Menu
2019-10-08T14:22:37-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
ford rebaixada

Uma das empresas mais tradicionais do mundo, Ford perde selo de investimento da Moody’s

Para a agência de classificação de riscos, companhia sente o peso de mudanças do mercado, com o surgimento de carros elétricos e autônomos; classificação agora é Ba1

10 de setembro de 2019
12:07 - atualizado às 14:22
Ford
Imagem: Shutterstock

Uma das empresas mais tradicionais do mercado em todo o mundo, a Ford teve sua nota de crédito rebaixada pela Moody's — de Baa3 para Ba1. Ao descer um grau na escala da agência, a empresa perdeu o grau de investimento.

A Ford é criticada em relatório de analistas por conta de um plano de reestruturação de negócios, que custará cerca de US$ 11 bilhões a empresa. Segundo a Moody's, a companhia está numa posição fraca para cumprir as metas desenhadas até agora.

Para a agência de classificação de risco, companhia sente o peso de mudanças do mercado, com o surgimento de carros elétricos e autônomos. Além da popularização dos serviços de compartilhamento de viagens.

A agência diz acreditar que a empresa, no próximo ano e em 2021, terá resultados financeiros fracos e que a companhia deve operar com um fluxo de caixa negativo.

"O fluxo de caixa e as margens de lucro estão abaixo de nossas expectativas e abaixo do desempenho de fabricantes com a mesma classificação de investimento da Ford", disse a agência em relatório divulgado nesta segunda-feira, 9.

Por volta das 11h40 desta terça-feira, as ações da companhia sofriam queda de 4% na bolsa de valores de Nova York, sendo negociadas a US$ 9,16. Veja nossa cobertura de mercados.

Em baixa

os números decepcionantes da Ford não são exatamente uma novidade. A empresa encerrou o segundo trimestre deste ano com lucro líquido de US$ 148 milhões — uma queda de 86% na comparação com os ganhos do mesmo período de 2018.

O lucro por ação (EPS) foi de US$ 0,04 — abaixo dos US$ 0,27 vistos há um ano. O resultado foi menor do que o esperado pelos analistas, que projetavam um lucro por ação de US$ 0,17.

O Financial Times diz que a Ford tem cerca de US$ 100 bilhões em dívida em títulos e empréstimos.

A companhia se mexe: conforme lembra o Business Insider, a Ford anunciou este ano o corte de sete mil postos de trabalho — o que deve trazer uma economia de US$ 790 milhões por ano.

 

 

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

fique de olho

Itaú anuncia pagamento de juros sobre capital próprio

Serão R$ 0,05648 por ação, com retenção de 15% de imposto de renda na fonte; pagamento é uma antecipação aos aos dividendos e JPC do resultado de 2021

mudanças na estatal

Conselheiro recém-eleito da Petrobras renuncia

Marcelo Gasparino da Silva foi eleito no último dia 12; executivo indica medida como “irrevogável”

seu dinheiro na sua noite

B3 Fashion Week

A semana de moda da bolsa brasileira está pegando fogo! Flashes por todos os lados, comentários entusiasmados, queixos caídos a cada novo desfile. As grandes marcas não pouparam esforços para a coleção outono/inverno — e, como era de se esperar, um intenso burburinho toma conta dos bastidores. Essa sexta-feira foi particularmente animada, com a Renner […]

Moradia classe A

Pandemia, juros baixos e dólar caro: combo impulsiona o mercado de imóveis de luxo

Uma combinação que prejudicou boa parte das empresas brasileiras acabou beneficiando o segmento imobiliário de alto padrão

fechamento da semana

Brasília impede Ibovespa de decolar, mas saldo da semana ainda é positivo; dólar vai a R$ 5,58

No Brasil, o que garantiu um bom desempenho do Ibovespa foi a alta das commodities e a recuperação econômica de Estados Unidos e China.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies