Menu
2019-10-29T15:35:25-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
foi rolagem

Estrangeiro vende R$ 19 bilhões em dívida brasileira em setembro

Dados são do Tesouro Nacional, que explicou sazonalidade no período. Saldo estrangeiro no acumulado do ano ainda é positivo em R$ 37,46 bilhões

29 de outubro de 2019
15:08 - atualizado às 15:35
Dinheiro; notas e moedas de real
Imagem: Shutterstock

Os estrangeiros venderam pouco mais de R$ 19 bilhões em títulos da dívida pública brasileira em setembro, revertendo parcialmente um forte movimento de compra que foi visto ao longo do primeiro semestre do ano.

De acordo com relatório do Tesouro Nacional, entre agosto e setembro, o estoque caiu de R$ 475 bilhões para R$ 456 bilhões, maior venda mensal desde agosto de 2018. Em termos relativos, a fatia recuou de 12,14% para 11,42%. No acumulado do ano, no entanto, o saldo estrangeiro na dívida pública ainda é positivo em R$ 37,46 bilhões.

Sempre é válido lembrar que entre 2014 e 2015, a participação do gringo rondava os 20%, mas a perda do grau de investimento mudou o padrão de participação.

O coordenador-geral de Operações da Dívida Pública, Luís Felipe Vital, explicou que essa saída de estrangeiro pode ser creditada a um fator sazonal. Em primeiro de outubro ocorreu vencimento de título prefixado. Então, em setembro, os investidores vendem os ativos que detêm e compram os de prazo mais longo.

“Esse processo de rolagem responde por quase todo esse volume de R$ 19 bilhões de não residente. Então, no curtíssimo prazo tivemos esse fluxo negativo, mas olhando os dados de prefixados mais longos, tivemos entrada. Ainda vemos interesse dos investidores por títulos mais longos”, explicou Vital.

Ainda de acordo com Vital, a participação de estrangeiro tem sido mais volátil e não estamos vendo um fluxo consistente e positivo, algo que deve acontecer com o avanço das reformas.

Enquanto o gringo vendeu, os fundos de Previdência compram. Foram mais R$ 63 bilhões, que elevaram o estoque para cima do R$ 1 trilhão, ou 25,25% do total. Mesmo vendendo R$ 10 bilhões, os fundos de investimento continuam como os maiores financiadores do Tesouro, com 26,34% do estoque ou R$ 1,052 trilhão. Os bancos elevaram sua participação de 22,93% para 23,61%, ou R$ 942 bilhões. Em setembro, a dívida interna subiu 2%, para R$ 3,993 bilhões.

Juro negativo no mundo

Perguntado sobre a redução de juros globais e estoques de ativos com juros negativos, Vital disse que esse quadro acaba sendo positivo para o Tesouro brasileiro.

"O não residente tem que buscar retorno em algum mercado. Em algum momento, esses investidores começam a desejar o Brasil pelas taxas mais altas em comparação com o restante do mundo", explicou.

Título de 20 anos

Questionado sobre a emissão de título prefixado de 20 anos, Vital disse que esse é um desenvolvimento natural do mercado. “Dez anos acaba sendo pouco, os investidores demandam papéis mais longos. A discussão estará no Plano Anual de Financiamento de 2020”, disse.

Vital lembrou, ainda, que países com mercados domésticos menos desenvolvidos que o nosso têm papéis de prazos mais longos. Para ele é natural pensar em títulos de 20 anos ou 30 anos.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Carregando a montanha

O Tesouro destaca na sua apresentação que a queda nos juros no mercado local continua reduzindo o custo de emissão da dívida. Um título prefixado que tinha taxa de 11% no fim de 2016, terminou o mês com taxa de 5,46%, por exemplo.

O custo médio acumulado em 12 meses foi de 8,61% em setembro, avançando de 8,54% em agosto. Já o custo médio de emissão voltou a ficar em 7,1% no mês passado, entre os menores valores da série histórica iniciada em 2010. O custo de emitir uma NTN-B fechou o mês em 7,7, contra 8,2 de agosto. Para dar um parâmetro, no fim de 2015 esse custo passava dos 17%.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

DE OLHO NA BOEING

FAA diz a áreas americanas que 737 MAX talvez possa retornar antes do meio do ano

De acordo com fontes ouvidas pela Reuters, Dickson teria dito ainda que a previsão da Boeing e que espera que o retorno das aeronaves ocorra apenas no meio do ano é “muito conservadora”

RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Bolsonaro diz que pode transferir embaixada em Israel para Jerusalém em 2021

O presidente disse que tem conversado com líderes árabes sobre o assunto e que, até o momento, não houve nenhuma oposição à proposta

AGRICULTURA

Na Índia, Tereza Cristina diz que agricultura brasileira não é vilã

A ministra admite que existe de fato uma preocupação grande com mudanças climáticas ao redor do mundo e que “ninguém tem pretensão de negar isso”, mas ressalta que os agricultores são os principais interessados no clima e em ter chuvas com regularidade

INDÚSTRIA

Indústria com mais tecnologia tem o menor peso na exportação em 24 anos

De acordo com o economista do Iedi, Rafael Cagnin, a queda nas exportações desses produtos, que somaram US$ 40,2 bilhões no ano passado, coloca a engrenagem do crescimento do País para girar no sentido oposto

O IMPACTO DO VÍRUS

Como o coronavírus pode impactar a economia chinesa

“Agora, crescem as preocupações de que as proibições de viagens em vigor começarão a ter um grande impacto na economia, com alguns falando em queda de um ponto percentual ou mais para o PIB chinês no primeiro trimestre de 2020”, escreveu Edward Moya, analista de mercado sênior da Oanda

REFORMAS

Reformas tributária e administrativa podem ir juntas ao Congresso

Em sua fala, o presidente reafirmou a necessidade de reduzir os impostos e destacou que Estados e municípios têm autonomia e independência para alterar alguns impostos. “Não culpe só a mim”

MAIS CASOS CONFIRMADOS

Novo coronavírus já infectou mais de 2 mil pessoas ao redor do mundo

Também há casos confirmados da doença nos Estados Unidos, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Vietnã, Cingapura, Malásia, Nepal, França e Austrália

MAIS DESINVESTIMENTOS?

Oi contrata Bank of America para acelerar venda de telefonia móvel, diz jornal

De acordo com o jornal O Globo, a companhia espera obter R$ 15 bilhões com o negócio

PENSATA DE DOMINGO

Nunca é tarde para entrar na bolsa. Será?

Hoje quero falar sobre a visão que eu e o Rodolfo compartilhamos para o ano de 2020. E, claro, o que você deve fazer com seus investimentos para chegar à aposentadoria precoce.

CORONAVÍRUS

Xi Jinping alerta para a ‘grave situação’ criada pela disseminação ‘acelerada’ do novo coronavírus

Até agora, as autoridades disseram que a doença já infectou mais de 1.300 pessoas e matou 41. Mas a Comissão Nacional de Saúde anunciou que 237 pacientes estão em condições graves

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements