⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2019-04-17T14:36:28-03:00
Angela Bittencourt
Angela Bittencourt
Câmbio

Um flerte do dólar a R$ 4

Impasse na CCJ sobre reforma da Previdência pesa sobre a taxa de câmbio, mas saída de US$ 4,15 bilhões na conta financeira em apenas 10 dias nada tem de trivial

17 de abril de 2019
14:36
dólares nota
Imagem: Shutterstock

Todo flerte é arriscado. Penso exatamente nesta frase curta, mas cheia de significado sobre situações indefinidas e riscos potenciais, enquanto acompanho a mudança frenética do preço do dólar que subiu 1,15% ao alcançar a cotação máxima do dia, R$ 3,9471. Basta mais um ganho de 1,4% e a taxa de câmbio chegará a R$ 4,00.

A moeda americana vem flertando com R$ 4,00 dias seguidos e, se alcançar essa marca, dará ao governo um recado curto e grosso: a economia brasileira está desequilibrada não é de hoje, 100 dias de gestão foram insuficientes para provar que a proposta de política econômica do ministro da Economia, Paulo Guedes, será rigorosamente aplicada e o capital político do presidente Jair Bolsonaro se esvai em alta velocidade, inclusive ou principalmente, porque há absoluta desarticulação política no Congresso.

O adiamento da votação da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados para a semana que vem, por impasse quanto a mudanças que poderão ocorrer no texto original, pesa sobre o dólar. Quanto a isso não há qualquer dúvida.

Contudo, a constatação de que o Brasil perdeu US$ 4,15 bilhões na conta financeira em apenas 10 dias de negócios em abril, conforme divulgado no fim da manhã pelo Banco Central (BC), nada tem de trivial.

Ao contrário, o movimento de câmbio mostra que a saída de divisas do país está acelerando. Em março, essa mesma conta foi negativa em US$ 7,1 bilhões.

Em média, o Brasil perdeu US$ 373 milhões por dia em março; em abril, até o dia 12, foram US$ 415 milhões.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

SEGUNDO TURNO VEM AÍ?

Distância entre Lula e Bolsonaro continua de 8 pontos, segundo CNT/MDA — confira os detalhes da nova pesquisa

1 de outubro de 2022 - 10:28

Segundo o levantamento, o petista tem 44,2% das intenções de voto, enquanto o presidente que tenta a reeleição subiu dois pontos, para 36,3%

Conteúdo exclusivo

Dividendos em perigo? Bolsonaro, Lula e outros candidatos querem taxar seus proventos e podem atacar sua estratégia de renda extra em 2023

1 de outubro de 2022 - 10:00

Analista avalia que comportamento das boas pagadoras de dividendos pode mudar – e 4 ações se destacam

BOLSA NA SEMANA

Cyrela (CYRE3) lidera as altas do Ibovespa e Rede D’Or (RDOR3) vai em direção oposta ‒ saiba o que foi destaque na bolsa na semana

1 de outubro de 2022 - 9:41

O Ibovespa recuperou as perdas do mês no último pregão e fechou setembro em alta de 0,47%; dólar tem queda de 0,08% no mês

CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Diferença de votos válidos entre Lula (PT) e Bolsonaro (PL) é de 8 pontos, segundo pesquisa CNT/MDA

1 de outubro de 2022 - 8:02

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

ENTREVISTA

Elon Musk não está sozinho: o home office pode acabar com o fim da pandemia, alerta um dos principais gurus de carreiras do mercado

1 de outubro de 2022 - 7:23

A exemplo do dono da Tesla um número cada vez maior de empregadores quer os profissionais de volta ao escritório, afirma o mentor de carreiras e escritor Luciano Santos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies