Menu
2019-09-12T18:45:10-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Um olho aqui, outro lá

A China vive uma crise no abastecimento de carne suína e isso pode ser bom para o Brasil

Apesar dos malefícios causados para os chineses, o problema gerou uma grande oportunidade para o Brasil. A queda na oferta de carne suína por lá fez com que algumas exportadoras brasileiras aumentassem a produção para ganhar mercado na China

12 de setembro de 2019
18:45
shutterstock_797417815
Imagem: Shutterstock

A crise de carne de porco na China está ganhando contornos cada vez mais sérios. Segundo informações da CNN Business, algumas cidades já estão com seus preciosos estoques de carne suína congelada na "reserva".

O motivo é que quatro cidades ou províncias da China - que abastecem cerca de 130 milhões de pessoas - teriam diminuído seus estoques de carne congelada para colocar mais produtos no mercado. O objetivo é aumentar a oferta e estabilizar os preços.

O consumo de carne é de extrema importância para a cultura chinesa, e há uma razão especial para que a demanda pelo produto tenha aumentado mais ainda agora.

Isso porque as comemorações do segundo maior feriado do ano chinês, o 70º aniversário da República Popular da China, em 1º de outubro, se aproximam.

Lidando com a falta de carne

Toda a crise na oferta de carne de porco no país é por conta da peste suína. A doença chegou ao país em 2018 e se alastrou rapidamente. Com isso, os preços do produto subiram quase 50% no ano passado.

A liberação de reservas locais é uma das formas com qual o governo tem tentado lidar com o problema. Mas apenas a liberação não tem sido suficiente.

Por isso, a China vem aumentando cada vez mais a importação de carne suína para não causar um desabastecimento no país.

Efeito nas ações dos frigoríficos

Apesar dos malefícios causados para os chineses, o problema gerou uma grande oportunidade para o Brasil. A queda na oferta de carne suína por lá fez com que algumas exportadoras brasileiras aumentassem a produção para ganhar mercado na China.

No segundo trimestre, por exemplo, as exportações para China e Hong Kong corresponderam a 24,6% das exportações consolidadas da JBS. O percentual é o maior em relação às exportações para outras regiões.

Mesmo que nem tudo seja necessariamente carne de porco, o volume alto de exportações para os chineses vem ajudando também os papéis dos frigoríficos, assim como os resultados das companhias.

Basta uma olhada rápida para ver que as ações da JBS (JBSS3) apresentam alta de 151,08% desde o começo do ano até hoje (12). Em seguida, vem os papéis da BRF (BRFS3), com valorização de 7,392% no ano.

A Marfrig (MRFG3), por sua vez, também não fica muito atrás. Os papéis da empresa tiveram expansão de 65,20% no acumulado deste ano.

Além do aumento na demanda por carne, nesta semana os frigoríficos também receberam uma boa notícia.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) recebeu um comunicado da GACC, órgão de sanidade chinês, informando a habilitação de 25 frigoríficos para a exportação de carnes para o país asiático.

Na prática, dos novos habilitados, 17 são produtores de carne bovina, seis de frango, um de porco e um de asinino. As empresas já podem exportar imediatamente.

Com a decisão do órgão de sanidade chinês, o número de plantas habilitadas passa de 64 para 89.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Dinheiro no bolso

Banco do Brasil anuncia pagamento de R$ 333 milhões em JCP do 4T20

Dessa forma serão pagos no dia 30 de dezembro e terão como base a posição acionária do dia 11 de dezembro de 2020

seu dinheiro na sua noite

Maradona e o rali da bolsa

O baixinho Maradona passa por dois marcadores, toca para o companheiro e depois corre para disputar a bola na área. Ele dá um salto e, de alguma forma, consegue subir mais que o goleiro inglês Peter Shilton para empurrar (literalmente) a bola para as redes. O lance do antológico gol de mão do craque argentino […]

fechamento dos mercados

Ibovespa desacelera com queda de Petrobras, mas fecha acima de 110 mil com Itaú e Vale e sobe 4% na semana

Bolsas americanas fecham para cima, renovando máximas históricas, em sessão mais curta; por aqui, ações de Petrobras reduziram alta perto do fim da sessão, eventualmente virando e fechando em queda, tirando índice acionário local da proximidade do pico intradiário

Urgente

Guilherme Boulos é diagnosticado com Covid-19

As agendas de campanha foram todas suspensas, e a coordenação da campanha vai propor à TV Globo que o último debate, previsto para hoje, seja feito de forma virtual.

Novidade no mercado

CMN: corretora de título e valor mobiliários pode prestar serviço de pagamento

Com isso, as SCTVM e SDTVM deverão optar entre a manutenção das atuais contas de registro ou a utilização de contas de pagamento.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies