Menu
2019-04-17T14:36:28-03:00
Angela Bittencourt
Angela Bittencourt
Câmbio

Um flerte do dólar a R$ 4

Impasse na CCJ sobre reforma da Previdência pesa sobre a taxa de câmbio, mas saída de US$ 4,15 bilhões na conta financeira em apenas 10 dias nada tem de trivial

17 de abril de 2019
14:36
dólares nota
Imagem: Shutterstock

Todo flerte é arriscado. Penso exatamente nesta frase curta, mas cheia de significado sobre situações indefinidas e riscos potenciais, enquanto acompanho a mudança frenética do preço do dólar que subiu 1,15% ao alcançar a cotação máxima do dia, R$ 3,9471. Basta mais um ganho de 1,4% e a taxa de câmbio chegará a R$ 4,00.

A moeda americana vem flertando com R$ 4,00 dias seguidos e, se alcançar essa marca, dará ao governo um recado curto e grosso: a economia brasileira está desequilibrada não é de hoje, 100 dias de gestão foram insuficientes para provar que a proposta de política econômica do ministro da Economia, Paulo Guedes, será rigorosamente aplicada e o capital político do presidente Jair Bolsonaro se esvai em alta velocidade, inclusive ou principalmente, porque há absoluta desarticulação política no Congresso.

O adiamento da votação da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados para a semana que vem, por impasse quanto a mudanças que poderão ocorrer no texto original, pesa sobre o dólar. Quanto a isso não há qualquer dúvida.

Contudo, a constatação de que o Brasil perdeu US$ 4,15 bilhões na conta financeira em apenas 10 dias de negócios em abril, conforme divulgado no fim da manhã pelo Banco Central (BC), nada tem de trivial.

Ao contrário, o movimento de câmbio mostra que a saída de divisas do país está acelerando. Em março, essa mesma conta foi negativa em US$ 7,1 bilhões.

Em média, o Brasil perdeu US$ 373 milhões por dia em março; em abril, até o dia 12, foram US$ 415 milhões.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

pandemia

Governo vai comprar vacina desenvolvida na China, diz Mourão

Vice-presidente disse que polêmica em torno da vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan é “briga política” com Doria

DESTAQUE DO DIA

Suzano se descola do Ibovespa e sobe mais de 1% após resultados do 3º trimestre

Analistas destacam que Ebitda superou estimativas e elogiam fluxo de caixa livre e desalavancagem

sob pressão

Inflação e redução do auxílio emergencial já derrubam vendas nos supermercados

Em outubro, a prévia da inflação, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor-15 (IPCA-15) atingiu 0,94%. O resultado é mais que o dobro da inflação registrada em setembro e a maior alta para o mês em 25 anos

efeito pandemia

Setor público tem déficit primário de R$ 64,559 bi em setembro, diz BC

Em função da pandemia, cujos efeitos econômicos se intensificaram em março, o governo federal e os governos regionais passaram a enfrentar um cenário de forte retração das receitas e aumento dos gastos públicos.

AINDA RUIM

Taxa de desemprego atinge 14,4% no trimestre até agosto, a maior desde 2012

País registrou 13,794 milhões de desempregados no período, aumento de 8,5%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies