Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-03T16:04:18-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Investimentos

Que tipo de fundo de investimento se sai melhor ao longo do tempo?

Economatica fez um levantamento do desempenho de fundos de renda fixa, multimercados e ações em comparação com seus benchmarks em janelas de um até 10 anos

3 de julho de 2019
16:04
Imagem mostra pontos que formam saco de dinheiro
Imagem: Shutterstock

A consultoria Economatica levantou a mediana do prêmio de todos os fundos de renda fixa, multimercados e de ações e comparou com os referenciais (benchmarks) de cada segmento em diferentes horizontes de tempo. Resultado, bater o tal do CDI é um desafio, mas a avaliação geral é que esse quadro já começa a mudar com o recente movimento de queda de juros.

No geral, a Economatica nos mostra que as categorias renda fixa e multimercado são melhores no curto prazo e que os fundos de ação se saem melhor no longo prazo. A mediana aqui nos mostra que 50% dos fundos da amostra são menores ou iguais à mediana e outros 50% são maiores ou iguais. Outros tipos de comparação são possíveis.

Vale o alerta de que temos aqui as medianas nos diferentes grupos e que a escolha de um fundo em particular deve levar em conta o perfil do investidor, bem como um conhecimento prévio das estratégias, gestores e consistência de resultados.

Renda fixa

A mediana do prêmio com relação ao CDI foi calculada para todos os fundos de todas as classificações de renda fixa da Anbima tomando como data base o dia 28 de junho de 2019 e em períodos de um até 10 anos.

Conforme o gráfico abaixo nos mostra, a mediana do prêmio dos fundos de renda fixa em um ano até o dia 28 de junho é de 100,05%, sendo que o CDI valorizou no período 6,3%.

Somente nas aplicações de 1, 2, 3 e 4 anos a mediana dos fundos de renda fixa supera o CDI. Já nos períodos de cinco a 10 anos a mediana fica abaixo de 100% de CDI.

fundos renda fixa

Multimercados

A mediana do prêmio dos fundos multimercado conforme classificação Anbima em 12 meses é de 147,95% do CDI. E em todos os períodos estudados a categoria bateu o referencial. Foram excluídos os “Long and Short”. Nos 10 anos até 28 de junho de 2019 a mediana dos multimercados é de 111,6%, sendo que no período o CDI valorizou 158,2%.

fundos multimecado x cdi

Ações

Aqui, a Economatica também considerou a classificação da Anbima para levantar todos os fundos de ações. Ficam de fora os fundos mono ação e aqueles atrelados ao FGTS.

Nos últimos 12 meses até 28 de junho, o segmento perde para o Ibovespa, seu referencial, em 0,47 ponto percentual. Nesse mesmo período o Ibovespa teve alta de 38,8%.

Alongando o horizonte para 10 anos, temos que a mediana dos fundos de ações superou o Ibovespa em 52,73 pontos percentuais, sendo que o principal índice de ações teve valorização de 96,2%. Ainda assim, ficou devendo para o tradicional CDI, com valorização de 158,2%.

Fundos de ações x CDI

 

Nas dez observações, a mediana dos fundos de ações fica abaixo do Ibovespa somente em quatro oportunidades 1,2,3 e 6 anos, porém a valorização do Ibovespa nesses períodos é de 38,8% em um ano, 60,5% em dois anos, 96% em 3 anos e 112,8% em seis anos. O que garante ao investidor uma rentabilidade bem superior ao do CDI.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

oportunidade?

No pós-Raízen, ação da Cosan (CSAN3) é ponte para investimentos pouco acessíveis, diz BTG; veja preço-alvo

Para analistas do banco, mercado ignora capacidade da empresa de buscar oportunidades que muitas vezes não estão disponíveis para investidores comuns

fique de olho

Vale (VALE3) paga R$ 40,2 bilhões em dividendos; veja condições

Pagamento da remuneração ocorre em 30 de setembro; cifra diz respeito ao primeiro semestre de 2021 e equivale a R$ 8,10 por ação

Novos nichos

TC (TRAD3) desembolsa R$ 6,5 milhões pela RIWeb e fecha segunda aquisição em uma semana

A escolhida da vez é uma plataforma de comunicação com foco em relação com os investidores e surgida a partir da cisão parcial do Grupo Comunique-se

atenção, acionista

Renner e Telefônica Brasil anunciam juros sobre capital próprio; veja valores

Empresas pagam R$ 114,4 milhões e R$ 600 milhões, respectivamente; valores correspondem ao exercício social de 2021

Mesmo com Selic em alta

Mesmo com Selic em alta, Caixa reduz juros do crédito imobiliário atrelado à poupança

Banco agora tem as melhores condições do mercado para esta modalidade de financiamento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies