🔴 EVENTO GRATUITO: COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE

Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Deixou de ser o mundo ideal

Mickey de malas prontas? Aprovação de lei antiaborto pode tirar produções da Disney (e de outras gigantes) da Geórgia

Para o CEO da Disney, Bob Iger, continuar no Estado da Geórgia será impraticável se a lei antiaborto entrar em vigor pois funcionários não querem permanecer trabalhando no local

Jasmine Olga
Jasmine Olga
30 de maio de 2019
12:59 - atualizado às 13:09
Mickey, Disney
Imagem: Shutterstock

As coisas podem ficar complicadas para o Estado americano da Georgia se os políticos locais decidirem seguir com a lei antiaborto assinada no início do mês. Após a Netflix anunciar que pode deixar o Estado, agora foi a vez do CEO da Disney, Bob Iger, dizer que seria muito difícil continuar utilizando o local para a produção dos seus filmes.

A lei, que deve entrar em vigor em janeiro, foi assinada no último dia 7por Brian Kemp, governador da Geórgia.  E, se passar por todas as fases legais, restringirá o acesso de mulheres ao aborto. O procedimento não será mais possível após a detecção de batidas cardíacas no feto, o que normalmente ocorre na 6ª semana de gestação, tempo inferior ao que muitas mulheres levam para descobrir a gravidez.

Para Iger, continuar no Estado após a aprovação da lei "seria impraticável". Em entrevista à Reuters, o CEO da Disney comentou que muitas das pessoas que hoje trabalham na produção dos filmes não querem continuar no Estado e já avisou: a companhia está estudando o assunto cuidadosamente.

Você pode não até não saber, mas são nos estúdios da Geórgia que a maior parte da magia hollywoodiana acontece.  Foi no Estado que a Disney filmou alguns dos seus mais recentes sucessos, como Pantera Negra e Vingadores: Ultimato.

A escolha de diversas produtoras pelo Estado não é só coincidência. A Geórgia oferece grandes desonerações tributárias aos estúdios, se tornando um dos oásis do entretenimento americano. E se só as declarações do Mickey já deveriam acender o sinal de alerta, a situação fica ainda pior para a indústria local. Outros atores e produtores já haviam indicado que deixariam o local se a lei realmente entrar em vigor.

A Netflix foi uma das gigantes que não se manteve calada e foi uma das primeiras a se pronunciar.  Na terça-feira (28), o serviço de streaming, que tem investido pesado no desenvolvimento de conteúdo original, disse que repensaria sua atuação na Geórgia após a decisão. Enquanto se junta à luta contra a lei na corte americana, a empresa segue com a sua produção normalmente e aguarda a manifestação do restante dos grandes estúdios.

A debandada dos estúdios pode causar muito estrago. Segundo a Motion Picture Association of America (MPAA), associação que representa os 5 principais estúdios cinematográficos de Hollywood,  455 produções foram filmadas no Estado em 2018 e mais de 92 mil empregos estão diretamente ligados ao entretenimento, movimentando uma indústria bilionária.

 

Compartilhe

FRUTOS DO MATRIMÔNIO

3R Petroleum (RRRP3) e Enauta (ENAT3): esse bancão diz o que esperar da fusão entre as petroleiras juniores da B3 — e qual ação comprar agora

22 de abril de 2024 - 18:44

Na projeção do banco, o casamento entre as junior oils pode ser concluído até o fim do 3T24 — e já conta o que os investidores devem esperar pela frente

TER OU NÃO TER

Lula liberou os dividendos extraordinários da Petrobras (PETR4) e pode vir mais por aí — chegou a hora de comprar as ações para aproveitar a oportunidade?

22 de abril de 2024 - 13:55

Cinco bancões revisitaram as indicações para os papéis da estatal depois do anúncio de sexta-feira (19); saiba o que fazer com os ativos agora

CARTEIRA NAS ALTURAS

Embraer (EMBR3) sobe na B3 após anunciar maior carteira de pedidos em 7 anos. É hora de comprar a ação? 

22 de abril de 2024 - 12:51

A carteira de pedidos da fabricante de aeronaves brasileira subiu US$ 2,4 bilhões no período, para US$ 21,1 bilhões no primeiro trimestre

MEGA SALDÃO?

O gerente da Tesla ficou louco? Montadora de Elon Musk corta preços dos carros elétricos contra concorrência da China

22 de abril de 2024 - 11:49

Em mais uma briga por preços, a fabricante automotiva cortou os valores dos veículos elétricos nos principais mercados, como China e EUA

TAXAÇÃO

Novo imposto vem aí? Governo avalia criar cota e sobretaxar em até 25% excesso de importação de aço, mas teme disparada da inflação

22 de abril de 2024 - 9:20

A expectativa é de que o tema seja analisado na próxima terça-feira (23) pela Câmara de Comércio Exterior (Camex)

MERCADO DE LUXO

Fundador da Armani dá pistas sobre sucessão e não descarta IPO da marca italiana no futuro 

21 de abril de 2024 - 16:58

Giorgio Armani tem um patrimônio de US$ 6,6 bilhões, de acordo com o Bloomberg Billionaires Index; o bilionário concedeu entrevista à Bloomberg

À ESPERA DA APROVAÇÃO

Fusão entre Petz (PETZ3) e Cobasi deve ser aprovada com ‘remédios’ pelo Cade

21 de abril de 2024 - 11:50

A combinação dos negócios, anunciada no último dia 19, deve passar pelo crivo do órgão regulador; prazo mínimo de aprovação é de oito meses

RESULTADO DO LEILÃO

Teste para a Sabesp? Em primeira privatização de Tarcísio, fundo arremata Emae por R$ 1 bilhão

19 de abril de 2024 - 19:51

Com ágio de 33,68%, o fundo arrematou a estatal e passará a gerir um ativo com 906 megawatts (MW) em geração hidrelétrica

RECUOU?

A explicação do ex-conselheiro da Vale (VALE3) após a acusação de interferência do governo na mineradora

19 de abril de 2024 - 19:41

O assunto voltou à tona na resposta a um ofício da CVM, que solicitou esclarecimentos sobre as recentes declarações de José Luciano Eduardo Penido

POR DENTRO DA OPERAÇÃO

Tchau, Vale (VALE3)? Por que a Cosan (CSAN3) vendeu 33,5 milhões de ações da mineradora

19 de abril de 2024 - 19:28

A Cosan também quitou R$ 2 bilhões do saldo remanescente do endividamento e liquidação dos derivativos atrelados às ações da Vale

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar