🔴 ESTA CRIPTOMOEDA DISPAROU 4.200% EM 2 DIAS – VEJA SE VALE INVESTIR

Estadão Conteúdo
Mudança de regras

O que pensam advogados sobre as novas regras da CVM para registro de IPOs

Nesta semana, Comissão de Valores Mobiliários publicou deliberação que permite que a etapa inicial de análise seja feita sob sigilo

Estadão Conteúdo
21 de fevereiro de 2019
14:24 - atualizado às 14:42

Advogados ouvidos pelo Broadcast, do Estadão, avaliam como positivas as novas regras da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para registro de ofertas públicas iniciais e ofertas subsequentes, mas consideram que o mercado terá que se ajustar, entre outros pontos, ao aumento da assimetria das informações.

Nesta semana, a autarquia publicou deliberação que permite que a etapa inicial de análise seja feita sob sigilo.

Além disso, suprimiu o prazo de vedação que existia antes da divulgação das demonstrações financeiras para a realização das ofertas.

"O mercado vai precisar se ajustar porque, ao mesmo tempo que aumenta a janela para realização das ofertas, aumenta o risco de assimetria informacional", avalia Fabiola Cavalcanti, sócia das áreas de Societário e Investimento Estrangeiro e Mercado de Capitais de TozziniFreire Advogados, para quem todos os pedidos deverão se valer das novas regras.

O advogado Rafael Martins gostou da medida, mas concorda que o risco de assimetria, de fato, aumentou. "A capacidade dos acionistas e interessados contribuírem com o processo de análise já era complexa. Agora ficou impossível", afirma.

A expectativa dos advogados é que o apetite do mercado aumente a partir de agora. As medidas da CVM funcionam como um bônus regulatório, adicional à conjuntura política, com a apresentação das reformas.

Rodolfo de Tella, do BMA, diz que está trabalhando em algumas operações e que deve utilizar a possibilidade de sigilo. Segundo ele, a permissão é particularmente importante para empresas que atuam em setores em que a maior parte das empresas são fechadas e que temem compartilhar informações estratégicas, mas não conseguirem captar recursos no mercado ao final do processo.

"Um dos clientes que estamos assessorando se enquadra exatamente nesse caso de muitos concorrentes de capital fechado", explica.

Para um advogado que costuma atuar na defesa de minoritários, além da falta de assimetria, a medida vai limitar o acompanhamento mais próximo das operações. Sob a condição de não se identificar, ele explica que, embora não haja previsão legal de interferência nessa etapa do processo (início do processo de registro), na prática, quando a companhia anuncia a OPA, essa possibilidade passa a existir.

Entre outras medidas, é possível pedir cópia dos autos por meio de um pedido de vista do processo e "atravessar" com uma petição com considerações, diz.

Compartilhe

A XERIFE ESTÁ DE OLHO

Fintwit sob investigação: CVM aumenta fiscalização sobre influenciadores de investimentos nas redes sociais

2 de setembro de 2022 - 10:48

Com um aumento intenso de postagens de dicas relativas a investimentos na bolsa de valores no Twitter, a CVM abriu uma investigação acerca do universo da Fintwit

O XERIFE TÁ DE OLHO

Petrobras (PETR4) diz que recebeu ofício da CVM sobre anulação de assembleia que elegerá novo conselho; entenda

10 de agosto de 2022 - 20:22

A solicitação foi formulada pela Associação Nacional dos Petroleiros Acionistas Minoritários da Petrobras (Anapetro) para suspender AGE da próxima semana

RESUMO DA ÓPERA

CVM edita regra que cria lâmina com informações resumidas para o investidor de IPOs e ofertas públicas

13 de julho de 2022 - 15:50

Xerife do mercado de capitais resolveu facilitar a vida das empresas com planos de captar recursos de investidores com um novo conjunto de regras para ofertas públicas; confira o que mudou

SOB NOVA DIREÇÃO

Xerife novo no mercado: João Pedro Barroso do Nascimento é nomeado presidente da CVM

6 de junho de 2022 - 17:08

Ele teve a indicação ao cargo aprovada em abril pelo Senado e deve ocupar o posto até 14 de julho de 2027

RENEGOCIAÇÃO CONCLUÍDA

Oi (OIBR3) renegocia dívida multibilionária com a Anatel, alonga prazo e consegue um descontão

1 de junho de 2022 - 7:23

Além de repactuar dívida com a Anatel, Oi foi autorizada pela CVM a continuar operando abaixo de R$ 1 por mais 30 pregões a partir de 1º de julho

Maxi Renda (MXRF11) sobe após CVM recuar e encerrar polêmica sobre a distribuição de dividendos do fundo imobiliário

18 de maio de 2022 - 12:39

O FII é um dos destaques da indústria, que respira aliviada após a xerife do mercado de capitais reconhecer a regularidade do pagamento de proventos com base no “lucro caixa”

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

17 de maio de 2022 - 20:24

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

FAMÍLIA POLÊMICA

CVM rejeita oferta milionária dos irmãos Batista para encerrar processo envolvendo as contas da JBS (JBSS3); entenda

3 de maio de 2022 - 20:14

Acusados de abusarem do direito de seus cargos para aprovarem as próprias contas, os empresários ofereceram um total de R$ 6 milhões

INFORMAÇÕES PRIVILEGIADAS

Nelson Tanure entra na mira de investigação da CVM por suposto insider trading na compra da Alliar (AALR3)

30 de março de 2022 - 20:29

Vale lembrar que o empresário, que já detinha cerca de 36% das ações da Alliar, tratou a compra diretamente com um grupo de 50 acionistas donos de 53% do capital social da empresa

PRESTAÇÃO DE CONTAS

E agora, Petrobras (PETR4)? CVM abre processo após demissão do general Silva e Luna; saiba o motivo da ação

29 de março de 2022 - 19:24

Há cerca de um ano, a xerife do mercado abriu processo semelhante após o presidente Jair Bolsonaro anunciar, pelo Facebook, o substituto do economista Roberto Castello Branco, então comandante da empresa

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar