Menu
2019-01-02T16:53:17-02:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Palavra mágica

Ações da Eletrobras disparam com sinal de novo ministro sobre privatização

Os papéis disparam quase 20% na bolsa depois que o novo ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque, afirmar que dará prosseguimento ao processo de capitalização da estatal, o que deve significar o fim do controle do governo sobre a companhia

2 de janeiro de 2019
14:07 - atualizado às 16:53
Sede da Eletrobras no Rio de Janeiro
Sede da Eletrobras no Rio de Janeiro - Imagem: Divulgação

A simples indicação de que o governo do presidente Jair Bolsonaro pode retomar o plano de privatização da Eletrobras faz as ações da estatal dispararem hoje na B3.

Os papéis ampliaram a alta logo depois que o novo ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque, afirmar que dará prosseguimento ao processo de capitalização da holding de energia.

O mercado entendeu com a fala que o ministro pretende retomar o plano da gestão do ex-presidente Michel Temer de fazer uma oferta de ações da estatal. O ex-presidente chegou a apresentar um projeto de lei para permitir a operação, mas não conseguiu a aprovação no Congresso.

A União possui hoje 51% das ações com direito a voto da Eletrobras e, inicialmente, não venderia ações na oferta, cujos recursos seriam usados para reforçar o caixa da empresa. Mas como a participação seria diluída com a emissão de novas ações, na prática o governo abriria mão do controle da empresa.

Se a privatização for mesmo adiante, será uma mudança em relação ao que disse Bolsonaro durante a campanha eleitoral. Na ocasião, o então candidato disse ser contrário à venda da área de geração de energia elétrica, principal ativo da Eletrobras hoje.

Por volta das 16h50, as ações ON (com direito a voto) da estatal disparavam quase 20%, enquanto as preferenciais (PNB, sem direito a voto) subiam de 14%.

Os investidores também reagem à notícia de que o atual presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, permanecerá no comando da companhia. Ele disse que foi convidado pelo novo ministro para permanecer à frente da empresa e que decidiu ficar no cargo para tocar o processo de capitalização.

Rumo ao recorde?

A alta das ações da estatal ajuda o Ibovespa a começar o ano com forte ganho de 3,63%, aos 91.037 pontos. Se mantiver esse nível até o fechamento, o principal índice da bolsa marcará um novo recorde histórico.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

em meio à crise

Em reunião com empresários, Bolsonaro defende vacinação e diz não ter preocupação com CPI da Covid

Presidente e ministros participaram de uma videoconferência com o grupo que reúne os 50 maiores grupos privados do País

seu dinheiro na sua noite

Ação da Moura Dubeux caiu 50% desde o IPO. Ficou barata?

O ano de 2020 começou promissor para a economia brasileira e com boas perspectivas para a chegada de novas empresas à bolsa. A temporada de IPOs se iniciou nos primeiros dias de fevereiro, com a estreia da construtora Mitre, seguida da empresa de tecnologia Locaweb. Mais para meados do mês, vimos a abertura de capital […]

ampliação de sortimentos

Lojas Americanas compra Imaginarium e prevê aumentar marcas próprias

Companhia anunciou aquisição do Grupo Uni.co, mas não revelou valores; com negócio, Americanas avança sobre varejo especializado em franquias

FECHAMENTO

Mercado olha desconfiado para Orçamento e Ibovespa acompanha queda do exterior; dólar fica estável

Com a agenda de indicadores esvaziada e a véspera de feriado, os investidores acabaram optando pela cautela

Prioridade na Casa

Câmara aprova requerimento de urgência sobre projeto de privatização dos Correios

A medida permite que a proposta “fure” a fila de votação de projetos e pode agilizar o processo de desestatização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies