Menu
2019-11-01T11:57:56-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Cuidado com os golpes

CVM faz uma lista de quem não pode atuar no mercado

Comissão de Valores Mobiliários (CVM) lança um “cadastro negativo”, com indivíduos e instituições que não podem chegar perto do seu dinheiro

1 de novembro de 2019
11:57
lista negra
Imagem: Shutterstock

Uma forma de se proteger de golpes e ofertas tentadoras, porém irreais, tipo aquelas de "ganhe 3% ao dia", é consultar se a empresa ou “gênio das finanças” é autorizado a operar no mercado pelo Banco Central (BC) ou Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Visando facilitar o acesso do público a esse tipo de informação, a CVM lançou uma nova página em seu site, uma espécie de “cadastro negativo”, que lista pessoas e empresas que estão, temporariamente, impedidas de atuar no mercado financeiro.

“O objetivo é permitir que o cidadão tenha de forma fácil, rápida e compreensível acesso à lista de indivíduos e instituições que estejam impedidos de atuar no mercado por tempo determinado, seja por decisão em julgamento, termo de compromisso ou stop order [deliberações que determinam a imediata suspensão de atuações irregulares]”, explicou, por meio de nota, o chefe da Coordenação de Controle de Processos Administrativos (CCP/SPS), José Paulo Diuana de Castro.

Além de mostrar esses três tipos de afastamento, também é possível ter acesso à decisão do Colegiado da CVM que originou o impedimento.

A página lista informações sobre “atuações irregulares”, “penalidades temporárias” e “temos de compromisso”. O link está aqui.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

12 notícias para você começar o dia bem informado

Enquanto acompanham o avanço do coronavírus, os investidores olham também para as novidades no mundo corporativo. Os números da Cielo vieram piores do que as expectativas, que já eram bem negativas. A JBS anunciou um negócio bilionário na China. E a união de Embraer e Boeing ganhou o aval do Cade.   O que você precisa saber hoje: […]

segundo agência

Em grave crise econômica, Venezuela avalia privatizar petróleo

Representantes do governo conversaram com diferentes empresas, diz agência; medida abandonaria décadas de monopólio estatal

O que mexe com os negócios hoje

Com coronavírus no radar, mercados ensaiam dia de recuperação

Ontem o dia foi de temor nos mercados, como reflexo da rápida disseminação do coronavírus pelo mundo. Nas primeras horas da manhã tanto as sessões europeias como os índices futuros em Wall Street ensaiavam uma recuperação

bons negócios

JBS faz acordo com empresa chinesa que deve movimentar R$ 3 bilhões

Parceria com WH Group oferecerá portfólio de produtos das marcas Friboi e Seara

agenda oficial

BNDES vai até Brasília explicar ‘caixa-preta’

Comitiva vai dar explicações sobre a auditoria de R$ 48 milhões; estudo não encontrou nenhuma irregularidade no banco

entrevista

Por que o coronavírus é mais um elemento de risco à economia, segundo este especialista

Segundo o economista-chefe da consultoria MB Associados, Sergio Vale, a doença aumenta as incertezas nos mercados; entenda

dados oficiais

Na China, número de mortes pelo coronavírus passa de 100

Autoridades de saúde da China afirmam que mais de 4 mil pessoas foram infectadas

precaução

Por receio do coronavírus, China adia reabertura do mercado de ações

Originalmente, os negócios nas bolsas de Xangai e de Shenzhen seriam retomados na sexta-feira; agora, só voltam segunda

Produtos de investimento

Na disputa com plataformas, Itaú lança fundo que segue carteira recomendada pelo banco

Fundo lançado há pouco mais de uma semana na rede já conta com R$ 500 milhões em patrimônio e permite que cliente invista em toda a carteira de recomendações em um único produto

Vítima da guerra das maquininhas

Lucro da Cielo cai pela metade em 2019 e despenca 68% no 4º trimestre

A estratégia deliberada da empresa controlada por Banco do Brasil e Bradesco é sacrificar as margens de lucro para defender a liderança do mercado de maquininhas de cartão. Os números refletem bem esse esforço, para o bem e para o mal

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements