Menu
2019-06-12T20:05:46-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Xi...

Situação delicada… E-mails sugerem que CEO do Facebook sabia dos problemas de privacidade da rede

Apesar de os documentos não mostrarem com clareza que ele violou a política de privacidade dos usuários, o simples fato de que ele estava a par dos problemas pode ter um efeito negativo sobre a gestão da companhia

12 de junho de 2019
20:05
mark-zuckerberg
Mark Zuckerberg - Imagem: Shutterstock

Depois da última assembleia de acionistas em que um número maior de minoritários pediu a saída de Mark Zuckerberg da presidência do conselho do Facebook, a situação dele pode piorar ainda mais agora. Segundo reportagem do jornal The Wall Street Journal publicada hoje (12), e-mails internos apresentados para reguladores do governo sugerem que CEO da companhia havia questionado algumas das políticas de privacidade da companhia.

Apesar de os documentos não mostrarem com clareza que ele violou a política de privacidade dos usuários, o simples fato de que ele estava a par dos problemas pode ter um efeito negativo sobre a gestão da companhia, que já vem sendo colocada à prova pelos acionistas.

Entenda o caso

Os e-mails foram apresentados à Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC, na sigla em inglês), como prova para a investigação que está sendo feita pela agência.

Na denúncia, a companhia é acusada de violar um acordo feito com a FTC em que a empresa se comprometeu a cuidar da privacidade dos dados de seus usuários. O termo foi fechado em 2012.

As alegações de uso indevido de dados de usuários do Facebook foram feitas após o escândalo da Cambridge Analytica ser revelado. A consultoria é acusada de ter sido contratada pela campanha do atual presidente Donald Trump em 2016.

Na época, 87 milhões de usuários tiveram as informações acessadas pela Cambridge Analytica.

E se tais documentos forem incluídos no processo, ainda em andamento, o Facebook pode enfrentar multas e punições maiores do que o previsto. De acordo com os resultados financeiros deste ano, a empresa estimou que terá de pagar entre US$ 3 bilhões e US$ 5 bilhões à autoridade regulatória americana.

Reação do mercado

Com a divulgação da notícia, as ações do Facebook (FB) terminaram o pregão de hoje (12), com queda de 1,72%, cotadas em US$ 175,04. No mês, os papéis tiveram desvalorização de 7,06%.

Já no acumulado do ano, as ações apresentam alta de 33,53%.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Negócio fechado

Petrobras assina venda de sua fatia de 50% no campo terrestre de Rabo Branco

O campo teve produção média em 2020 de 131 barris de petróleo por dia (bpd).

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O Fundo Verde e a tragédia grega do Brasil

Ao despertar a fúria de Zeus por ter entregue o fogo do Olimpo aos mortais, Prometeu foi acorrentado e punido: durante o dia, uma águia devorava seu fígado; durante a noite, o órgão se regenerava — um ciclo de tormento eterno. Tragédias gregas, infelizmente, costumam ser úteis ao falarmos sobre o Brasil. Reformas econômicas demandam […]

FECHAMENTO

Commodities amenizam a queda da bolsa, mas exterior negativo e nova crise em Brasília falam mais alto

As commodities mais uma vez tentaram salvar a bolsa brasileira de um dia no vermelho, mas o exterior negativo e a cautela em Brasília falaram mais alto

Presidente otimista

EUA devem ter retomada econômica mais rápida em quase 40 anos, diz Biden

Segundo o democrata, o foco de seu governo se manterá em criar empregos e combater a pandemia de covid-19

Gestão na crise

Brasil vive uma espécie trágica de dia da marmota, diz Verde Asset

Navegar os mercados locais vem sendo uma odisseia extremamente complexa e nada indica que vai melhorar, diz a gestora de Luis Stuhlberger

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies