Menu
2019-04-05T10:40:36-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Oito europeus no TOP 10

Com Suíça no topo, Europa domina ranking dos países com maior potencial de talentos empreendedores

Estudo divulgado pela Insead mostra que as classificações mais altas estão associadas a níveis de renda mais elevados nas nações; Brasil ocupa a 72ª posição

21 de janeiro de 2019
16:08 - atualizado às 10:40
europa-bandeiras
Europa se firma como potência mundial de talentos - Imagem: Shutterstock

Mesmo sendo considerada por muitos o símbolo do "velho mundo", a Europa segue como principal polo mundial de talentos empreendedores. O Índice Global de Competitividade por Talentos de 2019, divulgado pela Insead, revelou que apenas dois países não-europeus estão entre as dez nações mais bem classificados no ranking. Na liderança da lista está a Suíça, seguida por Cingapura e Estados Unidos.

O estudo mostra que as melhores classificações estão associadas a níveis de renda mais elevados nas nações. No geral, economias mais ricas têm estabilidade para investir em ensino permanente, reforçando qualificações, atraindo e retendo talentos globais.

De acordo com o relatório, o que sustenta o título de potência de talentos da Europa são grandes universidades e um setor educacional forte. Questões sobre o tema talentos se tornaram uma preocupação generalizada para empresas, nações e cidades, onde o desempenho dessas pessoas é visto como um fator fundamental para o crescimento e a prosperidade.

Na contramão desse fluxo, o documento aponta que países da Ásia, América Latina e África observaram uma erosão progressiva de suas bases de talentos, fator que justifica um desempenho ruim no ranking global. O Brasil, por exemplo, aparece apenas na 72ª posição, com 37,57 pontos, apesar de ser um dos destaques regionais em talentos.

Foco nos empreendedores

O relatório da Insead de 2019 passou a avaliar de modo especial o desenvolvimento do chamados "talentos empreendedores". Na avaliação foram consideradas variáveis como o encorajamento, o cultivo e o desenvolvimento dos talentos no mundo e como isso afeta a competitividade relativa de economias diferentes.

Os resultados também apontaram que novos métodos estão surgindo para estimular talentos empreendedores e intraempreendedores, bem como empregados preparados para o futuro.

Ranking por cidade

Outro ponto que chama a atenção no relatório é o fato de as cidades, mais do que os países, exercerem papéis mais fortes como centros de talentos. Os dados mostram que a importância crescente dos municípios se deve à alta capacidade de mutação e flexibilidade em sua legislação, com políticas econômicas em menor escala que podem ser implementadas e alteradas de forma mais ágil.

Nesse sentido, a Insead também elaborou um ranking das cidades mais atraentes para talentos empreendedores. O topo do ranking em 2019 ficou com Washington, seguida por Copenhague, Oslo, Viena e Zurique. O relatório mostra que a posição da capital estadunidense é reflexo do seu forte desempenho em quatro dos cinco pilares medidos na pesquisa: "ser global", "atrair", "crescer" e "capacitar".

Entre as cidades brasileiras, São Paulo é a mas bem posicionada no ranking. A capital paulista aparece na 88ª posição, com 30,9 pontos.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Entrevista

‘Desemprego alto e déficit público nos deixam cautelosos’, diz presidente da Whirlpool

CEO da fabricante das marcas Consul e Brastemp diz estar cauteloso para investir em produção e em relação à sustentabilidade da demanda, por conta de desemprego e da situação fiscal

Mercadores da noite

Bolsa, dólar e juros subindo: qual dos três está mentindo?

Quando a Bolsa, o dólar e as taxas de juros estão subindo ao mesmo tempo, um dos três está mentindo – qual deles será e o que fazer?

Infraestrutura

Novo marco legal para ferrovias vai a votação no Senado na próxima semana

Legislação promete organizar regras do setor e permitir novos formatos para a atração de investimentos privados

Telecomunicações

Operadoras cobram transparência do governo na definição da tecnologia 5G

Teles se dizem preocupadas com as “incertezas” relativas ao processo, depois de governo sinalizar banimento da chinesa Huawei

Recorde

Estrangeiros põem R$ 30 bilhões na bolsa brasileira em novembro

Trata-se de recorde de entrada de recursos estrangeiros em um mês, impulsionado pela migração de recursos para bolsas emergentes; movimento por aqui, porém, pode ser passageiro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies