Menu
2019-08-19T13:04:20-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
no tribunal

CVM retoma nesta terça-feira, 25, julgamento de processos contra Eike Batista

O empresário já recebeu veredito de dois processos; no primeiro, foi condenado a pagar uma multa de R$ 536 milhões por insider trading; no segundo, foi absolvido

25 de junho de 2019
8:20 - atualizado às 13:04
Eike Batista
O processos estavam inicialmente na pauta do dia 27 de maio, mas o presidente da CVM, Marcelo Barbosa, pediu vistas.Imagem: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

O dia deve ser cheio para Eike Batista. O empresário e outros ex-executivos e membros do conselho de administração de antigas empresas do grupo EBX passarão por três julgamentos na Comissão de Valores Imobiliários (CVM) nesta terça-feira, 25, a partir das 15h.

O processos estavam inicialmente na pauta do dia 27 de maio, mas o presidente da CVM, Marcelo Barbosa, pediu vistas. Eike já havia recebido o veredito de dois processos julgados naquela mesma semana. No primeiro, foi condenado a pagar uma multa de R$ 536 milhões.

A condenação dizia respeito ao crime de “insider trading” em negociação de ações da petroleira OGX de posse de informação privilegiada. Além disso, Eike, que terá bens leiloados no próximo dia 4 por decisão da Justiça, foi proibido por sete anos de exercer cargos administrativos ou em conselhos de companhias abertas ou entidades que tenham registro na CVM.

No segundo processo que já deve decisão, a CVM absolveu o empresário, ex-diretores e ex-conselheiros da CCX Carvão da Colômbia, numa ação que dizia respeito a omissão da real situação financeira e patrimonial da empresa no primeiro trimestre de 2013.

Confira os processos que começam a ser julgados hoje, de acordo com a CVM:

  1. PAS CVM nº 19957.000592/2015-83 (RJ2014/6517): OGX Petróleo e Gás Participações S.A. 
    Instaurado para apurar eventual responsabilidade de diretores da OGX Petróleo e Gás Participações S.A. pelo descumprimento do inciso II, "b", da Instrução CVM 8, e do art. 153 da Lei 6.404/76, além do art. 14 da Instrução CVM 480.
  2. PAS CVM nº 19957.000591/2015-93 (RJ2014/12838): OGX Petróleo e Gás Participações S.A. 
    Instaurado para apurar eventual responsabilidade de ex-membros do conselho de administração da OGX Petróleo e Gás Participações S.A. por não terem tomado as providências necessárias para que as demonstrações financeiras evidenciassem informações relevantes para a compreensão da situação financeira e patrimonial da companhia.
  3. PAS CVM nº 19957.001153/2015-98 (RJ2015/1421): OSX Brasil S.A. – Em recuperação judicial 
    Instaurado para apurar eventual responsabilidade de ex-membros do conselho de administração da OSX Brasil S.A. – em recuperação judicial por não terem tomado as providências necessárias para que as demonstrações financeiras evidenciassem informações relevantes para a compreensão da situação financeira e patrimonial da companhia.
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Guerra das maquininhas

Cielo mostra evolução no trimestre, mas ainda está longe do fim do túnel

Empresa conseguiu melhorar o volume de transações realizadas nas maquininhas de cartão e ampliou base de clientes no terceiro trimestre, mas segue sob forte pressão da concorrência

FOI BOM

Gerdau registra maior Ebitda desde 2008 no 3º trimestre

Aumento das vendas no mercado interno e depreciação do real ante o dólar puxa desempenho da siderúrgica para cima

Mercados hoje

Dólar desacelera alta após BC e Ibovespa tomba 3% com cautela no exterior

Moeda americana chegou a se aproximar dos R$ 5,80, mas reduziu alta após BC vender US$ 1 bilhão. Avanço da covid-19 no exterior deixa nervos de investidores à flor da pele e traz aversão ao risco generalizada

Disputa parece longe do fim

Ser Educacional não desiste e recorre de decisão que invalida acordo com Laureate

A companhia afirma se manter certa de seus direitos e diz que tomará todas as medidas cabíves para manter o acordo inicial válido

ATENÇÃO, ACIONISTA

Petrobras altera política de remuneração para pagar dividendos mesmo em caso de prejuízo

Administração poderá propor o repasse de proventos, mesmo sem a apuração de lucro, caso se verificar redução da dívida líquida nos 12 meses anteriores

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies