Menu
2019-10-07T16:14:23-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
3 meses parado e 80 processos na fila

Novo conselheiro é nomeado e Cade (enfim) retoma julgamentos neste mês

Nesta segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro nomeou o novo conselheiro Sérgio Costa Ravagnani, que já tomou posse no cargo

7 de outubro de 2019
16:14
Justiça; CVM
Imagem: Shutterstock

Depois de quase três meses sem quórum, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) retomará os julgamentos no dia 16, como antecipou o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Nesta segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro nomeou o novo conselheiro Sérgio Costa Ravagnani, que já tomou posse no cargo. Ele foi sorteado sucessor dos processos relatados pelo ex-conselheiro Paulo Burnier.

Com a posse de Ravagnani, a contagem de prazos no conselho, suspensa desde o dia 17 de julho, será retomada nesta terça.

Outros três conselheiros foram aprovados pelo Senado e aguardam a nomeação do presidente Jair Bolsonaro: Lenisa Prado, Luís Henrique Bertolino Braido e Luiz Hoffmann

O Cade tem cerca de 80 processos em estoque aguardando a recomposição do quórum. As operações somam R$ 500 bilhões.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Após vacinação e apoio fiscal

Economia dos EUA está “em ponto de inflexão” positivo, diz Powell, do Fed

Economia norte-americana está prestes a começar a crescer muito mais rapidamente, afirmou presidente do banco central norte-americano em entrevista

nos estados unidos

Remuneração de CEOs cresceu em meio à pandemia

Recuperação do mercado de ações impulsionou ganhos de executivos em 2020, que tiveram remuneração média de US$ 13,7 mi no período

Após estremecimentos

China quer parceria estratégia com Brasil, diz chanceler asiático

Chanceler chinês, Wang Yi, falou com o novo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos Alberto Franco França.

entrevista

Bittar reafirma que Guedes sabia de acordo para destinar verba a emendas

Apontado como um dos artífices da “maquiagem” no Orçamento, o senador Marcio Bittar diz que não chegou sozinho ao valor de R$ 29 bilhões em emendas

Apesar da pandemia

Saúde perde espaço em emendas parlamentares

Números mostram estratégia dos parlamentares para destinar recursos para obras e projetos de interesse eleitoral em seus redutos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies