Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-06-06T11:16:44-03:00
Estadão Conteúdo
enquanto isso, no twitter

Líderes da oposição querem votar crédito ‘sem dar cheque em branco’ a governo

O Executivo precisa da aprovação de crédito suplementar até o dia 15 de junho, caso contrário corre o risco de se endividar e incorrer em pedalada fiscal

6 de junho de 2019
11:16
Dep. Orlando Silva (PCdoB-SP)
Dep. Orlando Silva (PCdoB-SP) - Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Parlamentares da oposição comentaram, no Twitter, o adiamento da votação do pedido de crédito suplementar do governo no valor de R$ 248,9 bilhões na Comissão Mista de Orçamento (CMO) no Congresso. O Executivo precisa da aprovação desse crédito suplementar até o dia 15 de junho, caso contrário corre o risco de se endividar e incorrer em pedalada fiscal, crime de responsabilidade fiscal responsável pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

O líder do PT na Câmara, Carlos Zarattini, celebrou a obstrução da oposição na CMO na quarta-feira, 5, afirmando que o bloco quer "aprovar a liberação do dinheiro para os programas sociais como o Bolsa Família", mas que não darão "um cheque em branco" para o governo. "Queremos aprovar R$ 146 bilhões, que é o necessário" para custear os programas sociais "que o PT criou", disse em uma postagem.

Na mesma linha, o líder do PCdoB na Câmara, Orlando Silva, argumentou que "o Banco Central já repassou, em 2019, cerca de R$ 100 bilhões além do previsto, logo, não há necessidade do volume requisitado pelo governo".

O deputado, no entanto, disse que a oposição está disposta a aprovar o crédito suplementar com esse repasse descontado, "garantindo o necessário para ter dinheiro para a educação e programas sociais".

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Nada de penny stock

Na Saraiva (SLED3 e SLED4), uma medida para aliviar a pressão da CVM — mas que não tira a corda do pescoço

A Saraiva (SLED3 e SLED4) quer fazer um grupamento de ações na proporção de 35 para 1, saindo da casa dos centavos — mas perdendo liquidez

Seu Dinheiro no sábado

O que esperar para os seus investimentos até 2024?

Como parte das comemorações de três anos do Seu Dinheiro, montamos um conteúdo especial para discutir o cenário de investimentos até 2024

PAPO CRIPTO #004

Bitcoin (BTC) pode chegar aos US$ 100 mil ainda este ano, tudo depende dos EUA, afirma André Franco ao Papo Cripto

As gamecoins como o Axie Infinity devem movimentar ainda mais o mercado até o final do ano

ATENÇÃO, ACIONISTA

Hapvida (HAPV3) vai recomprar até 100 milhões de ações; papéis acumulam queda de 17% no ano

A operadora de saúde anunciou hoje que dará início a um programa de recompra de papéis com duração de até 18 meses

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies