A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-10-21T16:18:48-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
O poder das redes

Facebook, de Mark Zuckerberg, pega Rússia e Irã tentando intervir nas eleições dos EUA em 2020

Notícia vem em meio a uma ofensiva que a gigante das redes sociais tem feito para combater ataques nas eleições mundo afora

21 de outubro de 2019
16:18
Presidente dos EUA, Donald Trump; Facebook; Mark Zuckerberg
Imagem: Shutterstock

Em meio às tentativas de combater interferências virtuais nas eleições norte-americanas de 2020, o Facebook acabou encontrando dois importantes focos de ilegalidades em sua plataforma. Em entrevista à NBC News, o CEO Mark Zuckerberg disse que a empresa frustrou recentemente novas ações da Rússia e do Irã, lugares que ele considera a base para futuras manipulações.

A notícia vem à tona no momento em que a gigante das redes sociais se prepara para combater ataques nas eleições mundo afora. Entre as ações está uma maior transparência às origens das páginas do Facebook, além de aprimorar a verificação de fatos e notícias classificadas como falsas. Atualmente, o Facebook conta com mais de 35.000 pessoas trabalhando em questões de segurança.

Segundo Zuckerberg, o trabalho tem se intensificado e se tornado cada vez mais difícil. "Continuamos vendo suas táticas evoluindo (...) encontramos um conjunto de campanhas. Elas são altamente sofisticadas. Elas sinalizam que esses estados-nações pretendem ser ativos nas próximas eleições", disse o CEO da rede social na entrevista à NBC.

Brasil na rota de ação

Zuckerberg também afirmou que a China tentou interferir em vários processos eleitorais pelo mundo. Todos eles, no entanto, foram identificados e barrados.

Apesar do desafio, Zuckerberg fez campanha a favor se sua empresa e se disse otimista com os resultados entregues pelo setor de inteligência nas recentes eleições - incluindo a brasileira, que conduziu Jair Bolsonaro ao Palácio do Planalto.

"Parte do motivo de eu estar confiante em 2020 é que temos desempenhado um papel na defesa contra interferências em todas as principais eleições do mundo desde 2016, na França, na Alemanha, na UE em geral, na Índia, no México , no Brasil."

Dentro do debate

Desde que o Facebook se viu no centro de um escândalo de vazamento de dados, Zuckerberg tem sofrido duras críticas quanto à segurança da rede social. E essa tensão deve chegar, inclusive, aos debates eleitorais nos Estados Unidos.

A pré-candidata democrata Elizabeth Warren, por exemplo, já chegou a defender o fim do Facebook. Na ala republicana, o senador Josh Hawley, do Missouri, fez críticas à plataforma alegando ser inclinada contra os conservadores.

Foco no futuro

Mesmo com todas as operações de combate à campanhas ilegais, o Facebook entrou em estágio de alerta para o processo que vai decidir o futuro líder da Casa Branca.

Sobre o caso da Rússia e o Irã, a empresa removeu quatro redes de contas, páginas e grupos no Facebook e Instagram que haviam se envolvido em "comportamento inautêntico coordenado". Três dessas redes tiveram origem no Irã e uma na Rússia.

*Com informações da NBC News.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

AUTOMÓVEIS

Tá difícil comprar carro? 10 dicas que podem ajudar a ter um zero-km (ou quase isso) na garagem

13 de agosto de 2022 - 9:55

Cenário macroeconômico não ajuda, mas há formas de aproveitar o momento e garantir um carro mais novo ou até mesmo zero

TEMPORADA DE BALANÇOS

Lucro líquido da Eletrobras (ELET3) chega a R$ 1,4 bilhão no segundo trimestre, queda de 45%

13 de agosto de 2022 - 9:00

Segundo o balanço da Eletrobras (ELET3), resultado foi impactado negativamente pela provisão para perdas em investimentos no total de R$ 890 milhões

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: ata do Fed, dados de varejo nos EUA e inflação na zona do euro são os destaques da semana

13 de agosto de 2022 - 8:11

A ata da última reunião do Fed é o principal dado da agenda econômica; a inflação ao consumidor (CPI) na Europa também é destaque

PAPO CRIPTO #025

Vai, Brasil! Mercado brasileiro de criptomoedas é o 11º maior do mundo — e diretor de associação aposta em tokenização; entenda

13 de agosto de 2022 - 7:30

Bernardo Srur, diretor da ABCripto, associação criada para fomentar os negócios em criptoeconomia no Brasil, é o convidado do Papo Cripto desta semana

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) sobe, mas perde o protagonismo para o ethereum (ETH); entenda

12 de agosto de 2022 - 20:29

Além de aproveitar a inflação dos EUA mais branda, o que ajudou as criptomoedas em geral, o ETH se beneficiou dos progressos na direção do The Merge

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies