana em alta; juros disparam com inflação

Índice não conseguiu manter toada positiva vista em outros dias e recuou com quedas de bancos e Petrobras; dólar sobe com inflação maior à vista

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies